Duque Bacelar: o aniversário, o retorno a praça e o reencontro com a história

Hoje comemoramos 122 anos do nascimento de Raimundo de Melo Bacelar, o lendário Coronel Duque Bacelar. Nascido de um parto complexo em meio a tranquilidade do povoado Olho d´Agua Pequeno, o menino descendente de família rica que cresceu convivendo com a pobreza era destemido demais para reclamar das adversidades.

Apesar da pouca instrução, Duque era autodidata e um homem a frente do seu tempo. Naquele período já via que o investimento na agricultura poderia ser uma saída para a pobreza da velha Curralinho, tanto que investiu na criação de campos agrícolas e na busca do primeiro engenheiro agrônomo para garantir o suporte técnico necessário.

Mesmo pobre não se fez de rogado e conseguiu conquistar o coração da serena Maria Bacelar (a moça rica de uma das famílias mais tradicionais da época), com quem casou e constituiu uma família numerosa de 18 filhos nascidos e 11 sobreviventes – dos quais 08 ainda vivem.

Estamos falando do primeiro prefeito eleito de Coelho Neto – o homem que construiu o primeiro grupo escolar, que implantou a luz elétrica, que construiu o campo de aviação, que inspirou o Centro Artístico Operário – que segue de pé, que iniciou a construção do primeiro cemitério público e que fundou a Sociedade Beneficiente para garantir donativos para que a Igreja de Sant´Ana que havia sido demolida fosse reconstruída.

A morte prematura aos 57 anos não interrompeu que seus sonhos pensados para Coelho Neto pudessem sair do papel. No decorrer da história, 04 de seus filhos foram prefeitos dessa cidade: Dalva Bacelar, Antônio Bacelar, Afonso Bacelar e Magno Bacelar – a primeira foi a única mulher na Constituinte de 1947 e o último foi senador da República.

Inspirados pelo também visionário Raimundo Bacelar – o filho que chegou à presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão, fora criado o Grupo Bacelar que resultou em vários investimentos na cidade dentre os quais a pioneira Usina Itapirema e o Complexo Industrial Cepalma – o segundo maior do Nordeste.

Na manhã deste domingo (06), após uma missa em Ação de Graças na Igreja de Sant´Ana para celebrar seu aniversário natalício, o busto de Duque Bacelar retornará a praça que homenageia seu nome no centro da cidade, num momento de reencontro da nossa história com ela própria. Não há como falar do nosso passado sem citar a participação de Duque e seus filhos. É um momento de cultuarmos a memória do maior vulto histórico dessa região, eternizado e imortalizado pelos seus grandes feitos.

One thought on “Duque Bacelar: o aniversário, o retorno a praça e o reencontro com a história

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *