Secretário de Saúde do Estado discorda da não retomada de aulas presenciais no MA

Secretário de Saúde do Estado discorda da não retomada de aulas presenciais no MA

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, pelo visto não gostou da decisão da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) de descartar a retomada das aulas presenciais em toda a rede estadual do Maranhão neste ano, após o resultado de uma consulta pública entre estudantes, pais e professores.

Segundo ele, dados já disponíveis apontam para a completa irrelevância do número de casos da Covid-19 em escolas pela quantidade de pessoas nas instituições de ensino.

“É completamente irrelevante o número de casos [da Covid-19] considerando o número de alunos, professores e funcionários. Precisamos fazer o debate sobre educação pública porque só estamos aumentando o fosso entre ensino público e privado”, disse o secretário, em entrevista ao programa “Os Analistas”, da TV Guará, lembrando que o ensino na rede privada já foi retomado, com algumas regras, há pelo menos dois meses.

Lula destacou que seus próprio filhos, que estudam em escolas particulares, também já voltaram às salas de aula.

“É preciso pelo menos debate. Não dá pra dizer simplesmente ‘deixa os alunos pra lá’. Não é assim. Se voltou nas escolas privadas e está dando certo, por que não voltar na escola pública? Eu só queria uma razão”, questionou.

O anúncio de que não haveria retomada das aulas na rede pública estadual neste ano foi antecipado na sexta-feira (2) pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e ratificado pelo secretário de Educação, Felipe Camarão.

“Nós não iremos retomar as aulas presenciais este ano, vamos concluir o ano letivo de forma remota. O ano de 2020 de toda a rede estadual será concluída de maneira remota, com mediação de tecnologia e no ano que vem, vamos preparar a comunidade escolar para o retorno híbrido”, disse o titular da Seduc.

Do Blog do Gilberto Leda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *