Descaso: Acompanhante relata “via crucis” ao precisar de ambulância em Coelho Neto

Descaso: Acompanhante relata “via crucis” ao precisar de ambulância em Coelho Neto

Enquanto o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), promove live para discutir o cenário pós-pandemia no Brasil, a saúde do seu governo agoniza.

Na manhã desta segunda (27), uma acompanhante de um paciente de urgência relatou uma verdadeira “via crucis” ao solicitar o serviço de ambulância do município na noite do último domingo (26).

Como o SAMU estava em uma ocorrência para Caxias, mandaram uma ambulância pequena apenas com o motorista. Segundo ela, foram eles que tiveram que colocar a pessoa desacordada na maca, o que só foi possível com a ajuda da vizinhança e sem qualquer técnica para isso.

Ela também relatou que quando o carro começou a andar as portas de trás ficavam abrindo e que se não tivesse uma pessoa lá tinha caido gente fora, experiência que ela chamou de macabra e que pensou acontecer apenas em filme.

Não é a primeira vez que o serviço de ambulância do Município é denunciado esse ano e ao que parece ao olhar complacente e letárgico do secretário de Saúde Raimundo Carvalho.

Confira o relato:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *