De como um governo admite a própria incompetência…

Sabotagem vendida pelo governo é uma junção do lugar desqualificado onde funciona a garagem e uma ponta de incompetência de quem deveria garantir a guarda do patrimoônio público

A Secretaria de Comunicação e a Secretaria de Educação de Coelho Neto, assinaram na última quarta (14), um nota de esclarecimento que mais se parece um atestado conjunto de incompetência. Ao tentar justificar mais um problema no setor de transporte escolar – calcanhar de Aquiles da Educação – o governo se disse vítima de uma sabotagem que prejudicou algumas rotas da zona rural.

Por incrível que pareça, as rotas prejudicadas eram exatamente a de alunos que no mesmo dia fariam um protesto por conta do descaso no setor do transporte, segundo apurou o blog. Pois bem, ao se colocar como vítima de sabotagem o governo mostra que não é só incompetente em manter a rota funcionando, como é mais incompetente ainda em garantir a segurança do patrimônio público.

De quem é o papel de zelar pela guarda dos ônibus escolares? Também pudera não é, a secretária de Educação nunca foi capaz ao longo de dois anos em garantir um espaço digno para funcionar a garagem da Educação não é mesmo, queria o que? Ou será que o setor não tem mais vigia e por isso mesmo os veículos estão jogados a própria sorte?

Nunca havia se ouvido falar em sabotagem como se ouve falar nesse governo. Se vários ônibus sofreram a tal sabotagem como assinala a nota, só há um culpado nisso tudo: a própria Secretaria de Educação.

O governo está prestes de completar dois anos, mas a incompetência é a mesma que reina desde o primeiro mês de gestão…

Deixe uma resposta