ESCÂNDALO: DEPOIS DAS VASSOURAS EIS QUE SURGE O CARRO DO LIXO

ESCÂNDALO: DEPOIS DAS VASSOURAS EIS QUE SURGE O CARRO DO LIXO


Pelo jeito a maré braba que ronda Prefeitura de Chapadinha não passa e as notícias ruins só se avolumam. Depois do escândalo das vassouras, ganhou repercussão na grande imprensa hoje (30) as denúncias do Blog do Alexandre Pinheiro de que a Prefeita Ducilene Belezinha-PRB de que o caminhão compactador de lixo que presta serviço ao município teria sido comprado por uma firma de Belezinha. 

Até agora nenhum pio oficial sobre a denúncia foi mencionado e o silêncio diante da farta documentação apresentada chega a ser justificável. Confira o teor da matéria publicada no Blog do Caio Hostílio: 
Observa-se que existiu ato de improbidade, contrato fraudulento e, principalmente, o uso da maquina pública em beneficio pessoal, com a aquisição do caminhão para coleta de lixo no município, de placa OJA 2029, cujas práticas utilizadas transcendem os princípios éticos e morais dos ditames que regulamentam uma gestão pública.
De acordo com os documentos e registros nos órgãos fiscalizadores, o veículo foi adquirido pela empresa Menezes e Pontes LTDA, com o nome fantasia de Júnior Construções, empresa essa de propriedade da prefeita atual de Chapadinha, Ducilene Belezinha Pontes Cordeiro.
Diante das circunstâncias, haja vista que o caminhão de lixo começou a trabalhar para a Prefeitura – sem contrato – em fevereiro, a prefeita foi orienta a substitui o proprietário do veículo. Com isso, no dia 20 de março de 2013, o referido caminhão foi transferido sua propriedade para a empresa Abi Naabe C E Serviços Ltda, que venceu a licitação para a coleta de lixo, mesmo não tendo capacidade técnica para participar de um certamente como esse.
O que evidencia a ilicitude é o fato de que no fã de ocultar o uso do dinheiro público em beneficio próprio – fato descrito no próprio site da prefeitura – foi que a empresa adquirente do veículo e vencedora do certame licitatório, utilizou o veículo ainda em nome da Prefeita, operando por quase um mês dessa forma ilícita e mostrando, com isso, que não estava apta a executar os serviços de recolhimento de lixo.
É preciso que o Ministério Público investigue, caso contrário, todos poderão acreditar de fato que o Brasil é o país da impunidade.  
Abaixo, segue a documentação que comprovam que a citada empresa que efetuou a compra do veículo é de propriedade da atual prefeita de Chapadinha.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *