A eleição de Américo e os pingos nos is…

Américo de Sousa: eleito sem tutela de quem quer que seja
Américo de Sousa: eleito sem tutela de quem quer que seja

Pareceu piada a postagem divulgada ontem (09), em um blog local afirmando que o prefeito Américo de Sousa (PT), fora eleito pelo pelo vice Antônio Pires (PCdoB) e que o comunista se tornou o nome mais forte do governo.

Esclarecendo os fatos não é verdade “que Antonio Pires carregou nas costas seu majoritário e entregou esta eleição para Américo”, como pontua a matéria. Se Pires tivesse tanta força assim, não seria vice, teria saido candidato a prefeito, já que brigou pela vaga até o último momento, chegando inclusive a insinuar através dos seus blogs que seu nome liderava as pesquisas. Perdeu para um acordo firmado por cima que garantia a chapa PT e PCdoB, antecipada por esse blog e que ele tentou desmentir.

Apesar de fazer parte do PCdoB, o vice-prefeito eleito nunca mostrou qualquer força junto ao governador Flávio Dino (PCdoB), ao contrário, os encontros dele junto ao chefão comunista se deram apenas por ocasião de eventos públicos. Dino nunca recebeu Pires em audiência.

Essa postagem no entanto, reconhece que Pires deu sua contribuição, mas não ao ponto deste garantir a eleição do petista. O ainda vereador apesar de “representar uma das mais fortes entidades sindicais de Coelho Neto”, mostrou que não possui força de transferir votos.

Se em 2012 foi eleito com 1.261 votos, em 2016 Pires só conseguiu transferir 667 votos para garantir a eleição da esposa Liza Pires. Como alguém que só transfere esse percentual de votos para a própria esposa foi decisivo para eleger um terceiro que obteve 8.815 votos? Contraditório não?

Américo em 2012 não teve o apoio de Antônio Pires e mesmo assim saiu da disputa com 10.040 votos. Em 2014 também não teve apoio de Antônio Pires e recebeu 5.880 votos. Como alguém que obteve esse histórico de votos numa sequência precisou ser carregado por outra pessoa que nem de longe sequer chegou a isso? Me compre um bode!

Quanto ao veto a indicação de Pires para a Secretaria de Saúde que trata da matéria nada mais justo: vice-prefeito eleito e com a esposa vereadora o parlamentar ainda queria indicar uma das secretarias mais fortes do governo? E os outros que também tiveram participação na campanha iam ficar sem espaço? Alguém precisava frear essa sede de poder não?

Quanto a indicação das secretarias de Agricultura e Juventude sua ocupação se deu partidariamente como aconteceu na maioria. As duas pastas entram na fatia do PCdoB e não na cota pessoal do vice-prefeito, embora os indicados sejam aliados seus.

Não há “nenhum veterano petista” escanteado porque o prefeito eleito não fechou a composição do governo. Não acredita-se que “os companheiros” deixarão de ter participação no governo que também ajudaram a eleger. Quanto à 2020 o correto é não gerar expectativa, já que o prefeito eleito sequer sentou na cadeira.

Reforçamos a parcela de contribuição do ainda vereador na campanha, mas rechaçamos a versão de que seu apoio foi o “dono dos votos” que o petista recebeu nas urnas.

Antônio Pires não elegeu Américo.

Américo foi eleito pelo povo que desejava ver ele prefeito da cidade.

Simples assim!

9 thoughts on “A eleição de Américo e os pingos nos is…

  1. Sem votos, mas por amor a Coelho Neto, torci muito pela eleição de Américo. Pela mesma razão venho corroborar o texto que repudia o conteúdo da notícia veiculada ontem. A grande vitória nas urnas deste ano foi do povo que, manifestando-se livremente, demonstrou que o voto não tem dono é inerente à consciência do eleitor, é o mais expressivo exercício da cidadania. O texto repudiado é um desserviço à Coelho Neto, extemporâneo porque é muito cedo para semear a discórdia no momento em que o município mais precisa da união de todos para vencer a adversidade em que foi naufragado. Nossa obrigação não terminou coma eleição, temos que apoiar irrestritamente o futuro Prefeito. Américo agora é o representante de todos, opositores e aliados, as urnas lhe deram a legitimidade democrática. Desestabilizar a governabilidade passa a ser traição à Federação e ao Estado de Direito. Sei que Antonio Pires também não compactua com os interesses de quem está a serviço o mau fadado e infeliz texto. Urge esquecermos as paixões da campanha e nos juntemos em benefício da coletividade. Por Coelho Neto, pela família, por Deus.

  2. É impressão minha ou já tem blogueiro defendendo vandeira vermelha? S.B.

    Não pode ser considerado verdadeiro o argumento que diz que Americo só ganhou por causa de Antônio Pires, nem tão pouco se deve atentar para o outro lado (S.B) que diz que Antonio Pires não tranferiu votos….

    Ora mais, quem mora em Coelho Neto sabe, e muito bem, que Antônio Pires tem seus eleitores fiéis. Imaginemos que tais eleitores – mais de 600 votos- tivessem votados no Jademil ou Serra… aí a história seria diferente!

    Mas bem sabemos que na política, a analise não pode ser feita assim, de forma literal. A verdade é que, politica não se vence só, mas sim com ajuda de um grupo. Nessa eleição de Coelho Neto o melhor grupo foi o do Americo, prova disso foi o resultado das urnas.

    Ou eles (Americo e Antônio P.) continuam sendo um grupo, ou então a coisa já começa a “desandar”antes mesmo do dia 1° de janeiro!

  3. Aqui não se qr saber que puxou voto por quem, a questão é se o cara vai fazer, pois já estou sabendo que vai cobrar taxa no mercado do produtor até se colocarefere um jaca de manga para vender lá, coitadas das senhorias que vendem cheiro verde, que mau tem para comer ainda vai ter que pagar por trabalhar, povo do baixa renda tá é lascado.

  4. Para aqueles que perderam emprego nesse governo que foi demitido é bom saber que PT e Pc do B são aliancas eternas que vem de longe são duas esquerda atrasada mas ambos andam juntas.Tem gente que falava tão mau da iposicão inclusive do Americo e agora depois que o povo elegeu Americo terce ele de elogios achando que vai ganhar uma boquinha pra mais 4 anos porque ele e seu patrão foram demitido.Agora são outros 500.Agora se Trabalhar.

  5. O pior vice, dentre os 3, Antonio Pires é muito ganancioso e tem muita sede de poder. Antonio Pires não agregou em quase nada, quase não elege a mulher, ainda conseguiu porque na coligação dele só tinha ela e o Osmar com força para ganhar; Pires é extremamente queimado na zona rural, todo o Cn sabe o porquê.

    1. Meu caro, chamar Antônio Pires de ganancioso mostra que você desconhece a realidade, rompi com o governo exatamente por não concordar com a forma que estava sendo conduzida as políticas públicas no nosso município. Não aceitei compor com as elites por entender que os projetos não contempla o nosso povo pobre de nossa terra, preferi compor com Américo porque juntos representamos um projeto que contempla essa grande massa, sei que nossa vitória contrária uma grande parte da burguesia do nosso município, mas o povo é soberano e a vontade do povo é a vontade de Deus. Quando sentei com Américo o nosso prefeito eleito em nenhum momento ofereci mais que o meu voto, pois só tenho ele, ofereci coragem, determinação, dedicação na campanha e muita força de vontade e isso meu caro, tivemos, não só eu mas todos do nosso grupo político “levanta Coelho Neto” e te garanto, Deus foi muito generoso conosco. Ganhar uma eleição diante de dois impérios econômico não é fácil. Quando coloquei meu nome como homem público sempre analisei todas as críticas, as construtivas e as destrutivas como a sua, mas lido bem com elas, lhe desejo toda paz deste mundo e que Deus lhe dê muita inteligência. Ah! Só um lembrete, neste país quem bate por trás tem nome!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *