DIA HISTÓRICO: DILMA ROUSSEFF É A PRIMEIRA MULHER A ABRIR O DEBATE GERAL DA ONU

DIA HISTÓRICO: DILMA ROUSSEFF É A PRIMEIRA MULHER A ABRIR O DEBATE GERAL DA ONU

“Tenho plena convicção de que cumpriremos nossa meta de até o fim do meu governo erradicar a pobreza extrema no Brasil”


Presidenta Dilma na ONU: dia histórico para a política internacional

Fato inédito na história da comunidade internacional, a presidenta Dilma Rousseff é a primeira mulher a abrir o Debate Geral da 66ª Assembleia-Geral da ONU. O evento reúne chefes de Estado e de Governo dos 193 Países-Membros das Nações Unidas, em Nova York. Como é tradição desde a primeira Assembleia Geral, que aconteceu em 1947, o Brasil abre o debate geral, que este ano tem como tema “O papel da mediação na solução de disputas por meios pacíficos”.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a Assembleia-Geral da ONU, em sua 66ª sessão, deverá privilegiar, dentre outros temas, questões relacionadas à mediação e à diplomacia preventiva.

O Blog do Planalto transmitiu ao vivo e em breve postaremos o vídeo com o discurso da presidenta Dilma Rousseff.

Três reuniões de alto nível também acontecem na Sede da ONU em Nova York para marcar o início da 66ª Sessão da Assembléia Geral durante os dias 19, 20 e 22/9, com a presença dos chefes de Estado e de Governo. A primeira delas foi realizada nos dias 19 e 20, e tratou da prevenção e do controle de doenças não transmissíveis em todo o mundo, especialmente dos desafios enfrentados pelos países em desenvolvimento.

A segunda reunião de alto nível, realizada ontem (20/9), teve como foco a desertificação, a degradação do solo e a seca no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza, como preparação para a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), agendada para junho de 2012.

A terceira reunião de alto nível da Assembléia será realizada nesta quinta-feira (22/9), e vai celebrar o 10º aniversário da Declaração e do Programa de Ação de Durban – o projeto da comunidade internacional para ação na luta contra o racismo. (Do Blog do Robert Lobato)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *