“Meu irmão tem uma carreira limpa e honrada”, diz Dino sobre ataques de Sarney

 

O governador Flávio Dino (PCdoB) usou as rede sociais para sair em defesa do irmão, o juiz Nicolao Dino, subprocurador-geral da República, alvo de ataques da oligarquia Sarney. “Meu irmão não atua na operação Lava-Jato. Sarney sabe disso. Mas tem que encontrar um ‘culpado’ para problemas de sua filha com a polícia”, diz o governador.

Sem tem como atacar diretamente o governador, por sua conduta proba, honesta, e por estar determinado a combater a corrupção, a oligarquia procura alvos ligados a ele.

Talvez a principal motivação seja o processo de auditorias em todas as secretarias, no período em que Roseana Sarney governou (ou desgovernou) o Estado. Isso tem causado sérios incômodos à oligarquia, pois os indícios de desvios de recursos públicos são fortes, principalmente nas secretarias de Saúde e Infraestrutura.

Outra motivação – essa ainda maior – seria o envolvimento de Roseana Sarney e do senador Edison Lobão com o esquema de recebimento de propina revelado pelo doleiro Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa. Propinas oriundas de um acordo milionário para pagamento de precatórios à Constran e da obra da finada Refinaria Premium, em Bacabeira, que consumiu quase R$ 2 bilhões somente na terraplenagem.

O governador afirma que, por conta da operação Lava-Jata, a mais nova obsessão de Sarney é perseguir seu irmão Nicolau, por ser subprocurador-geral da República.

O governador diz que o irmão tem uma carreira limpa e honrada, derivada de concurso público e de promoções por mérito e que é difícil Sarney entender o que é isso.

“Os problemas da filha do Sr. Sarney com Paulo Roberto Costa e com Youssef estão sendo apurados pela Polícia. Meu irmão nada tem com isso”, finaliza.

Do Blog do Gilberto Lima

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *