“Dias de cão” na UPA continuam…

Filas da Upa: realidade bem diferente da vendida no sistema de informação

Desde ontem (17), o blog tem recebido denúncias da superlotação no atendimento da Unidade de Pronto Atendimento – Upa, de Coelho Neto.

O número elevado de pessoas que tem necessitado de atendimento, tem feito com que a demora chegue até uma hora e meia de espera.

Essas reclamações porém não são de hoje. Acontece que o governo alega não ter condição financeira de manter dois médicos, o que obriga que um tenha que se revezar entre o atendimento interno e externo.

Enquanto o prefeito utiliza a crise financeira como desculpa, o marido da secretária de Saúde que é médico, aparece como servidor fantasma da Upa, mesmo sem pisar na unidade.

É a população de Coelho Neto sentindo na pele o “peso da mudança” pra pior…

Funcionários “fantasmas” também atinge a folha de servidores da UPA de Coelho Neto

 

Desde que a primeira denúncia formalizada por esse blog atingiu o governo, que a Prefeitura de Coelho Neto permanece em um silêncio “ensurdecedor”. Qualquer prefeito em sã consciência diante da materialidade das provas da denúncia já teria anunciado providências sobre o caso, postura que foi ignorada pelo prefeito, pelo menos até agora.

Pois bem, além da folha dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS conter servidores já desligados do quadro como se estivessem trabalhando, o blog identificou que a mesma coisa acontece na folha de servidores da Unidade de Pornto Atendimento – UPA. Foram pelo menos três pessoas facilmente identificadas na mesma situação.

Demitidos, servidores permanecem ativos como se estivessem trabalhando

É bom deixar claro que apesar da fruade ter iniciado na gestão da ex-secretária de Saúde Cristiane Bacelar, o erro permanece na gestão da atual secretária Olímpia Delgado, prova disso é que o último informe no sistema se refere ao mês de abril desse ano, ou seja, mesmo com a troca de secretária a fraude no envio de informações foi mantida. O servidor Marcelo Barra de Araújo por exemplo, fora demitido pela ex-secretária de Saúde Cristiane Bacelar em 18 de maio de 2017 e de lá para cá permanece como se estivesse trabalhando normalmente.

O servidor Ronaldo Maximiano Ferreira Alves que era técnico de imobilização ortopédica da UPA também fora demitido em setembro do ano passado, mas na última informação de abril desse ano permanece como se estivesse trabalhando.

O farmacêutico Vicente Hsu Lee Ramos é outro que foi embora no início do ano e também permanece como funionário ativo da unidade. Os servidores que estão tendo seus nomes envolvidos nessa manipulação do sistema do Datasus deve procurar a justiça para acionar o município para responder sobre o fato.

O blog recebeu a denúncia de que pessoas envolvidas no caso estariam fazendo pressão nos técnicos responsáveis pelo sistema, mas deixamos claro a familiares que eles não poderão ser responsabilizados por algo que é de  competência da gestão. Outra informação a que tivemos acesso é de que o prefeito teria solicitado do setor de recursos humanos da Secretaria de Saúde um relatório sobre o que está acontecendo. Será que vai dizer que não sabia de nada como todo bom petista?

Vereadores da base do governo permanecem calados e já tem um ou outro corajoso querendo achar meios para defender o indefensável.

Vamos ver quem será o escalado com coragem par fazer isso perante a opinião pública…

Enquanto prefeito compra estádio, UPA tem mais um “dia de cão” em Coelho Neto

 

A manhã deste sábado (12), marcou o começo de mais um final de semana “de cão” na Unidade de Pronto Atendimento – UPA, de Coelho Neto.

Logo cedo as reclamações começaram a pipocar da quantidade de gente na fila aguardando atendimento, fato que tem se tornado cada vez mais corriqueiro, principalmente aos finais de emana quando a demanda duplica.

A crise da superlotação se agrava coma permanência de apenas um médico para se revezar no atendimento externo e dos pacientes das salas amarela e vermelha. As servidoras cortam um dobrado para dar conta do rojão.

Nesse interim, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), vai para a televisão reclamar de crise e falta de dinheiro.

Não tem dinheiro para colocar médico, mas tem para esbanjar e comprar um estádio deteriorado…

Número reduzido de médicos na UPA de Coelho Neto vira pauta do Ministério Público

 

 

O Ministério Público instaurou o Procedimento Administrativo nº02/2018, por conversão da Notícia de Fato nº 012/2017, para averiguar a possível existência de um reduzido número de médicos plantonista na UPA de Coelho Neto.

Mesmo com a demissão em massa de servidores da unidade para economizar, o governo ainda não conseguiu garantir melhoria no atendimento.

Além do problema de um médico apenas para atender a urgência e a emergência, o número de técnico de enfermagem e outros profissionais também fora reduzido.

O Ministério Público quer saber sobre o quantitativo de servidores e médicos lotados na UPA e suas respectivas cargas horárias, sobre o quantitativo de atendimento nos últimos três meses, se realiza atendimento de outros municípios e de onde sai o custeio da unidade.

As reclamações da UPA eram uma constante, mas nos últimos dias voltaram a crescer…

Descaso na UPA de Coelho Neto reflete a pequenez política de seus representantes…

Américo, Rafael Leitoa e Zé Carlos: trio fraco e incapaz de conseguir uma ajuda para manutenção da Upa de Coelho Neto

Diante da polêmica envolvendo um áudio do deputado Levi Pontes (PCdoB), na última semana, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Saúde – SES, comunicou que já havia garantido a assinatura de um aditivo para manter o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Chapadinha funcionando por mais um ano com recursos do Governo do Estado.

Em Chapadinha assim como em Coelho Neto a Upa é municipal, mas lá diferentemente de Coelho, desde que fora inaugurada a unidade é mantida pelo Governo do Estado em sua totalidade. Ao assumir o governo, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) fobou que teria parceria com o Governo do Estado, mas que na prática essa força não se confirma em sua totalidade.

A Upa de Coelho Neto durante o final de semana mais uma vez foi vítima de reclamações, já que o prefeito decidiu reduzir o número de servidores e a prestação de serviço virou um caos. Uma das denúncias ontem (03), a paciente disse que ficou quase 2 horas aguardando o médico na emergência e nada dele chegar.

Américo tem no deputado federal Zé Carlos (PT) como seu representante em Brasília. Fraco e desarticulado, Zé Carlos nunca conseguiu nada para Coelho Neto quando o PT governava, que dirá agora que o país é comandado pelo MDB. Zé Carlos é tão “pra nada” que mesmo o Governo Federal liberando a parceria com várias UPAS (como a de Caxias por exemplo, que não era habilitada), não consegue inserir o município nas prioridades do Ministério da Saúde.

Outro fraco no que tange o apoio a Coelho Neto é o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT). Se Levi conseguiu que o Governo do Estado bancasse a Upa de Chapadinha, por que Rafael não consegue o mesmo, ou pelo uma parte do dinheiro, para ajudar a financiar a unidade de Coelho Neto? A resposta nesse caso é simples: são três fracos.

Enquanto isso o descaso da Upa prossegue. Sob os olhares complacentes de Conselho de Saúde inerte, cujo presidente acabara de ser premiado como uma boquinha no governo.

Pense num governo imoral…

Falta de servidores compromete qualidade no atendimento da UPA de Coelho Neto

Coordenadora da UPA precisou colocar a mão na massa para diminuir a fila de espera por atendimento

 

 

A tesoura afiada com a qual o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) cortou diversos servidores contratados no final do ano passado, continua prejudicando o bom andamento dos trabalhos nos setores do governo, em especial da secretaria de Saúde.

Se não bastasse o rodízio de servidores para dar conta do serviço nas Unidades Básicas de Saúde – UBS, nesta quinta (15), o blog constatou que esse corte tem afetado também o atendimento já comprometido da Unidade de Pronto Atendimento – UPA.

Ao chegar para consultar meu filho, o atendimento com o médico do plantão foi praticamente imediato, o problema na verdade se deu na sala de administração de medicamentos. Foram exatos quarenta minutos aguardando a aplicação de duas injeções.

Como a sala infantil desativada, apenas uma técnica de enfermagem se revezava para atender a todos que estavam na fila de espera, com crianças e adultos recebendo atendimento no mesmo espaço. Ou seja, o governo segue descaracterizando o funcionamento da UPA, colocando adultos e crianças no mesmo espaço apenas para não pagar mais uma técnica de enfermagem.

Visivelmente constrangida com o número considerável de pessoas na fila, a coordenadora da unidade Ivonete Brito não se fez de rogada, botou o jaleco e entrou em ação para ajudar no atendimento.

A atitude dela logicamente deve ser enaltecida, pois mostra desprendimento e compromisso com a unidade que está sob sua responsabilidade, mas não minimiza o erro do governo. A secretaria de Saúde precisa rever esse corte e constatar que é humanamente impossível manter apenas uma profissional para todo o atendimento. Se bem que todo esse mau atendimento faz juz ao interesse de gente de proa do governo que torce para que a UPA seja fechada, talvez por isso a idéia de precarizar o seu funcionamento.

Problemas como esse o governo não enxerga, ou pelo menos faz de conta que não. E o Conselho de Saúde esse muito menos.

Mas essa é uma outra história…

Morre mais um candidato no TAF da PMMA

 

 

Morreu na madrugada deste sábado (3) o cirurgião dentista Marcone Cordeiro. Ele passou mal durante uma prova do Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

Levado à UPA do Itaqui-Bacanga, ele acabou morrendo na unidade. Ao Blog do Gilberto Léda, a esposa dele, Jeciane Ataíde, relatou que ele passou muito mal logo após completar o teste.

Socorrido por uma ambulância do Samu, ele foi evado à UPA. “Mas a ambulância não tinha nem oxigênio”, reclamou.

Segundo ela, Marcone chegou à unidade gritando muito, mas ainda com vida. Ele morreu minutos depois de internado.

O velório ocorrerá na casa da avó da vítima, na Vila Esperança.

Segundo caso

Este é o segundo caso de morte no mesmo teste. No início da semana, morreu Daniele Nunes Silva é socorrida por uma equipe do Samu, depois de passar mal durante a corrida.

A jovem ainda foi levada ainda com vida também para a UPA do Itaqui-Bacanga, onde acabou morrendo.

Do Blog do Gilberto Leda

Imagem do Dia: Sem lenço, sem documento e sem ar-condicionado…

Caos na Upa que só não é visto pelo governo: culpa dos blogueiros segundo a secretária de Saúde

Quem precisou ir na UPA de Coelho Neto na noite desta quarta (15), se deparou com o calor insuportável na recepção. O blog recebeu a denúncia agora pouco de um leitor que levou o parente para ser atendido e se deparou com a situação e a reclamação tomando de conta.

Um médico, uma enfermeira e sem ar-condicionado representam o retrato da saúde no governo da mudança. Mudou ou não mudou? Cômico se não fosse trágico…

Saúde na UTI: Médicos da UPA de Coelho Neto vão parar por falta de pagamento….

Upa de Coelho Neto: médicos anunciam paralisação por falta de pagamento

O corpo clínico dos médicos que integram a Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Coelho Neto, anunciam que devem parar suas atividades a partir desta quinta (22), por falta de pagamento.

Na nota distribuida pelos médicos, a paralisação foi autorizada pelo Conelho Regional de Medicina – CRM, diante da falta de pagamento de dois meses de salários.

A seguir a íntegra da nota:

O corpo clínico da UPA- Coelho Neto – MA, respaldado pelo CRM-MA, que nos deu orientação para realização de tal ato, vem informar que as atividades médicas estarão suspensas a partir do dia 22/12/16, devido ao não pagamento dos meses de novembro e dezembro de 2016.

Cabe ressaltar que de acordo com o código de ética médica,capitulo VII, RELAÇÃO ENTRE MÉDICOS, artigo 48, é vedado ao médico assumir emprego, cargo ou função para suceder médico demitido ou afastado em represália à atitude de defesa de movimentos legítimos da categoria ou da aplicação deste código.

Portanto, ppedimos a colaboração de todos e não aceitem plantões na cidade de Coelho Neto nem à vista até que nossos salários sejam regularizados.

Gratos pelo apoio

Soliney tem mal estar e será encaminhado para Goiânia-GO

Às 23h:15

O prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (PMDB), deu entrada na noite deste domingo (16), na Unidade de Pronto Antendimento – UPA se queixando de muito mal estar. Ele foi atendido pelo médico plantonista Dr. Alysson Melo que após os primeiros atendimentos fez um relato do estado de saúde do peemedebista.

soliney-1

“O Prefeito chegou na UPA com desconforto respiratório, síndrome gripal, pressão alta e inflamação nos pulmões diagnosticado após Raio X, ocasionado talvez pela baixa imunidade, já que estamos tratando de um paciente com que possui uma doença auto-imune degenerativa e progressiva. Foi medicado, mas nossa recomendação é que se dirija a Goiânia-GO onde faz tratamento para que o eletródo e marcapasso que possui no corpo possa ser desligado e exames mais complexos possam ser realizados”, disse ele.

raio-x
Raio X apresentou inflamação nos pulmões

A médica Dra Gemma Galganne que já vinha acompanhando o prefeito desde o início da semana disse que os medicamentos não estavam agindo de forma satisfatória e que por isso era necessário um acompanhamento mais específico.

“Ele já vinha apresentando quadro de dispnéia, dores de cabeça, dores no corpo e quadro pneumônico. Estava sendo tratado com antibiótico, mas a imunidade baixa impossibilitou uma reação mais rápida e satisfatóra. Ele está há um ano sem fazer manutenção desses aaprelhos que tem no corpo e tudo isso pode se somar para que o quadro não melhore”, explicou ela.

Soliney permanece na UPA em observação e deve ser encaminhado para Goiânia-GO a fim de cumprir a recomendação médica.