Crimes de políticos; crimes de juízes…

Punição a juízes corruptos tem levado a eternas férias pagas pelo contribuinte
Punição a juízes corruptos tem levado a eternas férias pagas pelo contribuinte

Desde 2003, quando foi criado,  o Conselho Nacional de Justiça condenou nada menos que 46 magistrados em todo o país, dentre eles, nove maranhenses.

A maior pena aplicada pelo CNJ foi a aposentadoria compulsória, a partir da qual o magistrado – mesmo em crime de corrupção, como venda de sentença ou parcialidade – passa a receber a integralidade de seu salário sem trabalhar. (Leia aqui)

Nenhum dos condenados pelo CNJ teve processo na justiça comum ou chegou a cumprir pena.

Neste mesmo período, pelo menos 100 políticos sofreram condenações na Justiça, foram presos e perderam seus cargos e seus salários em governos, no senado ou na Câmara Federal.

Na lista estão nomes como o ex-ministro José Dirceu, condenado e preso no caso do Mensalão e na lava Jato, os governadores Ivo Cassol, de Rondônia; Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro; o presidente da Câmara Federal, João Paulo Cunha, e dezenas de ministros, deputados, prefeitos e vereadores. (Veja aqui uma das listas e condenados)

Neste mesmo período, procuradores e promotores também foram acusados de corrupção e outros crimes comuns – agressões a companheira, invasão de terras, assédio moral e sexual.

Julgados pelo Conselho nacional do Ministério Público, nenhum foi pra cadeia ou cumpriu qualquer tipo de pena. Suspensão do trabalho é a pena mais comum no CNMP. (Saiba mais aqui)

Há uma diferença clara entre cidadãos brasileiros quando se compara os privilégios de juízes, promotores e procuradores e o cidadão comum.

E quando até políticos perdem na comparação de tratamento para os mesmos crimes, alguma coisa está errada.

E é exatamente isto que precisa ser mudado.

Simples assim…

Do Blog do Marco d´Eça

One thought on “Crimes de políticos; crimes de juízes…

  1. O CNJ não serve pra nada apenas pra dad de premio pro juize ou promotor quando cometem crime suas aponsentsdoria como premio ao cometer crime que não vão ser julgados, nem condenados e toda essa farra paga pelo contribuinte ai esta o erro do CNJ que não funcionar termina em pizza igual poltico.Ja o politico pouco acontece com ele porque falar so em perdar de mandato pra que comete crime contra os cofres publico so perda de mandato não serve.Quando de cada 100 um politico vai preso isso ocorre muito pouco por pouco tempo.Alem da perda de mandato tem que ser preso e não ter direito de ser candidato de novo.A outra punição é o eleitor bem esclarecido não votar em candidato ficha suja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *