O OUTRO LADO DA HISTÓRIA: DENASUS JÁ HAVIA CONDENADO HOSPITAL SÃO FRANCISCO EM CHAPADINHA

O OUTRO LADO DA HISTÓRIA: DENASUS JÁ HAVIA CONDENADO HOSPITAL SÃO FRANCISCO EM CHAPADINHA

Nos últimos dias muito tem se discutido sobre o número de leitos de Chapadinha e a disponibilidade de apenas o HAPA está atuando para receber os usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) da cidade e região. Talvez por entender que os valores repassados para o HCC e São Francisco eram exorbitantes, a nova gestão assim que assumiu decidiu por cancelar o contrato que havia sido deixado pela administração anterior.
A propaganda da necessidade dos hospitais foi feita, mas uma parte da história deixou de ser contada. Em 2010 a Auditoria de nº 10661 realizada pelo DENASUS (Departamento Nacional de Auditoria do SUS), do Ministério da Saúde realizada após sorteio da CGU (Controladoria Geral da União) auditou o arrendamento do Hospital São Francisco e Hospital das Clínicas de Chapadinha, constatando várias irregularidades na celebração do contrato.
Entre os problemas apontados pelo DENASUS constavam: impropriedades no procedimento licitatório do arrendamento, celebração de continuidade do arrendamento sem autorização do Conselho Municipal de Saúde, reforma e ampliação do Hospital São Francisco sem prévio e expresso consentimento do proprietário do imóvel deixando de existir 43 leitos hospitalares, ausência de processos licitatórios da reforma que segundo a Secretária de Saúde da época o arquivo de contabilidade da Prefeitura havia sido destruído por fortes chuvas e a ausência da apreciação e aprovação da reforma do Hospital São Francisco por parte do Conselho Municipal de Saúde.
Na recomendação da equipe do Ministério da Saúde foi sinalizado que deveria ser avaliado juntamente com o Conselho Municipal de Saúde a pertinência de ser CANCELADO o arrendamento do Hospital São Francisco, em virtude de NUNCA ter funcionado como unidade hospitalar, ocasionando DANOS AO ERÁRIO. Ora se houve tantas falhas apontadas pela equipe criteriosa do DENASUS é óbvio que a situação apontada pelo relatório era de inaptidão da unidade para conveniar com o município.
Se o próprio Ministério da Saúde apontou tantas irregularidades está claro que só a equipe do DENASUS estaria apta para dizer se uma nova celebração de convênio é pertinente ou não, mais ainda, se a unidade reparou ou não as falhas apontadas pelos técnicos da Auditoria. Como dizia Odorico Paraguassu estou certo ou estou errado?
Fonte: Chapadinha Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *