DUAS CARAS

DUAS CARAS

Pode até parecer implicância, mas não dá para ficar calado diante dos inúmeros impropérios que somos obrigados a ouvir da parte do candidato derrotado e Vereador Américo de Sousa-PT (aquele que pensava que seria eleito apenas com os votos de Coelho Neto), no seu famigerado programa de rádio, utilizado apenas para fazer críticas à administração do Prefeito Soliney Silva-PSDB. No conteúdo do programa, além do amor platônico não correspondido que o mesmo devota pela Secretária de Saúde Dra. Rosângela Curado, nada de novo, apenas as mesmas apologias de defensor dos pobres e oprimidos. Um santo? Coisa nenhuma, inveja, despeito e vontade de ser Prefeito um dia e quem sabe conseguir sair do miserê que se encontra (a declaração de bens de Américo diz que ele não tem um tostão furado).

No programa do último sábado, Américo tentou brojar, dizendo que havia feito uma ligação para a Procuradoria em Caxias (só faltou dizer que tinha jogado peteca na infância com o Procurador) questionando a execução das obras do esgotamento sanitário e da captação de água do Rio Parnaíba. Em meio à defesa exagerada desse último projeto, Américo foi surpreendido com a ligação de um ouvinte que lhe deu explicações lógicas a respeito do assunto. É bom que se diga, que o próprio Américo toda vez omite alguns dados do dito projeto apenas para não fazer chegar à população a verdade dos fatos para só depois que o caldo tiver entornado, ai sim jogar a culpa no atual Prefeito.

Pois bem, por alguns minutos Américo teve que calar a boca e no ar, ouvir atentamente as explicações. Em suas palavras, o ouvinte disse que o projeto de captação de água é muito caro. Disse ainda que o município não teria e nem tem condições de manter um projeto dessa envergadura. Resultado: Seria instalado hidrômetros nas residências e toda a população teria que pagar o consumo de água (a maioria da população tem acesso a esse benefício sem nenhum ônus). Sem graça com a intervenção inesperada, Américo tentou desconversar dizendo que não era caro pagar pela saúde, que a água da cidade era poluída e assim vai. Deixa as contas de água de valor exagerado começar a chegar na casa do povo que todo mundo verá a outra cara do vereador entrar em ação? Aliás é uma pena que toda a população pobre de Coelho Neto não tenha podido ouvir tamanho despautério. Se para o candidato derrotado nas urnas, está sobrando dinheiro, é bom que ele divida com a população a forma de se ter acesso a esse bem com fartura. Como uma população que muitas vezes tem dificuldade de manter o alimento na mesa vai ter condições de pagar uma taxa exorbitante de água, já que não basta a alta conta de energia elétrica? Qualquer pessoa de sensibilidade entenderia a dimensão do problema.

Enfim com mais esse relato se percebe que Américo é uma figura de duas caras. O dito cujo até tenta pousar de bom moço, mas se perde, toda vez que é obrigado a engolir mesmo que sem querer, o próprio veneno. O povo sabe o que faz e a derrota de Américo nas urnas pelo voto é uma benção. Imaginem um homem com esse histórico e essas concepções anormais sendo deputado… Deus nos livre! Vade retro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *