SOLINEY SILVA DEMONSTRA PREOCUPAÇÃO COM QUEDA DE RECEITAS DOS MUNICÍPIOS

SOLINEY SILVA DEMONSTRA PREOCUPAÇÃO COM QUEDA DE RECEITAS DOS MUNICÍPIOS


O candidato a presidência da FAMEM e Prefeito de Coelho Neto Soliney Silva-PSD avaliou com preocupação a situação de grande parte dos municípios maranhenses em razão das quedas vertiginosas do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) ocasionada principalmente pela redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) prorrogada pelo Governo Federal. 
A situação vivida por grande parte dos municípios é a pior possível. Temos conversado com prefeitos de todo o Estado que estão preocupados com os meios que utilizarão para honrar os compromissos. Só para citar um exemplo, temos prefeitos que estavam com a folha de pagamento atrasada em até três meses e que aguardavam a chegada do final do ano esperando o aumento no repasse, para assim conseguir sanar os débitos. No entanto com a projeção de que os repasses não aumentarão, esses prefeitos nem terão recursos para pagar os atrasados, como estão com as folhas de novembro, dezembro e 13º. salário comprometidas”, disse ele. 
De acordo com Soliney Silva o estrago é ainda maior nos municípios de pequeno porte que sobrevivem basicamente das transferências da União. Segundo ele, as quedas nos repasses geram problemas dos mais diversificados que não se limitam apenas a pagamento de folha de funcionários, como também no calendário de investimentos projetado para os municípios a curto e médio prazo. Na avaliação do Prefeito de Coelho Neto os municípios devem está unidos para que juntos possam propor alternativas e a população não seja a grande penalizada.
O problema na queda de receitas não se restringe apenas a nós prefeitos reeleitos, ao contrário, é ainda maior para os novos prefeitos que poderão receber seus municípios totalmente inviabilizados. Tivemos recentemente uma demonstração de união dos nossos governadores que estiveram em Brasília para defender interesses dos Estados junto a União. Com os municípios não pode ser diferente, nós os prefeitos maranhenses devemos nos unir para fortalecer a FAMEM e com isso garantir a interlocução junto ao Governo Federal e a Confederação Nacional dos Municípios – CNM com vistas à apresentação desses pleitos e de outros de interesse mais urgente dos nossos municípios, concluiu ele. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *