Américo e a reunião com os servidores: a montanha pariu um rato…

Mesa de autoridades da reunião com os servidores sem representante da classe: meros expectadores?

A propagada reunião do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) com os servidores realizada ontem (27), frustrou muito, apesar da expectativa em torno da pauta.

Com a platéia formada quase na sua totalidade por servidores contratados e comissionados, o evento organizado “repentinamente” pelo prefeito serviu principalmente para que ele anunciasse a adesão do ex-adversário Jademil Gedeon ao seu grupo.

Para minimizar o desgaste e não ficar só nisso, o evento serviu ainda para uma prestação de contas dos primeiros seis meses, anunciar a liberação do 1/3 de férias 2017 (conforme antecipado por esse blog) e o anúncio de uma Comissão para discutir a elaboração de um Plano de Cargos Carreiras e Salários para os demais servidores, a exemplo do já existente para os profissionais do magistério.

Algumas coisas, no entanto, não passaram despercebidas por muitos curiosos que participaram e observaram atentamente os detalhes do evento. Chamou atenção por exemplo, a ausência na mesa de autoridades do representante do Sindicato dos Servidores do Serviço Público Municipal da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP/MCN. Com anúncio de assuntos inerentes a classe, nada mais justo que o representante da categoria tivesse papel de destaque… ou agora não mais?

Os professores contratados coitados, doidos para fazerem uma pergunta mas não puderam sob pena de perder o emprego. Queriam saber que solução o prefeito daria para o auxílio-deslocamento que fora cortado sem qualquer aviso prévio, onerando sobremaneira o que tão suado já se ganha para manter a família e que agora está sendo dividido para pagar as despesas de transporte: literalmente o professor pagando para trabalhar.

Ou seja, no frigir dos ovos o “pacote do anúncio de bondades” nem teve tanta bondade assim e o badalado evento andou longe de atender o grande clima de expectativa criado pelos apoiadores do governo nas redes sociais.

Outra coisa que saltou aos olhos dos observadores de plantão foi a disposição que o prefeito esbanja para fazer uso do poder que tem mãos e mostrar que não é besta e que também não está morto.

Mas essa é uma outra história…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *