REPRESÁLIA: FLÁVIO DINO MANDA PCDOB EXPULSAR PREFEITO QUE NÃO VOTOU NELE

REPRESÁLIA: FLÁVIO DINO MANDA PCDOB EXPULSAR PREFEITO QUE NÃO VOTOU NELE
O prefeito de Afonso Cunha, José Leane (foto), foi expulso do PCdoB, no fim de março, porque a Direção Estadual do partido entendeu que ele havia sido infiel ao apoiar a candidatura da governadora Roseana Sarney (PMDB) nas eleições de 2010.

Leane apresentou defesa, mas foi condenado a deixar o partido. Agora, pode recorrer à Direção Nacional, mas deve mesmo buscar outra legenda para concorrer à reeleição. O presidente da legenda no Maranhão é o ex-deputado Flávio Dino, derrotado por Roseana no primeiro turno.

O deputado estadual Rubens Pereira Júnior explicou que José Leane foi julgado pela Comissão de Controle do PCdoB, equivalente à Comissão de Ética das outras legendas. “Ele teve ampla defesa, mas a executiva entendeu ter havido a falta”, explicou Júnior.

José Leane foi o único prefeito eleito pelo PCdoB nas eleições de 2008. Em 2010, os comunistas alinhados ao projeto eleitoral do então deputado federal Flávio Dino (PCdoB) chegaram a denunciar o prefeito por infidelidade partidária. Segundo eles, Leane estava fazendo campanha aberta em favor de Roseana.

O presidente do diretório municipal do PCdoB em São Luís, Márcio Jerry contou que o partido fez, foi instituir um processo disciplinar contra o prefeito. “Em sua defesa, o prefeito negou que tenha feito campanha e garantiu ter apoiado Flávio Dino. Mas as evidências eram imensas. A direção estadual decidiu, assim, acatar o parecer da Comissão de Controle”, explicou Jerry.

Os comunistas evitam falar no termo “expulsão” e tratam o caso do prefeito de Afonso Cunha como “desligamento do partido”. Mas deixam claro o motivo. “O partido tinha uma tática eleitoral definida. E o único prefeito da legenda tomou postura ambígua”, ponderou Rubens Júnior.

Justificativa

O presidente do PCdoB em São Luís, Márcio Jerry reconheceu que a decisão contra José Leane foi extrema, mas justifica que ela foi levada por “falta gravíssima do filiado”. Para poder disputar as eleições em 2012, José Leane terá que receber autorização da Justiça Eleitoral para se filiar a outro partido. Ele tem até setembro deste ano para resolver o problema.

Do Blog do Décio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *