CHAPADINHA PERGUNTAR NÃO OFENDE: ALGUÉM DA EDUCAÇÃO FALA AI?

CHAPADINHA PERGUNTAR NÃO OFENDE: ALGUÉM DA EDUCAÇÃO FALA AI?


 

Sob forte expectativa popular Chapadinha completa exatos 11 dias de administração da Prefeita Ducilene Belezinha-PRB. Desde que equipe do novo governo tomou posse, é público e notório o esforço de alguns secretários em mostrar suas primeiras ações e a cara da nova gestão.

No decorrer desses dias acompanhamos notícias de ações das Secretarias de Saúde, Esporte, Agricultura, Mulher, Cultura, Administração e Assessoria de Comunicação. No entanto, a Secretaria de Educação a maior em número de funcionários e recursos, ainda não deu um sinal de vida. Nada, nadica de nada pôde ser visto ou ouvido por parte do novo comando da Educação que deveria expor, por exemplo, a situação em que a pasta foi encontrada e o resultado do que foi apurado pela equipe de transição.

Ao tomar posse, o novo Secretário de Educação de São Luís Dr. Allan Kardec antes de sentar-se no gabinete preferiu fazer uma visita “in-loco” das escolas e equipamentos de sua Secretaria para só depois junto com a equipe traçar o planejamento das ações a curto, médio e longo prazo. Não custa lembrar que a Educação é uma pasta diferente, onde a classe de professores é exigente e muito receptiva a boas mudanças, principalmente se forem convocados para serem ouvidos.

Outro assunto que toma as principais rodas de conversa e até o noticiário local está relacionada ao pagamento de possíveis sobras do FUNDEB de 2012, que sem os devidos esclarecimentos em tempo oportuno, podem causar uma celeuma e um desgaste desnecessário do novo governo junto a classe dos professores. 

Quando nesse período o governo deveria falar em planejamento, previsão de escolas a serem reformadas, calendário de matrículas e semana pedagógica, na cidade ainda está tudo entre quatro paredes. O governo poderia causar uma boa impressão se o novo comando da Secretaria de Educação iniciasse a gestão ouvindo demandas e sugestões do SINDCHAP, por exemplo, como forma de sinalizar uma parceria com a entidade representativa dos servidores. Muita coisa pode ser sugerida desde que se saiba pelo menos o que se tem e o que se quer.

Está mais do que na hora da Secretaria de Educação mostrar a cara… e as ações. Com a palavra o Professor Francejane…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *