Vigias de Coelho Neto rejeitam aumento de carga horária proposto por Américo…

Vigias durante a Assembleia realizada no SINTASP nesta sexta (17)

Durante Assembleia realizada na sede do Sindicato dos Servidores do Serviço Público Municipal da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP, na tarde desta sexta (17), os vigias da rede municipal rejeitaram a proposta do prefeito Américo de Sousa (PT) em aumentar a carga horária da categoria para 150 horas mensais.

Segundo o blog apurou, a categoria apresentou uma contraproposta mantendo as 120 horas mensais praticadas atualmente. Segundo comentários de quem participou da reunião, a meta do governo seria de não fazer hora extra nem mesmo nos feriados.

Entre os argumentos alegados pelo governo foi usado o que está escrito no capítulo IV, artigo 87 do Estatuto do Servidor de dezembro de 1989  que diz que o a jornada semanal é de 30 horas e que o mês comercial é de 5 semanas e que portanto o cálculo é de 5 x 30 = 150. A classe contestou e disse que pode ser legal, mas é imoral haja visto que todos já possuem direitos adquiridos.

O SINTASP ficou encarregado de levar ao prefeito a solicitação para que normatize as 120 horas mensais e o que for feito a mais deverá ser computado como hora extra. Os servidores deixaram claro que poderão optar por greve caso o prefeito insista em aumentar a carga horária.

Pelo visto é mais uma classe de servidores que sente o peso da “chibata” do governo que ai está, que na oposição defendia direitos, mas que agora no comando do governo age contra estes.

Mudou ou não mudou?

2 thoughts on “Vigias de Coelho Neto rejeitam aumento de carga horária proposto por Américo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *