Preso acusado de manter mulher e filha de empresário como refém em Coelho Neto

A Polícia Civil indiciou, na tarde desta sexta-feira (16), após prisão em flagrante, o ex-detento José Reinaldo, mais conhecido por “Galego, acusado de ter invadido a residência onde funciona o escritório do “Brasileirão” e mantido uma mulher e uma criança como refém.

O assalto ocorreu na noite de ontem, quando o criminoso invadiu o local armado com uma faca e rendeu as vítimas, roubando R$ 2,5 mil e um celular. Seguranas da empresa Secop conseguiram capturá-lo em flagrante e conduzir para a Delegacia de Polícia onde o mesmo foi autuado e interrogado, tendo confessado o crime.

Grande parte do dinheiro, o celular e a faca usadas no crime foram apreendidos.
Galego foi indiciado recentemente por outro assalto, quando invadiu a casa de uma idosa e, além de roubar, ainda estuprou a vítima. A Polícia Civil já havia pedido sua prisão preventiva, mas ainda aguardava a expedição do mandado pela Justiça.

A expectativa é de que Galego seja mantido preso pelo assalto ao Brasileirão e que seja decretada sua prisão pelo crime contra a idosa, o que garante a retirada de mais um criminoso de alta periculosidade das ruas de Coelho Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *