Os 5 que viraram 4…

junior santos camara.png
Renúncia do vereador Júnior Santos a composição da Mesa Diretora

Desde a eleição da Mesa Diretora da Câmara realizada na última terça (09), setores ligados a oposição em Coelho Neto tem ciscado mais do que pinto no lixo tentando esfacelar o assunto da forma mais exaustiva possível.

A aposta de que a disputa enfraqueceria o apoio ao Prefeito Soliney Silva (PRTB) fez alguns exagerar na dose entrando num jogo cujas regras ultrapassaram os limites do bom senso.

Antes de completar uma semana o G-7 que se preparava para viver a lua de mel já sofreu sua primeira perda e o que era pra ser maioria já se tornou de forma muito rápida no grupo da minoria.

Usando a matemática no geral os que eram 7 para garantir a eleição viraram 6, os que eram 5 e provocaram a dissidência se tornaram 4. A carta do vereador Júnior Santos (PMDB) divulgada ainda ontem (11) renunciando ao cargo da mesa diretora alegando foro íntimo e caráter irrevogável deixou a turma do “quanto pior melhor” de cabelo em pé, tanto que blogs alinhados a oposição já começaram a acusar o golpe.

Não deveriam apostar tão alto, afinal como dizia o senador maranhense Vitorino Freire “jabuti trepado ou foi enchente, ou mão de gente”… nesse caso sem nenhuma dúvida foi mão de gente. Simples assim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *