Após resultado das eleições, Soliney defende união da oposição para 2020

Soliney defendeu união da oposição

Em entrevista concedida a rádio Meio Norte no último sábado (13), o ex-prefeito Soliney Silva falou pela primeira vez após o resultado das eleições.

Apesar de não ter conseguido garantir eleição Soliney mostrou que não está morto, como pregava o prefeito Américo de Sousa e lhe impondo duas derrotas. Primeiro o petista fez de tudo para que Soliney não fosse candidato e perdeu. Não só conseguiu ser candidato como derrotou o candidato a deputado estadual do prefeito.

No frigir dos ovos, além de agradecer aos votos, Soliney pregou a união das oposições e elogiou a performance de vários nomes da oposição.

Em sua fala, ele disse que falava baseado nos números da eleição, que mostram a necessidade de união para derrotar o caos administrativo e a inércia que se transformou o desgoverno liderado pelo PT em Coelho Neto.

Soliney questionou a incompetência do prefeito em se omitir com relação a mais uma recente greve do Grupo João Santos, onde não houve qualquer manifestação pública do Executivo. Durante a entrevista ele falou de diversos outros assuntos, dentre os quais as mudanças do próximo pleito eleitoral em decorrência da cláusula de barreira, que vai encolher o número de partidos.

Sozinho, Soliney derrota a máquina da Prefeitura e do Governo do Estado em Coelho Neto

Soliney impôs nova derrota em Américo

Mesmo bem longe dos números astronômicos vendidos por ele, o ex-prefeito Soliney Silva (MDB), conseguiu uma vitória importante em Coelho Neto ao impor uma derrota as máquinas da Prefeitura e do Estado, respectivamente.

Apesar de não ter sido eleito, Soliney obteve 5.253 votos contra 4.225 votos de Rafael Leitoa (PDT), ou seja, 1028 votos de diferença. Nem somando com os 754 votos do deputado estadual eleito Luiz Henrique (PT), o petista não conseguiu ultrapassar seu principal adversário. É a primeira vez na história política recente da cidade que um prefeito no exercício do mandato não consegue transferir maioria para o seu candidato a deputado estadual. O ex-prefeito mostrou força e que está no páreo para discutir 2020.

O deputado federal Rubens Júnior (PCdoB), teve seus 5.527 votos apesar de ter sido escolhido de última hora mas sua votaçao revela que o grupo do prefeito encolheu. No frigir dos ovos, o petista andou longe de manter a média de quase 9 mil votos que o elegeu na disputa anterior.

Se somado os votos de todas as lideranças que se declaram como oposição, os números ultrapassam 10 mil votos para estadual e 12 mil votos para federal, deixando o prefeito bem atrás.

Outro quesito que reforça a rejeição do prefeito, é os números da eleição do governador Flávio Dino (PCdoB). Mesmo com máquina do Estado e da Prefeitura trabalhando em seu favor, o comunista teve uma vantagem considerada pífia (2.134 votos) para quem acaba de descarregar 20 quilômetros de asfalto na cidade.

A eleição em Coelho Neto revelou outras surpresas nos seus números.

Mas essa é uma outra história…

Soliney Silva desce o nível e protagoniza mais um festival de baixarias…

Ex-prefeito Soliney Silva: descontrole, vexame e muita baixaria

 

 

Se sentindo dono dos votos de Coelho Neto, o ex-prefeito Soliney Silva (MDB), desceu o nível e protagonizou ontem (14), o maior festival de baixarias desse pleito. Nenhuma novidade em se tratando dele que sempre foi afeito a esse tipo de conduta.

Visivelmente alcoolizado, o ex-prefeito partiu com tudo pra cima do ex-vereador Edvaldo Alves (Val), com adjetivos e insinuações impublicáveis com vistas a atingir o candidato a deputado estadual Zé Gentil (PRB) e a liderança do prefeito de caxias Fábio Gentil (PRB). Soliney não só atingiu ao ex-vereador e sua família, como fez acusações absurdas a outras pessoas que nada tem haver com o seu descontrole emocional e psíquico.

O mais engraçado da história é Soliney Silva chamar Zé Gentil de “pipira” por está buscando votos em Coelho Neto. Ora pois e a eleição não é estadual? Desde quando Soliney foi eleito deputado só com os votos de Coelho Neto? Zé Gentil é homem honrado, biografia ilibada e não responde a qualquer processo. É um ficha limpa na essência da palavra. Fábio Gentil dispensa comentários pois sua avaliação de prefeito com melhor avaliação no Estado responde por si.

Quer dizer que Gentil não pode vir pedir votos em Coelho Neto, mas ele pode trazer Paulo Marinho Júnior (MDB) para ser votado aqui? Será que ele esquece que já trouxe Sétimo Waquim, Gastão Vieira e Max Barros para fazer dobradinha aqui ou só não é considerado pipira os candidatos que estão com ele? Coisas do “coronel” Soliney.

Na boca dele todos tem defeitos, menos ele. Na boca dele todo mundo é ladrão, menos ele, mesmo respondendo processos na justiça que dizem justamente o contrário. Ao invés de falar de propostas de trabalho, a população é obrigada a ver um representante político descer ladeira abaixo e protagonizar aquilo que há de mais vil na política.

Soliney está em 2018 com as mesmas práticas arcaicas implantadas por ele desde 1996, afinal sempre gostou de uma baixaria em palanque e agora faz isso na rede social. Ou alguém se esquece dos vexames protagonizados por ele na última campanha tanto em Coelho Neto como em Duque Bacelar?

Pode até não ter caído a ficha, mas Soliney não é senhor absoluto e nem dono dos votos de Coelho Neto como vende Maranhão afora.

E essa eleição será um divisor de águas para apenas confirmar tudo isso…

PT de Américo entra com pedido de impugnação de Soliney Silva

Partiu do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), a Ação de Impugnação ao pedido de registro de candidatura a deputado estadual do ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB).

Curiosamente para quem não lembra, a ação parte justamente do partido do prefeito Américo de Sousa (PT), de quem o emedebista é adversário.

No pedido de impugnação, o partido registrou o fato do ex-prefeito ter tido duas de suas contas de governo rejeitadas pela Câmara Municipal, o tornando inelegível.

O retorno de Silva ao cenário político passou por inúmeras turbulências, estando atualmente bastante comprometido. Primeiro ensaiou uma candidatura a deputado estadual, depois tentou ser indicado para ser vice-governador e lançar um dos suplentes de senador da Coligação de Roseana Sarney, depois chegou a lançar o filho e por último voltou a se anunciar candidato novamente.

Com o pedido formulado, a candidatura de Soliney Silva fica nas mãos do Tribunal Regional Eleitoral – TRE…

Apesar de garantir candidatura, nome de Soliney ainda não aparece no sistema do TSE

Quando procurado, nome de Soliney não aparece no sistema da Justiça Eleitoral

O blog tem sido procurado por algumas pessoas cobrando informações sobre a veracidade ou não da candidatura a  do ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB).

Silva tem usado diversos meios para proliferar sua candidatura, apesar da coisa não ser tão simples assim e de uma candidatura não perpassar apenas pela vontade própria desse ou daquele candidato.

Além da afirmativa, Soliney tem disparado em grupos de whatsapp cópia de registro de candidatura e CNPJ, mas até agora seu nome não consta no sistema de divulgação de candidaturas e contas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral – TSE.

DivulgaCand é o sistema responsável pela divulgação das candidaturas registradas em todo o Brasil. Por meio desse sistema, é possível consultar o quantitativo de candidaturas e verificar a situação do candidato, assim como todos os seus dados, conforme foi informado à Justiça Eleitoral. Até a publicação dessa matéria, o nome de Silva ainda não constava nesse sistema.

Além do registro no sistema, todos os candidatos terão que ter seu nome apreciados pela Justiça Eleitoral, para só depois conseguirem o deferimento de suas candidaturas.

É aguardar e conferir!

“Soliney é um grande líder”, diz Sarney sobre o ex-prefeito de Coelho Neto…

 

 

Em conversa com o blog ontem (05), em seu escritório em São Luís, o ex-presidente José Sarney (MDB), destacou a lealdade do ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva ao seu grupo político.

“Soliney é um grande líder há muitos anos ao nosso lado, sempre um lutador e que tem um prestígio também muito grande que extrapola Coelho Neto como defensor da região inteira”, disse ele. Soliney atualmente integra o MDB e deve disputar a eleição esse ano para garantir seu retorno a Assembleia Legislativa.

Ao ser questionado sobre o seu badalado retorno ao Maranhão, o emedebista falou da relação com a política e a literatura.

“O que me fez não concorrer mais a eleição foi um único motivo: a idade. Eu tinha uma reeleição garantida lá no Amapá e acho que aqui também se eu saísse candidato. De maneira que eu tenho 88 anos e todo mundo sabe que minha vida teve duas vertentes: a vertente da política e da literatura. Na política graças a Deus eu cheguei a presidente da república e na literatura na Academia Brasileira de Letras, onde eu sou decano e já escrevi 142 livros”, pontuou.

Na conversa, Sarney negou sair da política e destacou o lançamento do seu novo livro “Galopes à beira-mar: caso e acasos da política e outras histórias”.

“Estou chegando em um tempo que devo não encerrar, dizer que não sou mais político isso não posso, até o fim da vida eu tenho o dever de pensar no Brasil, no povo brasileiro e na melhor solução. E quanto a literatura continuo escrevendo, agora saiu um livro meu, nesta semana, está saindo, já está nas livrarias, é um livro de histórias  e de memórias, histórias que eu presenciei e participei durante o tempo de vida pública”, explicou.

Sarney também defendeu o nome da filha Roseana Sarney (MDB), ao ser questionado sobre o processo eleitoral de 2018.

“Aqui no Maranhão hoje o comando da política está na mão da Roseana, porque ela é a grande líder, ela é a pessoa que hoje tem um carisma muito grande com o povo maranhense e uma grande obra que ela deixou aqui no Estado. E eu acho que ela está ai, sempre como ela diz a disposição do povo maranhense”, comentou.

Ao final, o ex-presidente lembrou com empolgação sua relação e o histórico que sempre teve com a cidade de Coelho Neto.

“E Coelho Neto quero mandar um grande abraço para todo o povo de Coelho Neto e lembrar-me das vezes – velho gosta de contar história – então eu me lembro das vezes que estive em Coelho Neto, ainda muitos e muitos anos no princípio da minha vida, quando eu era advogado estive em Coelho Neto e depois na oportunidade da luta que eu tive para a apoiar a ida da usina e posteriormente a fábrica de papel numa época difícil quando nem estrada tinha”, lembrou ele.

Desde que retornou ao Maranhão, o ex-presidente José Sarney mantém uma rotina de receber aliados e lideranças políticas de todo o Estado. Disposto, bem humorado e com uma lucidez de fazer inveja, o político mais longevo da política maranhense demonstra todo seu vigor e que a idéia de “pendurar as chuteiras” passa longe dos seus planos. Participaram da entrevista o senador Edinho Lobão (MDB), o vereador de Coelho Neto João Paulo (MDB) e apoiadores da pré-candidatura de Soliney SIlva.

Soliney reage a matérias de blog do governo: “pauta requentada”…

 

Ex-prefeito Soliney Silva

 

 

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB) em contato com esse blogueiro, reagiu de forma contrária a postagens feitas durante a semana por um blog aliado do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), relacionado a obra de captação de água do rio Parnaíba e sobre um vídeo postado pelo ex-deputado federal Gastão Vieira falando sobre as creches que estão paralisadas.

“Na ausência do que divulgar, o blogueiro do prefeito insiste em requentar matérias apenas com o único objetivo de me atingir. A população hoje sabe quem é o incompetente da história e a cada dia que passa isso se torna cada vez mais nítido. Essa questão da água toda foi embargada pela justiça com todo embasamento juridico e a cidade toda sabe o que ocorreu e como ocorreu, pois sempre tratei do assunto as claras. Tenho minha consciência bastante tranquila quanto a isso”, disse ele.

Em matérias compartilhadas em grupos de whatsapp, o blogueiro divulgou que Gastão defendia que Soliney fosse responsabilizado pelo que houve com as creches de Coelho Neto, quando na verdade o vídeo não faz qualquer referência pessoal ao ex-prefeito e muito menos a cidade.

“O ex-ministro Gastão tratou o assunto de forma genérica e o blogueiro de forma irresponsável colocou meu nome apenas para chamar atenção. As creches não foram concluídas em decorrência da roubalheira do PT no país que acabou por não concluir os repasses. Tem creche parada em Coelho Neto, tem creche parada em Duque Bacelar, tem creche parada em Buriti, tem creche parada em Afonso Cunha e em tantas outras cidades do país. O que o PT não fez, o meu partido fará agora que é liberar o restante do dinheiro para a conclusão das obras. O governo precisa mudar o discurso e mostrar serviço. Essas matérias em ano de eleição pra me atingir não vão limpar a barra do atual prefeito perante a opinião pública”, disse explicou.

Soliney Silva concluiu dizendo que enquanto o governo usa seus blogueiros para lhe atacar, ele esquece de cumprir seus compromissos de campanha.

“Ele não falou mais no Ivan Ruy, esqueceu da Secretaria de Juventude que prometeu criar, faz de conta que não lembra quando falava que contratado deveria ganhar igual concursado, ao tempo em que tem feito de tudo para fechar a APAE, que encontra-se com luz cortada e serviços paralisados prejudicando várias crianças. É visível que está perdido o prefeito e está perdido sua equipe”, pontuou.

Fechado! Soliney confirma aliança com Roseana, Sarney Filho e Lobão

Soliney Silva: apoio a Roseana, Sarney Filho e Lobão

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB) participou de uma reunião para chancelar parte dos seus apoios ao pleito eleitoral que se avizinha.

Silva mantém sua condição de aliado de primeira hora do grupo Sarney e confirmou apoio as pré-candidaturas de Roseana ao Governo do Estado e de Edison Lobão/Sarney Filho para o Senado respectivamente.

“Não poderia ter outro posicionamento. Apoiamos o retorno da guerreira Roseana e dos companheiros Sarney Filho e Lobão como forma de garantir uma representação de peso no Senado Federal. Estaremos juntos em mais essa luta”, disse ele.

Soliney reafirmou sua pré-candidatura a deputado estadual com vistas a garantir seu retorno a Assembleia Legislativa.

Feliz Natal: Por Soliney Silva

É tempo de agradecermos a Deus pelas bençãos e renovarmos nossos pedidos para tempos de alegria, paz e prosperidades. Coelho Neto viveu tempos difíceis em 2017, onde a prometida mudança não chegou e mesmo assim vem seguindo com bravura e muita fé.

Quem 2018 seja um ano de vitórias, de esperanças e na crença de dias melhores para Coelho Neto e todo o Maranhão. Feliz Natal a todos!

São os desejos do amigo Soliney Silva e Família