Rapidinhas da Boca da Noite

REUNIÃO

Vixe! Dizem que numa prefeitura acolá a manhã ontem (23), foi de reunião. Ninguém saia e nem entrava. No teor da reunião uma das novas secretárias a ser anunciada depois do pedido de saída da titular vinha direto da Upa (calma, não estava passando mal não, é porque ela era de lá mesmo) kkkkkkkkkkkk. A outra super-poderosa secretária que não gostou da molecagem teria batido o pé e seguia firme na posição de não mais aceitar a ficar no posto diante dos últimos acontecimentos e para substitui-la o nome sairia de certo Centro de alguma coisa.

REUNIÃO 2

E por falar em saída de secretária, alguém ai sabe o nome da coordenadora de uma certa Secretaria de Educação que já tinha mandado engomar o vestido contando que seria a indicada? Kkkkkkkkkkkkkkk Coitada, ela acha que puxar o saco do chefe no facebook é requisito pra ser nomeada kkkkkkkkkkkkkk Te ilude Maria de Lurde! Aprenda filha, gente subserviente da sua espécie não vai a lugar algum. Guarde seu vestido de festa para outra ocasião, porque secretária de Educação você só será no Dia de São Nunca de tarde kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

PROBLEMA

Rapaz e o pau cantou numa secretaria acolá kkkkkkkkk Eita bagaceira! Dizem que um subalterno na tentativa de mostrar serviço ia passando numa certa via e olhou um poste com a parte da lâmpada voltado para um ponto comercial. Sem ter o que fazer, o dito cujo teria mandado alguém ir lá recolher o braço, papeiro, lâmpada e levar para a secretaria porque segundo ele aquilo não podia.

PROBLEMA 2

Acontece que o dito cujo não sabia que já que a prefeitura não faz, tudo aquilo tinha sido comprado por uma empresária da cidade – bastante conhecida por não levar desaforo para casa. Ah! meu amigo foi só tempo dela saber da história. Ela não contou conversa, pegou o carro e foi bater na secretaria. Já chegou lá com as notas fiscais da compra e cobrando explicações de quem seria o autor da “salienteza”. Rapaz nessa história servidor correu, outros se esconderam no banheiro, outros dois ficaram sem voz, outro pediu água de açúcar e outro que tava sentado desmaiou… pense na agonia kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

PROBLEMA 3

Para minimizar o ocorrido eles disseram que aquilo não podia, só não sabiam que segundo denúncia lá na hora a mesma coisa acontecia na residência de um outro empresário conhecido na cidade. Ora, se não pode com ela, pode com ele? Claro que não, pau que dá em Chico tem que dá em Francisco. Agora a missão é achar o corajoso que vai correr pra banda de um bairro afastado da cidade pra sair recolhendo braço e papeiro dos postes de um muro acolá kkkkkkkkkkkkkk Rapaz será possível que nessa cidade rola mesmo de um tudo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *