Chapadinha em tempos de “vale tudo”…

Chega a ser deprimente a situação que a cidade de Chapadinha vive nos dias atuais desde que populares decidiram bloquear a única via de acesso ao Matadouro Municipal em protesto as obras paradas da Prefeitura.

Juvenal Neres: agressão e ameaça de morte por parte de funcionário do governo
Juvenal Neres: agressão e ameaça de morte por parte de funcionário do governo

Além de manifesto descabido da Subseção da OAB classificando manifestantes de vândalos, o Secretário de Obras Aluizio Santos (o mesmo que teve seu chilique desmascarado recentemente pela ex-prefeita Danúbia Carneiro) decidiu ao invés de abrir o diálogo solucionar o problema de forma menos trabalhosa e autorizou a abertura de uma nova rua de acesso ao local.

Pois bem, durante esta terça (10) um funcionário da Secretaria de Obras de Chapadinha identificado por Geovane da Silva numa clara tentativa de intimidação a imprensa que vem dando cobertura ao caso agrediu fisicamente o militante social Juvenal Neres de Sousa, conhecido crítico da administração da Prefeita Ducilene Belezinha (PRB).

geovane
Geovane Santos: funcionário público denunciado por agressão e ameça de morte

Além do soco na boca, Geovane de posse de facão de 14 polegadas ainda ameaçou a vítima de morte, conforme consta no Boletim de Ocorrência. “Depois do soco, ele jogou com violência o facão em mim, para defender o Valter jogou a moto na frente, não fui golpeado graças à chegada da PM que estava no local impendido algo mais grave”, relatou Juvenal Neres.

bm
Boletim de Ocorrência

Ora, se um funcionário público que é tido como braço direito do Secretário de Obras é capaz de perder as estribeiras e partir para a agressão física, é claro que a Prefeitura não deve se omitir em prestar esclarecimentos sobre o caso, sob pena de reforçar a idéia de conivência com o ato.

É claro que em se tratando da administração da Prefeita Ducilene Belezinha tudo pode acontecer… inclusive nada.

E o episódio pode marcar mais um triste capítulo de atentado ao trabalho da imprensa livre sob os olhares e a complacência de aparato do governo municipal.

Ainda resta uma esperança de que o governo se manifeste e trate de reparar essa situação lamentável, vexatória e vergonhosa.

Com contribuição do Blog do Alexandre Cunha

One thought on “Chapadinha em tempos de “vale tudo”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *