PT analisa interrupção do crescimento de Dilma; tucanos apostam em nova onda

dilma-aécio

A mudança de tendência detectada nas pesquisas Ibope e Datafolha acendeu a luz amarela na campanha petista. Apesar da oscilação de apenas ponto nas candidaturas de Dilma e Aécio,  o que mais chamou atenção foi a interrupção da curva de crescimento da petista.

No Datafolha, Dilma tem 52%, e Aécio, 48%, o que aponta um empate técnico no limite da margem de erro.No Ibope, a folga é maior: Dilma tem 53%, e Aécio, 47%. Nas palavras de um coordenador da campanha, é preciso ter atenção redobrada neste último dia para evitar uma surpresa na reta final.

Os números surpreenderam integrantes da campanha de Dilma. Agora à noite, eles tentavam entender os motivos da mudança faltando apenas um dia para a eleição. Apesar da vantagem numérica nos dois institutos, o partido quer saber se essa mudança na tendência pode se transformar numa nova onda ou se foi apenas uma oscilação.

De todo jeito, a ordem é intensificar a mobilização neste domingo e trabalhar para diminuir a abstenção no Nordeste, onde Dilma tem maior vantagem.  “Não podemos subir no salto alto. Apesar da vantagem nas duas pesquisas, esta eleição será muito disputada”, alertou ao Blog um dos coordenadores da campanha petista.

Já no PSDB a nova reviravolta na tendência das pesquisas foi comemorada. Nas palavras de um coordenador tucano, essa mudança foi fundamental para animar a militância para o dia da eleição.

Tucanos apostam que essa recuperação de Aécio pode ser ainda maior, já que o Datafolha e o Ibope não captaram toda a influência do debate da TV Globo, que teve uma audiência muito boa. Isso porque só uma parte das entrevistas dos dois institutos foi realizada neste sábado.

Para o PSDB, a repercussão sobre o ato de vandalismo na sede da Editora Abril, que publica a revista “Veja”, também pode contribuir para a mudança de tendência. “A eleição já está empatada. A decisão será neste domingo”, aposta esse tucano, que destaca que haverá uma ofensiva em Minas Gerais nesta reta final. O estado natal de Aécio é considerado estratégico para os tucanos.

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *