Caso Sintasp: Servidora divulga Carta Aberta e denuncia uso indevido do seu nome em Ata da entidade

A servidora Maria Idenê divulgou uma Carta Aberta ontem (16), para tratar da Assembleia “na surdina”, promovida pelo Sindicato dos Servidores Públicos – SINTASP, no último dia 21 de março.

Teor da Carta Aberta

O encontro foi divulgado em primeira mão por esse blog, mostrando várias inconsistências, dentre as quais a marcação da reunião em período que as aglomerações já estavam proibidas e a falta de publicidade da Assembleia confirmada por Maria Idenê.

Apesar de relatar não ter conhecimento da reunião, o nome de Maria Idenê curiosamente aparece na Ata como se ela estivesse estado presente. O que houve? Falsificaram assinaturas? Cometeram crime de falsidade ideológica?

Mesmo sem sequer saber da reunião, nome da servidora aparece na lista dos presentes da entidade

Segundo informações a quele o blog teve acesso, o caso de Idenê não é isolado e outros servidores que também constam com nome na Ata negam ter participado da tal Assembleia. Para apurar o caso, foi formalizado um Boletim de Ocorrência e ao que parece o assunto ainda vai deve render.

BO confirmando que não esteve na Assembleia

Do lado do SINTASP, desde que a denúncia foi tornada pública por esse blog, o silêncio é sepulcral e nenhuma explicação sobre o ocorrido foi dada.

Na velha máxima, de que quem cala, consente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *