ELEIÇÕES 2012: O FRIO DA OPOSIÇÃO E O MEDO DOS NÚMEROS DA PESQUISA

ELEIÇÕES 2012: O FRIO DA OPOSIÇÃO E O MEDO DOS NÚMEROS DA PESQUISA

A oposição em Coelho Neto está perdida, muito mais perdida do que cego em tiroteio dez mil vezes elevada a quinta potência. A campanha nunca foi para a rua, os ex-prefeitos sumiram e os correligionários não sabem a quem recorrer. Aliados oposicionistas requentam matérias ultrapassadas, criam factóides, atacam aliados do atual Prefeito e “orientados” chegaram a alfinetar a própria governadora Roseana Sarney-PMDB naquela velha tática “vai que cola”.
Todo mundo sabe que o candidato a Prefeito Soliney Silva-PSD sempre direcionou as ações de seu grupo pautado na análise dos números de pesquisas eleitorais. Foi assim a vida toda. A ESCUTEC esteve esses dias na cidade e um dos blogueiros balaios aproveitou a deixa para plantar as “mentirinhas” em tom de notícia. O dito cujo se acha tão entendido de política ao ponto de tratar o candidato Soliney Silva como um amador, esquecendo o dito cujo que o atual Prefeito não dá ponto sem nó e não conseguiu ser deputado por trêz vezes com votação crescente a toa. Fez história com a eleição de 2008, repetiu a dose em 2010 e já botou o bloco na rua para repetir o feito em 2012.
Convenção de Soliney Silva-PSD: termômetro da popularidade
Despeitado com o resultado que deve ser o que se ver nas ruas, o balaio tenta por em dúvida a divulgação do resultado. Se Américo de Sousa-PT está tão bem como faz crer seus aliados, porque durante todo esse tempo nunca foi contratado por ele uma pesquisa de opinião pública que retratasse seu “crescimento estratosférico”? Estranho não? Se nunca fez pesquisa, baseado em que Américo e seus aliados apontam tal aceitação popular? Será que seria baseado no público que “lotou” a Convenção? Ora me comprem um bode!
Mas a oposição sempre fez assim e como não sabem trabalhar com pesquisas, adoram botar gosto ruim nos dados, principalmente se não lhe forem favoráveis. Senão vejamos:
Convenção de Américo de Sousa-PT: popularidade pregada por aliados não empolga e não convence
Em 2008, ainda no início de agosto a Escutec divulgou pesquisa que Soliney aparecia com 43%, Magno com 17,5% e a ex-prefeita Márcia Bacelar com 16,5%. Na época quando essa pesquisa foi divulgada, os governistas de então duvidaram e fizeram pouco caso dos números. Com o início da campanha eleitoral o quadro pouco mudou e com o resultado dos votos válidos Soliney foi eleito com 58% dos votos, contra 22% de Márcia Bacelar e 18% de Magno Bacelar. Márcia levou vantagem e subiu para o segundo lugar por conta da própria estrutura de campanha, que mostrou muito mais volume que a do então prefeito Magno Bacelar.
A ESCUTEC não tem histórico de burlar resultados. Há mais de 16 anos no mercado, uma empresa desse porte jamais arriscaria o nome em benefício de quem quer seja. Vamos aguardar o resultado, que deve ser divulgado porque a empresa tem o hábito de registrar suas pesquisas. Se o resultado for favorável a oposição, podem ter certeza que haverá muita festa, caso contrário, muito choro, ranger de dentes e a velha conversa de que pesquisa não é eleição e outras cositas mais. É aguardar pra ver. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *