A verdade dos fatos sobre a perda de recursos na Saúde de Coelho Neto…

Olímpia Delgado: justificativa de jogar a culpa no governo anterior acabou revelando a própria incompetência

 

 

O município de Coelho Neto acaba de perder uma quantia significativa de recursos na saúde e como o atual governo nunca tem culpa de nada, a secretária de Saúde Olímpia Delgado tratou de se antecipar aos fatos para espalhar em blogs aliados ao governo uma matéria jogando a culpa do fato no governo anterior. É necessário mostrar que a versão dada pelo atual governo comprova que a secretária não tem competência para está no cargo e o que é pior, manipula mais uma vez as informações a seu bel prazer, para tirar das costas uma responsabilidade que é dela.

Pois bem, o PMAQ-AB tem como objetivo incentivar os gestores e as equipes a melhorar a qualidade dos serviços de saúde oferecidos aos cidadãos do território. Para isso, propõe um conjunto de estratégias de qualificação, acompanhamento e avaliação do trabalho das equipes de saúde. O programa eleva o repasse de recursos do incentivo federal para os municípios participantes que atingirem melhora no padrão de qualidade no atendimento. O programa foi lançado em 2011 e agora, em 2017, inicia seu 3º ciclo com a participação de todas as equipes de saúde da Atenção Básica (Saúde da Família e Parametrizada), incluindo as equipes de Saúde Bucal, Núcleos de Apoio à Saúde da Família e Centros de Especialidades Odontológicas que se encontrem em conformidade com a PNAB.

Diferentemente das informações repassadas por Olímpia na sua matéria, a única herança maldita que ela herdou do governo do ex-prefeito Soliney Silva no que diz respeito ao PMAQ foi recursos na ordem de R$ 1.230.000,00 /ano, correspondente a 13 equipes de acordo com a Portaria nº 836, de 26 de junho de 2015.

Na gestão de Soliney o PMAQ repassava ao município R$ 102.500,00 por mês

Pois bem, no ano passado, já na gestão do prefeito Américo de Sousa (PT), o município recebeu entre os meses de setembro a novembro de 2017 a avaliação do 3º ciclo. O aviso da avaliação veio antes, mas a secretária não se preparou e o resultado foi desastroso. Para se ter uma idéia do estrago, das 13 equipes de PMAQ que o município tinha, pelo menos 11 foram desclassificadas por conta da ausência de cadeira dos dentistas nas Unidades Básicas de Saúde. Com a desclassificação de 11 das 13 equipes no governo Américo o recurso foi reduzido para R$ 257.056,00/ano de acordo com a Portaria nº 2.777, de 04 de setembro de 2018. Em números, a saúde de Coelho Neto perdeu quase R$ 1 milhão de reais, quantia significativa para um município cuja saúde já anda cambaleante. Na matéria ela não fala que manteve diversas UBS fechadas e que até pouco tempo atrás as denúncias das condições das unidades de saúde pipocavam de todo lado.

Saldo da incompetência do atual governo rendeu 11 equipes desclassificadas: secretária não disse onde foi parar o dinheiro das equipes que não funcionavam

Para tirar a responsabilidade do atual governo a secretária justificou a perda dos recursos: “descobrimos que a gestão de Soliney Silva fez uma verdadeira “gambiarra” na execução do Programa e o resultado veio agora e trouxe graves consequências, pois essas onze equipes foram desabilitadas em razão da gestão anterior ter cadastrado no ano de 2015, para alguns Postos de Saúde, duas equipes de Saúde Bucal, sendo que existia no local apenas uma cadeira odontológica para que essas duas equipes trabalhassem. Ainda que o Município mantenha as Unidades de Saúde em pleno funcionamento (outra mentira), o simples fato de não existir uma cadeira odontológica a mais na Unidade de Saúde, acarretou na perda desse recurso extra que era enviado para ajudar na manutenção das equipes”.

E é justamente na justificativa acima que se percebe a incompetência e a má fé da secretária de Saúde de jogar nos outros a responsabilidade que é dela. Quer dizer que o governo anterior fraudou informações colocando duas equipes quando a UBS só poderia ter uma? A pergunta que não quer calar é: se ao longo de um ano e nove meses que o atual governo detectou a suposta fraude da gestão anterior, onde foi parar o dinheiro que seria da segunda equipe, secretária Olímpia? A senhora devolveu o dinheiro que vinha a mais para a segunda equipe que não existia ou estava gastando esse recurso? Será que as produções estavam indo como se as duas equipes estivessem em funcionamento ou vai dizer que só detectou o problema depois que perdeu o dinheiro?

A senhora poderia ter aproveitado a história e ter prestado contas de onde está colocando os recursos do PMAQ e do que a senhora classifica como “ajudar na manutenção das equipe”. Porque até onde se sabe a senhora não gastava um real desse dinheiro  com bonificação para os servidores e as unidades básicas ainda estão da mesma forma “da herança maldita” que a senhora diz que herdou. E esse dinheiro está sendo gasto com o que? Tem coragem de prestar contas dele?

Sem medo de errar estamos diante da secretária mais incompetente que já passou por essa Secretaria de Saúde.

Além de incompetente, acha que engana a todos com meia dúzia de palavras.

Pode enganar uns.

Mas certamente não engana a todos…

Saúde de Coelho Neto em frangalhos…

Mais um reflexo da má gestão da dupla Américo de Sousa e Olímpia Delgado

Essa foto enviada ao blog por um leitor sobre a situação da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, ilustra bem como anda a saúde em Coelho Neto sob o comando do prefeito Américo de Sousa (PT) e de sua secretária Olímpia Delgado. A dupla tem sido responsável por um verdadeiro desmonte no setor e não há ao longo desse tempo, um projeto/ ação que tenha a cara do governo atual.

Quando era apenas um candidato, o petista prometeu dentre outras coisas implantar o Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR) dos trabalhadores em saúde pública, garantindo-se valorização salarial e melhores condições de trabalho, melhorar as condições de trabalho dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias, inclusive, fornecendo-lhes materiais necessários para o bom desempenho das suas funções; construir o Hospital Público de Coelho Neto, com apoio de recursos do Orçamento da União, inseridos através de emenda parlamentar, garantindo atendimento médico, exames, internações e cirurgias à nossa população de forma eficiente e humanizada, criar uma central de marcação de consultas e exames informatizada, interligando todas as unidades básicas de saúde, UPA e hospital público municipal à Secretaria Municipal de Saúde, a fim de garantir atendimento digno e com rapidez à população e ampliar o atendimento odontológico nas Unidades Básicas de Saúde nos bairros e povoados.

Todas as promessas acima ficaram esquecidas no plano de governo do candidato e hoje é lembrada apenas pelo mofo de alguma gaveta. Américo não fez nada do que prometeu, ao contrário, seu governo tem ajudado a sucatear o que recebeu, como no caso das ambulâncias que chegou a lotar uma das oficinas da cidade.

Ambulâncias no comando do atual governo viraram sucata

O caos é tamanho que a sede da Secretaria de Saúde está pra cair por cima da cabeça da secretária e nunca recebeu uma mão de tinta. As Unidades Básicas de Saúde que deveriam está impecáveis, já que Olímpia não dava um real dos recursos do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica – PMAQ para servidores (o que em tese significa que era empregado todo na melhoria das UBS), a realidade encontra-se exatamente igual a que foi deixada pelo governo anterior.

Se estivesse atrás de um microfone de rádio, Américo continuaria vendo todos os defeitos que apontou ao longo de quase 20 anos de oposição.

No comando do governo, ignora tudo o que disse e mantém uma saúde em frangalhos, cuja titular da pasta parece continuar totalmente perdida.

E já se passaram mais de um ano e meio com uma mudança que era apenas de gogó…

Fim da tormenta! Pacientes de hemodiálise começarão a ser atendidos em Chapadinha

 

Acabou! As horas do dia passadas dentro de uma vam por parte dos pacientes de hemodiálise de Chapadinha indo para São Luís chega ao fim.

A secretária de Saúde Mônica Pontes anunciou oficialmente neste sábado (15), que os pacientes de hemodiálise iniciarão o tratamento no Hospital Regional recém inaugurado.

Ela esteve com os pacientes no hospital apresentando as instalações e conhecendo a equipe responsável por eles a partir de agora.

“Foram quase 20 anos de espera, agonia, sofrimento e riscos nessas estradas, mas como diz a bíblia tudo tem começo, meio e fim. Chegamos ao fim desse sofrimento e nossos pacientes estarão sendo atendidos em nossa cidade. Agradecemos ao Governo do Estado e ao prefeito Magno Bacelar – que foi um dos principais entusiastas dessa luta, ainda lá atrás quando exercia o mandato de deputado estadual. Nada paga a emoção de ver muitos deles emocionados nesse que é um dia de alegria e vitoria, graças a Deus”, disse a secretária.

Os pacientes de hemodiálise iniciarão o tratamento em Chapadinha a partir desta segunda (17).

O retrato da gestão desastrosa de Olímpia na saúde de Coelho Neto…

 

A secretária  Olímpia Delgado é sem sombra de dúvidas a gestora mais desastrosa que já passou pela Secretaria de Saúde de Coelho Neto nos últimos anos. A inaptidão é visível em todos os setores e mostra quão errada foi sua escolha para comandar a pasta, que sofre não apenas com sua incompetência para resolver os problemas, mas principalmente pelo seu despreparo em lidar com as demandas urgentes da população.

Olímpia Delgado: gestão desastrosa e sem resultados

A sede da Secretaria de Saúde ilustra bem  a falta de eficiência do seu trabalho. Passados mais de um ano e meio, o local onde a secretária despacha está bem pior do que foi deixado pelo governo anterior, ou seja, mesmo com os milhões que já entraram Olímpia sequer teve a coragem de arrumar a própria casa.

Sede da Secretaria de Saúde é uma amostra da falta de gestão depois de um ano e meio de governo

Quem entra na secretaria tem a impressão de que está num grande depósito com um monte de coisa amontoada pelos corredores conforme flagra que circulou pelas redes sociais. Tudo ao Deus dará.

Essa Olímpia é a mesma que mantém o presidente do Conselho de Saúde (da sociedade civil) numa boquinha do governo, é a mesma que mantinha funcionários demitidos e aposentados como se estivessem na ativa, é a mesma que vendeu número de partos que nunca conseguiu provar e a mesma que teve o marido sendo colocado na relação de servidores da UPA mesmo morando em Salvador-BA.

População chegou a denunciar o fechamos de várias unidades de saúde na zona rural

Foi com ela a frente da Secretaria de Saúde que as ambulâncias foram sucateadas, expondo os erros de uma gestão sem planejamento e descompromissada.

Ambulâncias sucateadas se tornaram o cartão-postal da gestão de Olímpia

Pela sua falta de gestão, Coelho Neto vem pagando um alto preço e tudo com a anuência do prefeito Américo de Sousa (PT)…

Desmandos de Olímpia na saúde continuam e começa a prejudicar pacientes…

Que a secretária de Saúde Olímpia Vieira já perdeu as condições de continuar na pasta isso faz muito tempo, mas enquanto isso não acontece seus desmandos continuam prejudicando vidas.

Na manhã desta quinta (30), fomos informados de uma paciente que está com consulta marcada no Hospital Sarah em São Luís e que corre o risco de perder a consulta porque a secretária disse que o município está em contenção de despesa. Pode isso? É muito descaramento!

Quem conhece sabe a dificuldade de uma consulta no Sarah e essa paciente que é deficiente pode perder a vez pela incompetência de uma secretária inoperante e que tenta se manter no cargo prejudicando as pessoas. Se a paciente perder a consulta pedirei permissão para divulgar a foto da paciente que é bastante conhecida, para verem até onde chega a maldade desse desgoverno.

Mas se fosse para manipular dados oficiais ela saberia bem como fazer.

Mas essa é uma outra história…

Incompetência: Coelho Neto amarga segundo pior resultado da região na Campanha de Vacinação

Resultado péssimo a três dias do encerramento da Campanha: incompetência latente

A secretária de Saúde Olímpia Delgado confirma toda sua incompetência para o cargo e agora para apresentar os resultados relacionados a saúde da população.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e o Sarampo que encerra no próximo dia 31 e nesta terça (28), o município andava longe de cumprir a meta.

Para se ter uma idéia do nível de falta de comando da pasta, dos municípios que compões a Regional de Caxias, a cidade de Coelho Neto fica em penúltimo lugar, na frente apenas de Aldeias Altas que tem o pior resultado.

Centralizadora, Olímpia tenta comandar a secretaria com mãos de ferro e para tentar agradar o chefe chega a comprometer o resultado do trabalho da própria equipe. Segundo denúncia de servidores, a ação está sendo feito de casa em casa sem nenhum apoio da gestão, por esse motivo o resultado tão ruim.

Se o governo Américo fosse sério, Olímpia tinha sido exonerada no episódio que o marido que mora em Salvador teve o nome divulgado por esse blog como funcionário da UPA, sem sequer nunca ter pisado lá.

Como não é, a saúde se transformou nessa pouca vergonha com o aval e a credencial do próprio prefeito…

Leitora denuncia falta de medicamentos no Hospital de Coelho Neto

 

Às 20h: 14

O blog recebeu agora pouco mais uma denúncia de descaso no Hospital Municipal de Coelho Neto, desta vez por falta de medicamentos.

Segundo informações da denúncia não há remédio para dor no hospital. Que se o paciente tiver um parente que compre o medicamento que o faça.  O descaso é gigantesco. Veja a integra da denúncia:

Imagem do dia: Uma ambulância “de um olho só”

A imagem acima é um flagra de um leitor do blog denunciando a condição de sucateamento das ambulâncias de Coelho Neto. O flagra se deu exatamente na hora que o veículo parou para abastecer.

Para quem não sabe essa é a ambulância nº 2 que presta seus serviços a Unidade de Pronto Atendimento – UPA. Além do sucateamento fica escancarado a infração as normas de trânsito por quem deveria zelar por elas.

Era essa a mudança pregada prefeito Américo?

 

Arquimedes entrega 03 ambulâncias 0km para a saúde de Afonso Cunha

 

O prefeito Arquimedes Bacelar (PTB), fez a entrega oficial no último sábado (11), de três ambulâncias 0 km viabilizadas para a saúde de Afonso Cunha.

A entrega foi realizada no povoado Olho d´Agua na presença de autoridades e da população em geral, durante a inauguração do Ginásio Poliesportivo.  Será a primeira vez na história do município que a zona rural contará com ambulância a disposição através dos pólos. Os veículos foram custeados com recursos viabilizados pelo prefeito através do Governo Federal.

“As andanças por Brasília não foram à toa e apresentamos hoje um desses resultados. Estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida da nossa população e a saúde está entre essas prioridades. Estamos felizes de garantir as condições de prestar socorro com conforto e menor tempo possível”, disse ele sob aplusos.

Enquanto a gestão anterior conseguiu 01 ambulância em 08 anos, o atual governo chega a marca de 03 entregues no curto prazo de 1 ano e meio.

Sob olhar inerte do Conselho de Saúde, Prefeitura mantém cemitério de ambulâncias em Coelho Neto

 

É impressionante a letargia do Conselho Municipal de Saúde diante dos descasos do governo com a saúde de Coelho Neto. Foram ágeis para reprovar as contas da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e legitimar a perseguição do governo contra a entidade, mas também na prática só serviram pra isso.

No que realmente deveriam atuar a preocupação é zero. As denúncias são diárias e não se vê uma manifestação pública do órgão de controle sobre tantas mazelas, silêncio que talvez pode ser explicado pela “boquinha” dada ao presidente para não exercer o papel que deveria.

Em um ano e meio o atual governo se encarregou de transformar o setor de transporte da saúde num cemitério de ambulâncias paradas e sucateadas por falta de manutenção.

Até a ambulância mais nova dada pelo Governo do Estado no ano passado não sai mais da oficina, ficando a cargo das ambulâncias pequenas deixadas pela gestão anterior, a tarefa de suprir a enorme demanda que o setor exige.

Atualmente todas as ambulâncias grandes estão quebradas, revelando o verdadeiro descaso que a dupla Américo e Olímpia tratam a saúde pública.

Quem adoecer que ore a Deus para não precisar de transporte. Porque se depender da gestão mais incompetente da nossa história, os ususários do Sistema Único de Saúde – SUS, ficarão a mercê da própria sorte.

E do descaso de um governo irresponsável…