Uma oposição desgarrada e o retorno de Márcia Bacelar…

Márcia Bacelar: liderança incontestável

 

 

Desde o último pleito eleitoral quando o atual prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), chegou ao poder, que a fatia que optou lhe fazer opsoição sofreu um duro golpe. Com a saída do cenário político dos dois principais expoentes da eleição (Luis Serra e Jademil Gedeon), que a oposição ficou desgarrada e sem qualquer projeto definido.

Para fazer essa análise, deixa-se de lado as amizades políticas, as paixonites e procura-se fazer uma leitura do cenário real da cidade. A oposição de Coelho Neto hoje está sem líder. Não existe alguém sóbrio disposto a liderar a gigantesca fatia que ficou desamparada.

Falo de alguém com projetos seguros, com meta, com foco, com palavra e principalmente que respeite as lideranças. Estamos diante de um governo extremamente rejeitado pela população, mas que pela falta de alguém de pulso para agregar, tem permitido que o atual prefeito pinte e borde.

Estamos em 2018 e já não se faz política como se fazia há 10 anos. Niguém é obrigado a engolir estrelismo daqueles que se acham dono dos votos e que vão chegar aos 45 minutos do segundo tempo com todo mundo sendo obrigado a abraçar a coisa de qualquer jeito e goela abaixo. Os tempos são outros.

Esse cenário desolador acabou por trazer ao debate o nome da ex-prefeita Márcia Bacelar, que nos últimos dias passou a ser vitrine em redes sociais. A ex-prefeia dispensa quaisquer comentários e seu retorno a vida política da cidade é algo almejado por aqueles que tiveram a oportunidade de conviver com o resultado promissor de seus oito anos de mandato.

Provocada pela legião de admiradores, Márcia Bacelar chegou a se posicionar recentemente e seu retorno pode ser um alento para os órfãos de um projeto político consistente, em que as pessoas estejam acima do dinheiro.

Mas essa é uma outra história…

One thought on “Uma oposição desgarrada e o retorno de Márcia Bacelar…

  1. Estamos em uma fase que a população brasileira não aceita mais o discaso, a falta de compromisso, e Márcia Bacelar sempre representou o progresso, uma administração moderna e principalmente uma ótima administradora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *