FILAS DA INDECÊNCIA

FILAS DA INDECÊNCIA

As leis deveriam ser cumpridas e os cidadãos deveriam ter seus direitos respeitados, pelo menos deveria. O desrespeito ao consumidor aqui na cidade, é visto em vários casos, principalmente quando se trata de atendimento bancário.

É bem verdade que não me certifiquei se no município como acontece de resto em todo Brasil, existe uma lei específica a respeito do tempo de permanência nas filas, o certo é que sem nenhum pudor, esse direito aqui por essas bandas é violado sem o menor escrúpulo e se tornou rotina passar mais de duas horas para ser atendido.

Sem nenhum exagero, quando se pensa em visitar as dependências do Banco do Brasil ou do Bradesco em Coelho Neto, os clientes devem desmarcar todos os compromissos do dia, para bater o cartão e passar horas na fila, sem direito a sequer um cafezinho. Uma situação no mínimo humilhante a quem faz o banco existir e por quem se deveria ter respeito.

Se não bastasse isso apenas um ou dois dos três caixas se revezam numa vagareza de dar dó, sem contar os abusos que vez por outra se tem que agüentar quando um político ou empresário local aparece para “furar a fila” e ser atendido logo porque tem compromissos… Ora pílulas! Enfim, a vida dos coelhonetenses quando se trata de ir ao banco, mas parece uma novela: com começo, meio e uma demora longa para chegar o fim!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *