DO NADA PARA LUGAR NENHUM

DO NADA PARA LUGAR NENHUM
Em todo o Maranhão já é grande a movimentação dos partidos em torno dos pré-candidatos a prefeitos e vereadores. Os governistas que tem prerrogativa da reeleição procuram ampliar sua base da mesma forma que os grupos de oposição se preocupam com a definição dos nomes. Em Coelho Neto a coisa não é diferente e mesmo que tudo pareça tranquilo, os pretensos candidatos já se movimentam. Ainda com as especulações de uma possível desistência, os aliados do governo dão como certa a busca pela reeleição do Prefeito Soliney Silva-PSD, ao contrário da oposição que ainda patina sem definição de como se dará a composição da chapa para a disputa com o atual Prefeito.
A oposição ainda no ano passado, ensaiou a composição de uma frente com objetivo de aglutinar forças em torno de apenas um nome, fato que não deve se confirmar. Com os impedimentos eleitorais dos ex-prefeitos Magno Bacelar – PTB e Márcia Bacelar – PV, a chapa majoritária da oposição segundo comentários seria encabeçada pelo vereador balaio Américo de Sousa – PT e a ex-primeira dama Cristiane Bacelar – PTB como vice.  



De olho na vaga e no apoio para ser candidato, Américo se vê obrigado a “fazer graça” para adversários de longas datas: até quando?
Conhecido no meio político como terra de cemitério (aquele que come sozinho), Américo de Sousa tentava se apresentar como o único com chances reais de competir com o atual Prefeito. Pesquisas eleitorais realizadas no ano passado que estariam em poder do Governo do Estado, mostravam um cenário totalmente diferente do até então imaginado. Os dados refletiam que toda a papagaiada protagonizada semanalmente pelo vereador balaio no seu famigerado programa de rádio, não estava surtindo efeito algum junto ao eleitorado. Os números chegavam a ser irrisórios e com capacidade de eleger Américo no máximo para presidente de associação de bairro. Desacreditado pela classe politica local pelo perfil de traidor que trás nas costas, Américo não dispõe da boa vontade e muito menos da confiança das lideranças com trânsito na oposição para defender sua candidatura.



Atacado durante quatro anos, o ex-prefeito Magno Bacelar sofreu na pele as acusações diárias protagonizadas pelo agora “aliado” Américo de Sousa

Por conta disso, uma força tarefa já estaria sendo mobilizada para impedir que Américo esteja à frente da chapa majoritária. Desconfiada e cabreira pela forma com que fora tratada pelo vereador balaio durante seus oito anos e com o dito cujo agora lhe abrindo os dentes, a ex-prefeita Márcia Bacelar já estaria se movimentando no sentido de achar outro nome com forças suficientes para se viabilizar na disputa e lançar Américo de uma vez por todas ao mar do esquecimento, reservado aos traidores. Segundo interlocutores do blog, a ex-prefeita havia tomado à decisão a partir de uma pergunta feita por ela a ela mesma: Se Américo traiu o Soliney que lhe deu guarida, um palanque e uma Secretaria, imagine o que ele fará comigo caso chegue a Prefeitura, haja visto que me perseguiu a vida toda?



Márcia: confiança zero em Américo
Enquanto insiste em se achar o último amendoim do pacote, os colegas oposicionistas procuram se viabilizar no sentido de não serem obrigados a sentar na mesma mesa do balaio petista para negociar uma aliança. Desgastado perante a opinião pública, o vereador se apega apenas a uma “amizade” com o vice-governador Washington Oliveira – PT, para garantir nem que seja goela a baixo a imposição do seu nome. Com o quadro desenhado dessa forma, fica claro que outros nomes vão surgir e a lenga-lenga de Américo vai servir para que este tente apenas sua reeleição para vereador… se quiser! é óbvio que o vereador balaio segue com movimentos, que o levarão do nada para lugar nenhum…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *