Truculento e arbitrário, secretário de Meio Ambiente de Coelho Neto paga mico novamente…

Inconformado com a rádio que o ex-prefeito Soliney Silva está montando em Coelho Neto, o atual prefeito Américo de Sousa (PT), mostrou mais uma vez seu lado perseguidor para tentar a todo custo impedir o projeto da rádio saia do papel.

Como não tem coragem para mostrar a cara em ações como essa, o prefeito designou seu atrapalhado secretário de Meio Ambiente Gabriel Delano para liderar uma abordagem fajuta no intuito de barrar as atividades da rádio. Delano é conhecido na cidade pelas abordagens desastrosas que tem feito desde que foi investido no cargo.

Se achando uma mistura de juiz, advogado e oficial de justiça ao mesmo tempo, o secretário usou o aparato policial da PM para fazer uma abordagem totalmente sem sentido. Chegando na rádio foi recebido pelo ex-prefeito Antônio Cruz que coordena o projeto de reforma do prédio e a montagem da torre.

Visivelmente alterado e totalmente truculento, começou a cobrar um calhamaço de documentos. A medida que ia solicitando, Cruz ia mostrando que todos os documentos solicitados estavam de acordo com o solicitado. Cobrou documentação que sequer havia sido requerida e não foi capaz de mostrar nenhuma notificação feita solicitando documento algum. Quando viu que não tinha o que exigir, chegou ao ponto de afirmar que o Alvará expedido pela Prefeitura era uma montagem. Um verdadeiro absurdo – para a mando do chefe – barrar a rádio de qualquer forma.

Alvará assinado pelo Secretário de Obras que Delano acusou de ser montagem: desespero

Se achando o todo-poderoso, “mandou” todo mundo para ir à delegacia como se ele tivesse esse poder. Acompanhados do advogado Dr Val Filho e conscientes de que a documentação estava correta, o ex-prefeito Cruz por livre e espontânea decidiu comparecer para prestar os devidos esclarecimentos.

Na delegacia foi que o “projeto de secretário” pagou mais um mico. Com a documentação dentro da legalidade, o secretário foi proibido de se dirigir a rádio, já que ele tentou entrar num prédio particular de forma arbitrária e sem autorização judicial, inclusive chegou a dar voz de prisão em flagrante segundo relato do vereador Rafael Cruz, como se fosse um delegado. Os trabalhos da rádio portanto continuam e o truculento secretário e se prefeito ditador mais uma vez deram com a cara na porta e tiveram que colocar a viola no saco.

E assim segue o governo do PT, perdido e querendo transformar a cidade em um feudo. Felizmente não conseguirão. Segue o vídeo com parte da atuação arbitrária do secretário desastroso:

2 thoughts on “Truculento e arbitrário, secretário de Meio Ambiente de Coelho Neto paga mico novamente…

  1. Esse prefeito fajuto e incompetente quer o monopolio de radio e tv na cidade, acha que e dono de Coelho Neto, devia era se tratar procurar um psiquiatra. Triste saber que a cidade estar entregue nas maos desses loucos. Bando de bandidos vao procurar trabalhaer cambada de desocupados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *