RAPIDINHAS – CURURUPU E A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM

RAPIDINHAS – CURURUPU E A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM

REVOLTA – Caiu como uma bomba no meio político juvenil o adiamento pela terceira vez da Reunião do Fórum Estadual de Juventude do Maranhão que seria realizado no último final de semana na cidade de Cururupu. Nenhuma preocupação por parte da Prefeitura aconteceu, ao contrário, o Prefeito Francisco Pestana-PDT se limitou apenas em cancelar o evento novamente. Tudo isso comunicado via telefone, pois o mandatário estava no conforto da sua casa em São Luís, bem longe do perigo que rondava a cidade.

DINDIN – Na manhã da sexta-feira Pestana era um dos mais atentos na reunião de Prefeitos com o Secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad. A preocupação do Prefeito girava em torno do comando do din-din que será transferido para as contas da saúde do município e não para a segurança do povo.

NEM AI – Enquanto Pestana e a alta claque de “lideranças juvenis” de Cururupu dormiam, dezenas de jovens se mobilizavam em ligar para os colegas desmarcando a viagem, desarrumar as malas e lamentar mais uma vez a falta de respeito com a juventude. Como aconteceu na última vez, o Prefeito não se importou, baixou a ordem e tivemos que acatar. Fomos tratados ao longo desse tempo como meros empregados da Prefeitura. Se esbravejássemos muito, Pestana poderia soltar aquilo que Lady Caty diz na Zorra Total: Quê que é? Tô pagando!!!! Quer queira, quer não, viramos reféns do Poder Público, tão falado no passado.

SE VIRA – Segundo chegou aos meus ouvidos, em meio a turbulência um corajoso ligou para o Prefeito e perguntou como ficaria a reunião da juventude. Sem “pestanejar” o mandatário disse: “ com tanta coisa na cabeça vocês vem me falar de reunião com a juventude. Não quero nem saber, resolvam isso”. É a treva!

E EU COM ISSO – Se não bastasse às informações da reunião serem desencontradas, os pseudo-líderes de juventude da cidade responsáveis pela reunião, estavam com o celular desligados. Tentei ligar para Alisson Rogério (foto), aquele mesmo que estava todo empaletozado na abertura dos JEM´s e aparece como super-ultra-eficiente Secretário Executivo do FEJMA e nada do aparelhinho tocar. A mesma coisa aconteceu com o metido a todo poderoso e sucessor de Pestana, Aldo Ferraz, que também estava com o aparelho desligado. Vejam como as coisas acontecem, ao invés de ligarem para nos informar do ocorrido, éramos nós que estávamos correndo atrás das informações.

NOTA 10 – Que a Prefeitura de Cururupu agiu desrespeitosamente com a juventude, isso já foi comprovado, embora tenhamos no meio disso tudo alguém que se salva com louvor e com os méritos de ser a verdadeira liderança de juventude da cidade. De espírito calmo, conciliador e pacífico, o jovem Elcio Silva foi o único a está com o telefone a disposição e se mostrando preocupado em nos informar sobre tudo o que estava acontecendo e da inviabilidade da reunião. Nota 1000 para Ele!

PRAGA – Alguém disse que a praga que joguei na cidade de que a reunião poderia acontecer em Cururupu, mas que a alimentação seria em São Vicente Férrer pegou. Pelo jeito, as previsões nem de longe foram acertadas, porque nem reunião, nem hospedagem , nem alimentação e nem atenção. Como dizia o blogueiro revoltado Cleo Freitas: Acorda juventude!

CARMA – A nova gestão da Secretaria Executiva do FEJMA capitaneadas pelo todo-poderoso-super-ultra Secretário Geral Rafael Oliveira precisa urgentemente procurar Bita do Barão de Guaré para um benzimento urgente, pois o negócio está brabo. Em menos de seis meses, o FEJMA protagonizou inúmeros episódios grotescos de sua história e a imagem da instituição com a juventude, está mais queimada do que o Senado Federal com uma única diferença: as coisas aqui acontecem de forma escancaradas e nem de longe por meio de ato secreto.

OUTRAS BANDAS – Parece que a decisão da juventude de mudar a reunião para outra cidade já é consenso. Segundo conversas com algumas lideranças a cidade não é mais auspiciosa para realizar um evento “grandioso” como é a eleição da nova composição do CEJOVEM. Como já dizia Odorico Paraguassu: Tô certo ou tô errado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *