Sob olhar inerte do Conselho de Saúde, Prefeitura mantém cemitério de ambulâncias em Coelho Neto

 

É impressionante a letargia do Conselho Municipal de Saúde diante dos descasos do governo com a saúde de Coelho Neto. Foram ágeis para reprovar as contas da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e legitimar a perseguição do governo contra a entidade, mas também na prática só serviram pra isso.

No que realmente deveriam atuar a preocupação é zero. As denúncias são diárias e não se vê uma manifestação pública do órgão de controle sobre tantas mazelas, silêncio que talvez pode ser explicado pela “boquinha” dada ao presidente para não exercer o papel que deveria.

Em um ano e meio o atual governo se encarregou de transformar o setor de transporte da saúde num cemitério de ambulâncias paradas e sucateadas por falta de manutenção.

Até a ambulância mais nova dada pelo Governo do Estado no ano passado não sai mais da oficina, ficando a cargo das ambulâncias pequenas deixadas pela gestão anterior, a tarefa de suprir a enorme demanda que o setor exige.

Atualmente todas as ambulâncias grandes estão quebradas, revelando o verdadeiro descaso que a dupla Américo e Olímpia tratam a saúde pública.

Quem adoecer que ore a Deus para não precisar de transporte. Porque se depender da gestão mais incompetente da nossa história, os ususários do Sistema Único de Saúde – SUS, ficarão a mercê da própria sorte.

E do descaso de um governo irresponsável…

One thought on “Sob olhar inerte do Conselho de Saúde, Prefeitura mantém cemitério de ambulâncias em Coelho Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *