Alunos da rede ensino de Timon participaram do Projeto Programando Futuros

reuniao-do-projeto-programando-futuros-3525

A Secretária de Educação de Timon, Dinair Veloso, reuniu-se na manhã desta sexta-feira (16/01) com o presidente da Agência de Tecnologia (ATI) de Timon, Bringel Filho, para dar prosseguimento ao projeto Programando Futuros, executado pela Prefeitura de Timon. O projeto visa ensinar aos alunos da rede municipal de ensino, lógica de programação, em aulas no contra turno. De acordo com Bringel, será a oportunidade dos alunos aprenderem sobre planejamento e ideias inovadoras.

O projeto é inovador e pretender capacitar de forma lúdica crianças que tenham interesse de aprender a programar. O material que será utilizado é da Universidade de Massachusetts, dos Estados Unidos da América, e servirá de apoio para a capacitação. De acordo com o coordenador da Agência de Tecnologia de Timon, José Bringel, o projeto vai além de ensinar aos alunos a programarem. “O projeto não irá somente formar essas crianças, elas irão aprender mais sobre raciocínio lógico e irão trabalhar mais a concentração, o que irá ajudar nas outras matérias da escola”, comenta Bringel.

O projeto funcionará a princípio de forma experimental em 5 escolas da rede municipal, que oferecem o programa Mais Educação e que tem atividades relacionadas à tecnologia educacional. De acordo com a coordenadora do Mais Educação na Semed, Silmara Lopes, as unidades escolares Nazaré Rodrigues, Pedro Falcão Lopes, Elizete Farias, Projeto Filadélfia e Zacarias Ribeiro, já possuem laboratórios adequados e monitores que deverão ser capacitados para atuarem dentro da proposta do projeto Programando futuros.

De acordo com Bringel, a fase agora é finalizar a estruturação do projeto, “agora iremos visitar as escolas que foram definidas para conhecer as estruturas e também conversarmos com os monitores para que possamos iniciar a capacitação deles”.

A proposta é que o projeto já inicie as atividades já neste primeiro semestre, junto com as outras ações propostas pelo Mais Educação nas escolas.

Da Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *