Prefeitura mantém ambulância que deveria está servindo para a população virando sucata em Coelho Neto

 

Com as duas ambulâncias quebradas aguardando reparos, a Prefeitura de Coelho Neto tem descarregado toda demanda da saúde no veículo Fiorino, apelidada pelo hoje prefeito Américo de Sousa (PT), de caixinha de fósforo.

Com os problemas da ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU e no veículo doado pelo Governo do Estado, tem sido a “caixinha de fósforo”usada como salvação da pátria para quem precisa de deslocamento.

O blog recebeu uma denúncia de que a Secretaria de Saúde mantém nos fundos do prédio do Samu uma ambulância nova, que exposta no tempo tem servido apenas de cama para um gato e com chances reais de virar sucata.

Na lógica o município teria uma outra ambulância para se revezas nas demandas, mas a incompetência do governo em recuperar um simples carro não permite.

Enquanto isso, ontem (21) uma gestante de alto risco precisou ser transferida para Caxias e foi preciso pedir socorro para a ambulância de Duque Bacelar. Nesta terça (22), depois de muita reclamação em rede social, uma outra paciente de Coelho Neto teve que se valer da mesma ambulância de Duque Bacelar para ser transferida para Presidente Dutra, porque na sede da microrregional vergonhosamente o caos está instalado.

Lamentavelmente…

Moradores denunciam descaso com o sistema de abastecimento de água no Parque Amazonas

A dupla Joilson e Ronaldo que tem percorrido a cidade de Coelho Neto para denunciar os demandos da gestão do prefeito Américo de Sousa (PT), foram chamados pelos moradores do Parque Amazonas.

O convite feito pela comunidade foi para denunciar a situação de abandono do serviço de abastecimento de água, principalmente do reservatório.

Segundo moradores, a caixa d água está com a tampa quebrada há mais de um ano e exposta a diversas situações de contaminação, inclusive sem qualquer manutenção.

Com o Serviço Autônomo de Abastecimento de Água – SAAE, jogado as traças desde a saída de Jademil Gedeon, a situação está cada vez mais crítica.

E tome descaso. Confira o vídeo:

Marido da Secretária de Saúde que mora em Salvador aparece na folha da UPA de Coelho Neto

Dr Ronald foi inserido no quadro de servidores em janeiro desse ano

Os escândalos na Secretaria de Saúde de Coelho Neto não param. Um leitor do blog chamou atenção sobre a presença do nome de Ronald Henrique Delgado Bocanegra na folha se servidores da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, divulgada nesta tarde pelo blog.

Para quem não sabe, Dr Ronald é marido da secretária de Saúde Olímpia Delgado. Ele foi inserido no sistema em janeiro de 2018, mas  na prática segundo apurou o blog nunca trabalhou na Upa.

O blog investigou e constatou que entre janeiro e março ele fazia residência médica no Instituto Nacional do Câncer – INCA, no Rio de Janeiro – RJ. No mesmo período aparece como servidor da Upa de Coelho Neto.

Em abril, Dr Ronald passou a trabalhar no Hospital Geral do Estado em Salvador -BA e continuou como prestador de serviço em Coelho Neto, mesmo sem pisar na unidade.

Quer dizer que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), não tem dinheiro para pagar um outro médico para a Upa, mas mantém um fantasma de outro Estado entre os servidores? Assim não tem como mesmo, não é prefeito?

A Secretaria de Saúde pelo visto virou um mar de lama.

Que quanto mais mexe, mais fede…

Secretaria de Saúde de Chapadinha realiza encontro com Agentes de Saúde

 

A Prefeitura de Chapadinha através da Secretaria de Saúde realizou nesta quarta (16) a Capacitação Mensal com os Agentes Comunitários de Saúde – ACS.

A ação ministrada pela coordenadora Thayse Meira, representa uma estratégia do governo municipal de qualificar a atenção básica.

Durante o encontro foi discutido a pauta das ações de saúde e foi apresentado um vídeo para um debate sobre o diabetes.

Agente de Saúde faz o próprio curativo e denuncia descaso na saúde de Coelho Neto

Agente de Saúde precisou fazer o próprio curativo por ausência de técnica de enfermagem

A agente de saúde Marleth Gonçalves gravou um vídeo ontem (15), que repercutiu rapidamente nas redes sociais confirmando o descaso do governo Américo de Sousa (PT), para com a saúde.

Ela aaprece fazendo o própio curativo no dedo, pois a Unidade Básica de Saúde – UBS estava sem técnico de enfermagem. Ela ainda mostrou a fila de pessoas que aguardava atendimento mas que pela falta do profissional no pronto socorro deveriam ficar sem atendimento.

O blog recebeu a denúncia por parte de servidores de que a sala de vacina na mesma unidade permanece fechada. A servidora entrou de férias e não há quem faça o trabalho. É o descaso da saúde sendo mostrado pelos próprios servidores. Essa é a segunda agente de saúde que denuncia o descaso do governo em pouco mais de um mês.

A impressão que se tem é que o governo segue desmoronando. A seguir a íntegra do vídeo:

Mais mentira: Confirmado indício de fraude no número de partos divulgados pela saúde de Coelho Neto

 

No último dia 25 de abril esse blog questionou uma propaganda veiculada pela Secretaria de Saúde de Coelho Neto de que o Hospital Municipal teria feito 649 partos entre janeiro e março. Os números são ridículos e a olho nu não se sustentam, mas fomos atrás de provas para mostrar que o governo está divulgando dados falsos para tentar confundir a opinião pública.

Pois bem dos 649 partos que o governo disse que fez, no mês de janeiro constavam apenas 109, sendo 69 normal e 40 cesariano segundo dados do sistema Data Sus, do Ministério da Saúde.

Para fechar a conta do governo teriam que ter sido realizados 540 partos nos 59 dias de fevereiro e março. Isso seria impossível, pois segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde – CNES, o hospital Casa de Saúde e Maternidade só tem disponíveis 10 leitos de clínica obstétrica. Pelas contas os leitos estariam lotados diretamente, já que seriam 9 partos todo dia. Como pode?

Após o lançamento da produção no site do Ministério da Saúde eis a confirmação de mais uma fraude do governo. Em fevereiro foram 85 partos (54 normal e 31 cesariano) e 93 partos em março (61 normal e 32 cesariano).

Desmentindo as informações da Secretaria de Saúde, dos 649 partos que eles dizem ter feito, o município só executou 362. De onde tiraram os outros 287?

O governo precisa vir a público e esclarecer os motivos da divulgação de informações falsas, sabendo que terá que responder por mais essa denúncia…

Prefeitura de Afonso Cunha realiza ações com gestantes

 

A Prefeitura de Afonso Cunha através da Secretaria de Saúde promoveu mais uma ação voltada para as gestantes do município.

O café da manhã foi organizado pela equipe do Programa Saúde da Família da Trizidela e das áreas referenciadas pela unidade.

“Durante essa ação entregamos repelentes e as futuras mães sairam consultadas e vacinadas. Queremos agradecer ao prefeito Arquimedes Bacelar e a secretária de saúde Analídia Bacelar pelo apoio em mais essa ação”, disse o enfermeiro Júnior Lobato.

A secretária de saúde Analídia Bacelar esteve presente no evento, parabenizou a equipe e agradeceu as gestantes pela participação.

Rafael Cruz repercute denúncia da saúde na Câmara e ganha apoio dos vereadores da oposição

Veerador Rafael Cruz: cobrança de resposta do governo as denúncias

 

 

O vereador Rafael Cruz (MDB), utilizou a tribuna da Câmara ontem (14), para abordar a denúncia feita por esse blog, sobre a fraude no sistema de informações do Ministério da Saúde de responsabilidade da Prefeitura de Coelho Neto.

A fala do emedebista foi no sentido de enaltecer o trabalho investigativo desse blog e ao mesmo tempo cobrar respostas para a denúncia que segundo ele é “gravíssima”.

Os demais vereadores de oposição Dr Ricardo Chaves (PPS), Liza Pires (PCdoB) e João Paulo (MDB) também foram enfáticos em cobrar resposta do governo sobre a denúncia. Durante o aparte, os três destacaram a importância de uma investigação sobre o caso e se comprometeram a acompanhar o caso de perto.

Durante os discursos, os vereadores da base do governo optaram por não se manifestar sobre o ocorrido, talvez aguardando uma manifestação do governo que até agora também permanece calado.

Prefeitura de Coelho Neto frauda informações e mantém “fantasmas” no banco de dados do Ministério da Saúde

 

Conforme anunciado na manhã desta segunda (14), o blog teve acesso a informações públicas que confirmam que a Prefeitura de Coelho Neto vem burlando as informações enviadas ao Ministério da Saúde, no que se refere ao Programa Agentes Comunitários de Saúde – ACS.

Prefeito Américo e a secretária Crsitiane Bacelar: terão que se explicar para o povo e para a justiça

O caso é gravíssimo por se tratar de recursos federais e envolver pessoas que sequer tinham/tem conhecimento que seus nomes estão sendo usado criminosamente pelo governo. A investigação feita por esse blog começou através da servidora Elzenita Bastos da Silva Rocha, que fora demitida pela então secretária de Saúde, Cristiane Bacelar ainda em janeiro de 2017.

Elzenita Bastos Rocha demitida impiedosamente por Cristiane Bacelar: não servia para trabalhar, mas teve o nome mantido como fantasma

Cristiane tinha até três meses para fazer a alteração dos que foram substituidos, mas preferiu burlar a Lei e manter uma folha cheia de servidores “fantasmas”. Elzenita permanece no cadastro até hoje, conforme dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES. De acordo com dados do Departamento de Atenção Básica – DAB, o município tem cadastrado no sistema, 122 agentes comunitários e no ano de 2017, o município recebeu nas contas do programa o valor de R$ 112.65540 (cento e doze mil, seiscentos e cinquenta e cinco mil reais e quarenta centavos).

Dados confirmam 122 agentes de saúde: nesse meio fantasmas, aposentados e contratos irregulares

APOSENTADOS,  “FANTASMAS” E CONTRATOS IRREGULARES

Nesse meio aparecem os nomes das agentes Maria das Graças Lima da Cunha e Maria das Graças Rodrigues Silva (Centro de Saúde São Judas Tadeu), Dilma Maria dos Santos Oliveira (UBS São Francisco), Maria do Rosário C da Silva e Maria Oneide Meireles de Lima (UBS João Paulo II) além de José Martins Ribeiro (UBS Monte Alegre) todos estes aposentados segundo apurado pelo blog e mesmo assim na folha, como se ainda estivessem trabalhando.

Dilma Oliveira: mesmo aposentada, foi mantida na folha como “fantasma”. Ao que se sabe, ela não tem conhecimento que o nome está sendo usado indevidamente

Outro caso diz respeito as ex-agentes Edineth Rodrigues Silva Lima (Centro de Saúde São Judas Tadeu), Lucivânia dos S. Saraiva Gomes (UBS Antônio Nonato Sampaio) e Fernanda Lima da Silva (UBS Santo Antônio), onde umas abandonaram o cargo e outras foram embora. Mesmo assim permanecem como fantasma e com o dinheiro delas vindo normalmente, mesmo sem elas estarem trabalhando.

Edineth Rodrigues: apesar de ter ido embora de Coelho Neto é mantida até hoje como se estivesse trabalhando

A agente de saúde Rosinete do Nascimento Gonçalves  trabalhava e também foi demitida por Cristiane Bacelar em outubro do ano passado. Como as demais, permanece no sistema como servidora e com o dinheiro vindo, mas na prática não tem mais vínculo algum com o governo.

Rosinete Goncalves: demitida por Cristiane Bacelar, mas mantida como fantasma

Mesmo com o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) se recusando a empossar os seletivados, o município mantém pelo menos 08 (oito) contratos irregulares segundo informações a que o blog teve acesso, mantidos trabalhando em descumprimento ao preconizado pelo Ministério da Saúde. Encontram-se nessa situação Maria Luiza Gomes Melo (Centro), Zilberto Marques Rodrigues (Santana), Raimunda dos Santos Carvalho (Bonsucesso), Maria do Socorro Silva Santos e Thalita da S Fernandes (Anil), Maria da Conceição da Costa (Sarney), além de Delmiro Santiago Lima e Maria das Graças Silva (zona rural).

Pelo fato do prefeito insistir em manter os contratos irregulares, muitas áreas estão descobertas e sem a presença do profissional. Em depoimento ao blog, um agente denunciou que os colegas que aceitaram cobrir a área dos ausentes estão recebendo uma gratificação pífia no valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais). A manobra é mais uma fraude, já que o agente está trabalhando, mas é o nome de outra pessoa que consta no sistema.

SITUAÇÃO IRREGULAR

Outro crime cometido pelo governo diz respeito a nomeação de agentes comunitários de saúde para cargos comissionados.

Marinalva Lima aparece como se estivesse atuando como agente de saúde, mas na verdade é a coordenadora da UBS: nomeação ilegal

A nomeação de Marinalva Lima Pereira como Coordenadora do Centro de Saúde São Judas Tadeu está irregular, já que ela permanece no sistema como se estivesse na ativa como agente comunitária de saúde. O mesmo ocorreu com a agente Sueline Melo Tavares, que foi nomeada como coordenadora do CAPS AD, foi exonerada, mas no intervalo da função em comissão permaneceu no sistema como se estivesse atuando como agente de saúde. Seá que as duas receberam/recebem os dois salários?

DENÚNCIA

Apesar da secretária de Articulação Política Cristiane Bacelar está desdenhando da denúncia em grupos de aliados no whastsapp, na prática ela sabe que os crimes que cometeu são graves grave e que teraá que responder por eles. A fraude na verdade atinge a todo o governo, incluindo a atual secretária de Saúde Olímpia Delgado, que herdou o “pepino” da colega, mas manteve a fraude.

Esse blogueiro esteve no final da tarde desta segunda (14), na sede da Promotoria de Coelho Neto formalizando uma denúncia para o Ministério Público. Outras três denúncias serão protocoladas no Ministério Público Federal – MPF, na Polícia Federal e no Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde – DENASUS.

Denúncia foi feita ao Ministério Público

A pergunta que não quer calar: para onde está indo o dinheiro dos agentes comunitários de saúde que estão na folha, mas não estão trabalhando. Seriam “lagartas” voluntárias? O prefeito Américo de Sousa pode até querer dizer que não sabia de nada e que os secretários são ordenadores de despesa, mas a Lei 8080/90 do Sistema Único de Saúde – SUS, diz que o prefeito e secretário de saúde co-responsáveis na gestão.

Com a palavra o governo municipal…

Chamem a PF: Coelho Neto mantém fraude no sistema informações do Ministério da Saúde

 

O blog conseguiu encontrar a resposta para a resistência do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) em não chamar os aprovados no seletivo dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS: a manutenção de uma verdadeira fraude no sistema de informações do Ministério da Saúde.

O fato foi identificado pelo blog a partir da situação da servidora Elzenita Bastos da Silva Rocha. Ela foi demitida impiedosamente pela secretária Cristiane Bacelar em janeiro de 2017, sem direito inclusive de receber o mês de dezembro de 2016. Cristiane tinha até três meses para fazer a devida substituição, mas não o fez. Para nossa surpresa, de lá para cá, Elzenita se mantém como servidora cadastrada no sistema do Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde – CNES o que confirma que o governo optou por manipular as informações que são encaminhadas ao Ministério da Saúde.

Apesar de ter passado praticamente 08 (oito) anos apontando o dedo na cara dos outros para cobrar lisura e honestidade, na prática a agora “toda poderosa” secretária de Articulação Política do Governo iniciou durante sua gestão um verdadeiro “esquema” de maquiagem de informações falsas encaminhadas ao Ministério da Saúde.

Na prática o governo burla as informações. Ora, se no cadastro está tudo regular mesmo que a situação esteja ilegal, porque o governo teria que nomear os aprovados no seletivo? Esta ai a resposta. E olha que o presidente do Conselho de Saúde Valdik Lopes ainda defendeu o governo, numa provocação feita recentemente por um seletivado cobrando a posse. Seria conivência, ou o presidente do Conselho desconhece a Lei e não cumpre a função de fiscalizar? Deve ser porque em Coelho Neto, o presidente que representa a sociedade civil fora agraciado com uma “boquinha” no governo. Vai ter que responder também.

Pois bem, o escândalo não para por ai. Existem casos de agentes comunitários de saúde contratados irregularmente, trabalhando normalmente e casos absurdos de outros que mesmo já tendo sido aposentados, se encontram no sistema como se estivessem na ativa.

Outro escândalo diz respeito a agentes comunitários de saúde que “no papel” continuam atuando, mas que na prática estão ou estiveram em cargos de confiança, o que é incompatível pela Lei. Além de fraude, o governo é flagrado em claro crime de improbidade administrativa. Para onde está indo o dinheiro dos agentes comunitários de saúde que tem sido mantido como se ainda estivessem trabalhando?

O blog vai trazer a reportagem completa de mais um escândalo do governo do PT, que por se tratar de recursos federais deve se tornar caso de polícia. O assunto será levado ao conhecimento do Ministério Público, da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde – DENASUS.

Aguardem!