Desvalorização: Governo “passa a tesoura” no salário dos enfermeiros em Coelho Neto

A política de desvalorização dos servidores da saúde continua a todo vapor em Coelho Neto e essas mudanças devem deixar o setor ainda mais combalido.

Desta vez a tesoura do prefeito Américo de Sousa (PT) e da secretária de Saúde Cristiane Bacelar atingiu novamente a classe dos enfermeiros, que já vinha reclamando do tratamento recebido pela nova gestão.

No governo do ex-prefeito Soliney Silva (PMDB) um enfermeiro recebia R$ 2,900 líquido e após o corte da gestão petista o salário caiu para R$ 2.200. É um corte real de R$700 reais numa das classes que mais trabalham no município.

O mais engraçado disso tudo é que esses cortes estão acontecendo justamente na gestão de um prefeito que durante 20 anos vociferou atrás de um microfone vendendo a imagem de “defensor dos trabalhadores”.

A saúde tem sido o setor mais atingido pela tesoura do governo, que não tem poupado esforços quando o assunto é cortar rendimento dos servidores.

O clima de revolta é geral e não poderia ser diferente.

A pergunta que fica no ar é a mesma: mudou ou não mudou?

One thought on “Desvalorização: Governo “passa a tesoura” no salário dos enfermeiros em Coelho Neto

  1. governo totalmente desastroso, equipe totalmente despreparada, desvalorizam umas das classes que masi trabalham dentro do municipio, inclusive passam ate a desempenhar atividades que passam de suas responsabilidades, lamentavel a ‘humilhaçao’ que a classe da enfermagem esta sofrendo em coelho neto, nao é a toa que o municipio esta totalmente com o filme queimado nas cidades vizinhas inclusive no estado vizinho o piaui, onde a ordem e que os profissionais nao vao trabalhar na cidade pois a humilhacao e desvalorizacao e imensa, os funcionarios vivem uma tensao tremenda com ameaça de demissao iminente 24h imagenem esses pofissionais lutarem pelos seus direitos, governo que vive de fachadas de rede social que esta tudo uma maravilha, coitados dos enfermeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *