ASSISTENTE SOCIAL TOMA POSSE NO MDS

ASSISTENTE SOCIAL TOMA POSSE NO MDS

“Eu falei para a Marcinha não sair do Ministério e agora ela está voltando”, falou o presidente Lula ao cumprimentar a nova ministra do MDS. A paranaense Márcia Helena Carvalho Lopes, 52 anos, é assistente social há 30 anos, professora do curso de Serviço da Universidade Estadual de Londrina há 29 anos, mestre em políticas sociais pela PUC de São Paulo e especialista na área de criança e adolescente. Em 2004, ocupou a Secretaria Nacional de Assistência Social do MDS e em janeiro de 2005 foi nomeada Secretária Executiva do Ministério, onde ficou até janeiro de 2008.

Casada há 33 anos com o professor Paulo Lopes, quatro filhos e dois netos, Márcia Lopes nasceu em Londrina , onde foi vereadora (2000/2004), secretária municipal de Assistência Social (1993/1996) e presidente do primeiro Conselho Municipal de Assistência Social implantado no Paraná. Por duas gestões, foi membro do Conselho Estadual de Assistência Social do Estado, onde exerceu também a vice-presidência. Foi conselheira nacional de Assistência Social e dos Direitos da Criança e do Adolescente. Em 2007, presidiu a Rede de Pobreza e Proteção Social dos Países da América Latina e Caribe, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento. É militante de movimentos sociais,

“Eu falei para a Marcinha não sair do Ministério e agora ela está voltando”, falou o presidente Lula ao cumprimentar a nova ministra do MDS. A paranaense Márcia Helena Carvalho Lopes, 52 anos, é assistente social há 30 anos, professora do curso de Serviço da Universidade Estadual de Londrina há 29 anos, mestre em políticas sociais pela PUC de São Paulo e especialista na área de criança e adolescente. Em 2004, ocupou a Secretaria Nacional de Assistência Social do MDS e em janeiro de 2005 foi nomeada Secretária Executiva do Ministério, onde ficou até janeiro de 2008. Casada há 33 anos com o professor Paulo Lopes, quatro filhos e dois netos, Márcia Lopes nasceu em Londrina , onde foi vereadora (2000/2004), secretária municipal de Assistência Social (1993/1996) e presidente do primeiro Conselho Municipal de Assistência Social implantado no Paraná. Por duas gestões, foi membro do Conselho Estadual de Assistência Social do Estado, onde exerceu também a vice-presidência. Foi conselheira nacional de Assistência Social e dos Direitos da Criança e do Adolescente. Em 2007, presidiu a Rede de Pobreza e Proteção Social dos Países da América Latina e Caribe, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento. É militante de movimentos sociais, da categoria profissional e de pastorais sociais. Depois da posse, a ministra Márcia Lopes declarou que a prioridade é consolidar as políticas do Governo Federal. “A orientação do presidente é que esses noves meses serão de muito trabalho para continuar e consolidar todas as iniciativas do Governo Federal. Estamos assumindo com muita garra , com muita responsabilidade e determinação para que cada vez mais as ações se efetivem em cada Município do Brasil”, afirmou. “Estamos sintonizados com o trabalho do ministério e do ministro Patrus Ananias que tão bem realizou e coordenou esse trabalho. Ele é uma liderança nacional”, acrescentou. da categoria profissional e de pastorais sociais.

Depois da posse, a ministra Márcia Lopes declarou que a prioridade é consolidar as políticas do Governo Federal. “A orientação do presidente é que esses noves meses serão de muito trabalho para continuar e consolidar todas as iniciativas do Governo Federal. Estamos assumindo com muita garra , com muita responsabilidade e determinação para que cada vez mais as ações se efetivem em cada Município do Brasil”, afirmou. “Estamos sintonizados com o trabalho do ministério e do ministro Patrus Ananias que tão bem realizou e coordenou esse trabalho. Ele é uma liderança nacional”, acrescentou.

FESTA

A notícia da posse de Márcia no MDS foi recebeida com festa pelos Secretários de Assistencia Social de todo o país qu se encontravam no Encontro do CONGEMAS em Natal-RN, pela simbologia de que a pela primeira vez uma Assistente Social assume o Ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *