O SILÊNCIO SEPULCRAL QUE PAIRA EM CHAPADINHA

O SILÊNCIO SEPULCRAL QUE PAIRA EM CHAPADINHA


Silêncio total e absoluto! É assim que o governo municipal de Chapadinha tem assistido as denúncias recentes de mau uso do erário público para uma suposta transação pra lá de imoral. A coisa é tão escabrosa que blogs de todo o Estado deram atenção especial a matéria evocando uma posição do Ministério Público e ao invés de se explicar o governo tem preferido o silêncio. 
A denúncia publicada em primeira mão pelo Blog do Alexandre diz que conforme revela o espelho do registro do caminhão Mercedez Benz Atego, modelo 1719, que o mesmo fora adquirido pela empresa Menezes e Pontes LTDA, cujo nome de fantasia é Júnior Construções,  de propriedade da prefeita Maria Ducilene Pontes Cordeiro. 
De acordo com o blog como a lei proíbe que a prefeitura contrate empresas de propriedade do gestor, o veículo logo mudou de proprietário. No dia 20 de março de 2013, o compactador saiu do nome da Menezes e Pontes e passou ser da empresa Abi Naabe C E Serviços LTDA, que venceu a licitação para a coleta de lixo, consumando a transação que seria irregular.
Embora o escândalo do carro do lixo tenha estourado agora, Belezinha já se envolveu em outro episódio na área da limpeza quando a imprensa estadual divulgou que a Prefeitura de Chapadinha havia gastado através de licitação uma quantia absurda de R$ 141.770,00 (cento e quarenta e um mil setecentos e setenta e sete reais) na compra de vassouras que no total somariam 38 mil. Isso mesmo, a Prefeita estaria decidida a fazer durante todo o ano uma faxina daquelas.  
O fato é que mesmo que a denúncia da venda do carro compactador de lixo tenha se tornado do conhecimento de todos, o silêncio do governo para o episódio soa mal e dar margem para o adágio popular de que quem cala, consente. Simples assim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *