Perseguidor, Américo enterra o Dia do Evangélico em Coelho Neto

Dia do Evangélico em 2015: data foi sepultada pelo desgoverno do prefeito Américo de Sousa sem qualquer justificativa senão a perseguição

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), confirma mais uma vez porque ostenta o título de gestor mais perseguidor da história recente do município.

A coisa pode até ter passado despercebido para alguns, mas não para esse blog. Desde 2012, uma Lei Municipal de autoria da ex-vereadora Lucinete Gonçalves – Lú determinava que o primeiro domingo do mês de setembro seria comemorado o Dia do Evangélico.

De lá para cá a data era comemorada em grande estilo com grandiosas passeatas e atrações de nível nacional. No ano passado quando Américo chegou ao poder, a programação mesmo que com investimentos bem mais reduzido, chegou a ser realizada.

Esse ano, sem qualquer justificativa, o prefeito decidiu zombar da cara dos evangélicos e sepultou a comemoração por pura perseguição política. Para quem não lembra, o vereador Moabe Branco deixou a base do governo e para atingir o pastor Raimundo Nonato – presidente da Assembleia de Deus – o prefeito não fez o evento.

Moabe chegou a repudiar o desrespeito na sessão de segunda (10), e foi aparteado inclusive por vereadores da base do governo que também acharam absurdo o desrespeito com o segmento.

Américo hoje ostenta também o título de perseguidor dos evangélicos. É só lembrar por exemplo que as comemorações do Festejo de Sant´Ana foram assegurados sem nenhum problema numa festa com investimentos bem maiores, por sinal.

Que as igrejas e os evengélicos da cidade não esqueçam disso…

2 thoughts on “Perseguidor, Américo enterra o Dia do Evangélico em Coelho Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *