ROSÁRIO LEAL FOI DESTAQUE EM PRÊMIO DA ABRINQ

ROSÁRIO LEAL FOI DESTAQUE EM PRÊMIO DA ABRINQ

O Gabinete do Deputado Estadual Chico Leitoa-PDT, resolveu relembrar o Prêmio Prefeito Amigo da Criança, concedido ao município na época en que o mesmo era Prefeito de Timon, dando destaque as ações implentadas para a criança e o adolescente. Na época, parte das ações que levaram o município a receber o prémio foram desenvolvidas pela Articuladora e Secretária de Educação e Cultura de Timon Rosário Leal (hoje Secretária de Educação de Coelho Neto). Reveja o destaque nacional da concessão do prêmio ao município de Timon:

Timon – MA

CABRAS E BODES CONTRA A DESNUTRIÇÃO, BALÉ CONTRA A EVASÃO…

A responsabilidade social e a fiscal podem caminhar juntas com a criatividade na busca de soluções. É o que ensina a prefeitura de Timon,no Maranhão, ao investir em políticas públicas para a criança e o adolescente.

Os números são de causar inveja a qualquer admpública municipal: no início do atual governo, e Educação Infantil existia apenas no papel e criançaanos não sabiam o que era escola. Hoje já passa número de crianças matriculadas. No Ensino Fundatendimento saltou de 18 mil para 23 mil alunos.

É assim que o município maranhense de Timon vem transformando o rosário de problemas sociais em vitrine de boas, criativas e coordenadas ações públicas para cuidar da criança e do adolescente. Pouco a pouco, o seu território de 1.750 Km2 está se transformando num imenso laboratório de inovações em políticas sociais. São muitos os projetos em andamento para melhorar as condições dos cerca de 140 mil habitantes. Curar as chagas sociais por que passa a população vem sendo uma tarefa árdua, ainda mais num contexto de extrema pobreza.

Localizada a quatrocentos quilômetros da capital, São Luís, Timon está a apenas trezentos metros de Teresina, a capital piauiense. Com uma baixa arrecadação, a cidade depende de repasses federais e estaduais, além de otimizar ações com recursos próprios, sendo que, atualmente, a maior parte vem de Brasília. E o “timoneiro” desse barco é o prefeito Francisco Rodrigues de Sousa, que já administrou a cidade entre 1993 e 1996. Mas as ações iniciadas por ele não tiveram continuidade na gestão seguinte, como é da prática política brasileira. Nesta segunda gestão, os parceiros se multiplicaram, passando pelos governos estadual e federal à iniciativa privada e às organizações não-governamentais. Prova disso é o que vem acontecendo na área da educação, segundo a secretária Rosário de Fátima Nunes Leal: “São cerca de 26 entidades, entre igrejas, clubes de mães e associações de moradores, envolvidas ativamente nas ações relativas à Educação Infantil”. Ao longo do mandato, o governo municipal estruturou uma rede ampla de convênios e articulações entre diversos setores da sociedade, atingindo um nível de organização que propicia a continuidade dos projetos implementados.

Um deles é exemplar e funciona nos moldes de um conservatório musical. O Projeto Beija-Flor , com aulas gratuitas de balé, música e teatro, atende mais de 1500 crianças e adolescentes e tem como um dos objetivos combater a repetência e a evasão escolar . Só participa quem está matriculado na escola e apresentar notas dentro da média. “No ano passado, o índice de aprovação foi de 99% e a evasão escolar caiu vertiginosamente”, comemora Rosário.

Na área da saúde, o destaque vai para o Programa de Saúde da Família (PSF), que oferece atendimento médico básico a todas as famílias do município. São 536 profissionais (médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos auxiliares e agentes de saúde) divididos em 46 equipes, sendo 38 atuando na região metropolitana e 8 na zona rural. “Nossa estratégia principal é voltada para a atenção primária, pois dizem as pesquisas científicas que 85% das necessidades de saúde da população são resolvidas nessa fase”, diz o Secretário de Saúde Francisco da Costa Gomes Filho.

O segredo dessas ações de sucesso não é guardado a sete chaves. Muito pelo contrário, está disponível até na rede mundial de computadores. É o caso do Projeto Leite Vida, que ganhou reconhecimento nacional através do Prêmio Tecnologias Sociais, da Fundação Banco do Brasil. O projeto atende famílias pobres do município e consiste na distribuição de um bode e três cabras, incentivando a produção de leite e o consumo de carne. A iniciativa é um bom exemplo de combate à carência alimentar de crianças de 0 a 6 anos.

Para o prefeito, que reúne seu secretariado toda segunda-feira para o alinhamento da estratégia das ações, participar doPrograma Prefeito Amigo da Criança representou uma grande aprendizagem. “O processo foi muito pedagógico e fez com que a gente ficasse mais vigilante, se capacitasse mais e passasse a enxergar os problemas do município com mais propriedade”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *