Desde a chegada de 107 respiradores, governo entregou 61 leitos de UTI

Desde a chegada de 107 respiradores, governo entregou 61 leitos de UTI

Embora siga fazendo propaganda de novos leitos na rede estadual, exclusivos para pacientes de Covid-19, o governo Flávio Dino (PCdoB) ainda não conseguiu ativar as UTIs necessárias para comportar, pelo menos, os 107 respiradores trazidos da China há duas semanas – e que tanta polêmica já geraram.

Tomando por base os dados da própria Secretaria de Estado da Saúde (SES), atualizados até a noite de ontem (26), é possível afirmar que há ainda 46 dos respiradores chineses lacrados, sem uso.

No dia 14 de abril, quando os equipamentos chegaram, após a “operação de guerra“, o Maranhão contava com 132 leitos de UTI exclusivos para infectados pelo novo coronavírus – 80 dos quais em São Luís (veja aqui).

Doze dias depois, em 26 de abril, o sistema estadual registra 193 leitos de UTI – 112 em São Luís (veja aqui).

São 61 novos leitos para 107 respiradores – faltam 46.

Desde que o governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou que, se a ocupação de leitos de UTI chegasse a 80%, ele decretaria o fechamento total de atividades na Região Metropolitana, o governo conseguiu entregar apenas 5 leitos de UTI a mais (reveja).

Do Blog do Gilberto Leda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *