Fábio Braga participa da tradicional procissão em São Benedito do Rio Preto…

O parlamentar mostrou devoção em meio aos fieis que seguiram a procissão

São tantas as celebrações religiosas que ocorrem pelo Maranhão afora, homenageando as padroeiras e os padroeiros das cidades, que acompanhar todas é uma tarefa senão impossível, pelo menos muito difícil, e, nessa terça-feira, 16, foi à vez da cidade de São Benedito do Rio Preto encerrar a procissão dedicada ao santo que lhe deu o nome.

Presente ao evento, o deputado Fábio Braga (SD) foi à tribuna da Assembleia Legislativa na quarta-feira, 17, e falou um pouco sobre tudo: sobre a fé e engajamento do povo nos festejos; sobre a presença do Bispo do Brejo, Dom Valdeci; sobre o esforço do pároco local, padre Giovani para reconstruir a igreja de São Benedito, mesmo enfrentando a incompreensão de parte dos fiéis.

Falou também sobre o trabalho do prefeito da cidade, Mauricio Fernandes, no esforço que desenvolve para melhorar a infraestrutura do município, principalmente em relação a parceria nos programas apoiados pelo governo do estado, como o Mais Asfalto, por exemplo.

Com o pároco da cidade, em momento de agradecimento e aconselhamento

Todavia, o ponto alto da fala foi quando disse que o padre Giovani, na sua pregação, pediu que ele transmitisse um recado, “diretamente a todos os políticos do estado, a exemplo de deputados estaduais, vereadores, senadores e deputados federais, no sentido deles ouvirem mais de perto os problemas enfrentados pelo povo, sentirem seus anseios, refletirem melhor sobre suas necessidades e de zelarem mais pelas coisas públicas”.

O parlamentar encerrou seu discurso parabenizando pelo festejo que cresce a cada ano e agradecendo ao padre Giovani, pela sua luta em prol da igreja e dos fiéis; à comunidade de São Benedito, a Câmara de vereadores e ao prefeito Mauricio Fernandes, pela acolhida que sempre lhe dão quando retorna à cidade.

E comprometeu-se a continuar trabalhando junto aos órgãos governamentais para o município seguir crescendo e fazendo com que a população colha integralmente os frutos desse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *