Justiça Eleitoral suspende mais duas pesquisas eleitorais em Timon

Justiça Eleitoral suspende mais duas pesquisas eleitorais em Timon

Nesta terça-feira, dia 10, a Justiça Eleitoral suspendeu mais duas pesquisas eleitorais no município de Timon. As pesquisas registradas pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública LTDA – EPP/ Amostragem Opinião e Mercado e pela Exata Pesquisa de Opinião Pública tiveram as suas divulgações suspensas por determinação do juiz da 19ª zona eleitoral de Timon, Francisco Soares Reis Júnior, que deferiu o pedido de tutela de urgência solicitado pela coligação Timon do Povo Guerreiro.

O magistrado aceitou a alegação de que ambas as pesquisas possuem questionário com erro capaz de comprometer a confiabilidade, no caso, a presença do nome de candidata que não mais participa da disputa eleitoral, o que violaria a lisura e a exatidão dos números apurados.

No caso da pesquisa da Exata Pesquisa de Opinião Pública, a coligação apresentou ainda um questionamento quanto a uma “contradição explícita, pois seria realizada entre as datas 11/11/2020 e 13/11/2020, no entanto, sua divulgação está prevista para o dia 12/11/2020, ou seja, os dados seriam divulgados antes que a pesquisa fosse finalizada”.

Em sua decisão o magistrado afirma que “resta configurada a irregularidade com a presença do nome da candidata em questão pelo fato de ter cessado a condição sub judice do seu registro de candidatura em 31/10/2020, ou seja, data anterior à coleta de dados da pesquisa impugnada”.

Em ambas as pesquisas o magistrado afirmou que “vislumbra-se irregularidade capaz de retirar a confiabilidade da pesquisa e distorcer seu resultado, estando presentes o fumus boni iuris e o periculum in mora para concessão da tutela de urgência”. E por conta disso determina a suspensão da divulgação das pesquisas por qualquer meio, sob pena de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *