AMÉRICO E SUA DERROTA HISTÓRICA

AMÉRICO E SUA DERROTA HISTÓRICA

O Vereador Américo de Sousa-PT está numa maré baixa de dar dó e há quem diga que somente Bita do Barão resolveria o problema. O parlamentar resolveu adiar a esculhambação contra o blog, porque estava em São Luís (só não sei se foi, com diárias pagas pela Câmara). Muita gente nem faz idéia do que ele estava fazendo por lá, mas o blog como sempre informado, sem nenhuma dúvida, já sabia há muito tempo e aguardava o resultado para divulgar por aqui.

Desde a semana em que passou o dia falando por telefone, no famigerado programa de rádio que apresenta, com certeza de um celular TIM para aproveitar a promoção de R$ 0,25 (vinte e cinco centavos) e economizar, Américo se mobilizava juntamente com seu fiel aliado DeputadoFederal Washington Oliveira para tentar conseguir que o seu partido, o PT, formalizasse a aliança com o PMDB de apoio a candidatura da Governadora Roseana Sarney para o governo do Estado. No outro lado, o grupo comandado por Dutra (desafeto mortal de Américo de Sousa) movia forças contrárias para que o partido apoiasse a candidatura do comunista Flávio Dino-PC do B e não deu outra, numa votação apertadíssima, os petistas decidiram apoiar Flavio, numa derrota histórica (foto), da qual Américo fez parte.

Alguém lembra que o Vereador quis se engalfinhar com o colega de partido Márcio Jardim? Pois é, a briga dos dois representava exatamente como estava a situação nas hostes petistas: de um lado os sarneyzistas e do outro os anti-sarney.

ENTENDA OS DESDOBRAMENTOS DA ELEIÇÃO

Por apenas dois votos (87 a 85), o PT decidiu no final da tarde deste sábado firmar coligação em torno da provável candidatura do deputado Flávio Dino (PCdoB) ao Governo do Estado. O resultado foi comemorado com euforia pelo grupo que defendeu a aliança com os comunistas.

Durante seu discurso aos militantes e delegados, Flavio Dino classificou a decisão como sendo uma “vitória no primeiro turno”. Do Sesc, saiu em carreata pela Avenida Litorânea.

O deputado confirmou que sua chapa deve ter um membro do PSB candidato ao Senado e outro do PT. A primeira deve ficar para o ex-governador José Reinaldo Tavares, enquanto Bira do Pindaré e Kleber Gomes vão disputar a segunda. A de vice-governador está em aberto para composições futuras.

A vitória da tese da aliança PT/PCdoB ocorreu por conta de “trairagens” e abstenções no grupo do deputado Washington Oliveira. Três delegados ligados a ele votaram na aliança com o comunista. Houve também abstenções dos dois lados. Antes da votação, que foi aberta e nominal, houve novo debate entre os defensores das duas correntes.

“O PT mudou, mas não mudou de rumo. Não dá para ir com a turma que sempre nos maltratou”, discursou a ex-deputada Terezinha Fernandes. “Mudar é sempre difícil. É preciso ter coragem, não é quem tem medo. É preciso se expor. Não é qualquer um que tem medo de sucumbir com suas relações”, afirmou Mundico Teixeira, tesoureito do PT.

Com contribuições do blog de DÉCIO SÁ

3 thoughts on “AMÉRICO E SUA DERROTA HISTÓRICA

  1. SAMUEL,SERÁ QUE ESSE VEREADOR É MESMO RUIM ASSIM?
    TENHO MINHAS DUVIDAS!
    O QUE ELE TEM FEITO DE BOM PARA A SUA CIDADE?
    GOSTARIA QUE VÔCÊ FOSSE MAIS ESPECIFICO,VISTO QUE
    NÃO CONSIGO ENTENDER QUAL É A RAZÃO DE TANTAS CRITICAS SEM SITAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE REALMENTE
    O COMPROMETE.
    FICO NO AGUARDO DE MAIS INFORMAÇÔES SUAS…
    sergiootepe@ig.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *