Prefeita de Matões aponta ações realizadas na Educação

matoes 1

A prefeita de Matões, Suely Pereira (PSB), apontou as ações que vem realizando no município nos últimos seis anos, durante a sua gestão.

As principais delas foi a estrutura física das unidades educacionais. Foram obras de construção, reformas e ampliação de novas escolas.

No município, existe um total de 59 unidades educacionais em pleno funcionamento, onde dezenove delas foram construídas do zero e quarenta reformadas e ampliadas, aumentando para 196 o número de salas de aulas que atendem toda a demanda educacional.

Aliado a essas melhorias, a Prefeitura de Matões realizou também a construção de três grandes ginásios poliesportivos dentro da sede, além de garantir o transporte escolar com 43 rotas.

No povoado Tamburiu, por exemplo, a escola São Francisco foi construída para crianças de oito povoados vizinhos, para eliminar com os barracões.

matoes 2

Atualmente nessas escolas que foram construídas e reformadas, os estudantes de Matões dispõem de conforto no ambiente escolar, com a aquisição de carteiras novas, salas padronizadas para práticas de leitura, informática, além do espaço físico para recreação.

matoes 3

Em algumas escolas, todas as salas são climatizadas, como a Unidade de Ensino Pedro Barba, localizada no povoado Mandacaru, na zona rural, que também já conta com o ensino em tempo integral e a escola Rodrigo de Oliveira, situada na sede, que também oferece esse conforto aos alunos.

matoes 4

As melhorias chegaram também nos povoados mais distantes do centro do município, como a unidade de ensino Carmosina Coutinho, no povoado Marajá, a 105 km da sede, que já conta com banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais. Essa escola, além de atender as crianças daquela região, recebe estudantes do município vizinho de Parnarama.

matoes 5

As ações apontadas pela prefeita Suely Pereira foi reconhecida pela estudante da 5° série da Escola Carmosina Coutinho, Letícia Assunção, de 10 anos. “Gosto de estudar e dou nota dez para minha escola, venho todos os dias e já sei até o que quero ser quando crescer: enfermeira”, revelou a estudante.

ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *