Soliney reúne amigos, comemora pré-candidatura de Roseana e diz que nova gestão está perdida

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva reuniu no último domingo (05), um grupo de amigos em sua casa na Fazenda Pimentas segundo ele para se confraternizarem e celebrarem a amizade juntamente com a sua família a ex-primeira dama Suely Silva, os filhos Marcelo, Bruno e Soliney Filho, as noras e os netos.

Como não poderia deixar de ser, o evento teve seu momento político em que Soliney fez uso da palavra e discursou aos presentes. Em sua fala comemorou a confirmação da pré-candidatura de Roseana Sarney ao Governo do Estado. “Estaremos juntos com ela nessa luta mais uma vez porque foi a governadora que mais ajudou Coelho Neto e acreditamos na sua vitória”, diz ele sob aplausos efusivos dos presentes. Em um palco improvisado, o ex-prefeito falou com preocupação sobre o atual quadro político da cidade vivido sob a administração do PT.

“Esse governo é nefasto e só tem feito o mau para a nossa cidade. É um governo que mais tem prejudicado a educação, retirando gratificações, demitindo servidores, reduzindo o ano letivo, colocando os professores para trabalhar dia de sábado contrariando o próprio discurso, diminuindo salário dos professores. Era esse o prefeito que defendia a educação? Nossa cidade está sem rumo graças a uma administração desastrosa. Precisamos está unidos para enfrentar todas essas adversidades. Ele enalteceu a figura dos vereadores Rafael Cruz e João Paulo na Câmara e destacou o importante papel da imprensa incluindo esse blog como voz firme contra os desmandos do atual governo”, disse o ex-prefeito.

O ex-prefeito Antônio Cruz também enalteceu a figura dos resistentes e cobrou a continuidade da união do grupo. Disse que a oposição tem cumprido seu papel, que a imprensa tem sido decisiva para denunciar os abusos do governo e reafirmou o papel do vereador Rafael Cruz nas trincheiras da oposição.

O evento mostrou que diferentemente do governo a oposição está unida, tem comando e muitas novidades vindo por ai.

Mas essa é uma outra história….

Imagem do dia: Roseana no páreo…

A ex-governadora Rosena Sarney (PMDB) confirmou hoje (3) sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão em 2018. Numa conversa com jornalistas há pouco, ela deu uma declaração formal sobre o assunto.

Veja:

“Após muito refletir sobre o momento político do Brasil e do Maranhão, seus problemas e desafios, e entendendo o desejo dos maranhenses que reconhecem o trabalho que realizei ao longo de inúmeros mandatos que exerci, coloco o meu nome à disposição do meu partido, dos políticos, correligionários e das lideranças da sociedade civil, para construirmos juntos uma alternativa de poder a fim de disputar as próximas eleições para o governo do Maranhão.

Não sou de fugir de lutas e embates. Já demonstrei minha honestidade, seriedade, experiência, equilíbrio, capacidade administrativa e liderança política. É urgente recolocar o Maranhão na trilha do desenvolvimento econômico, do emprego, de mais oportunidades e cuidado com os que mais 
precisam.

Não aceito demagogia, oportunismo, prepotência e perseguições.

O povo maranhense saberá, no momento certo, nos indicar o melhor caminho a seguir”

Roseana rechaça “clima ruim” com Lobão…

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), rechaçou na tarde de ontem ao titular do blog, a informação publicada pelo colunista Murilo Ramos, da coluna Expresso – Revista Época -, sobre um suposto afastamento em relação ao senador Edison Lobão (PMDB).

Na nota, Murilo afirma que a relação de Roseana com Lobão estaria “péssima”. O colunista afirma que a peemedebista não estaria satisfeita com a candidatura de Lobão ao Senado.

“Não é verdade. A nossa relação nunca foi tão boa quanto agora. Não há clima ruim nenhum entre nós dois”, afirmou.

O factóide, plantado na coluna, por si só desmorona.

Murilo utilizou uma foto de Roseana Sarney nas dependências do Palácio dos Leões, da ocasião em que ela ainda era governadora, e na legenda descreveu que a peemedebista havia concedido entrevista coletiva “ontem”, ou seja, no domingo.

Ocorre que desde 2014, quando deixou o Governo, Roseana não está mais no Palácio dos Leões. Além disso, não dá qualquer entrevista coletiva há pelo menos 3 anos.

A informação do colunista, portanto, não procede…

Do Blog do Ronaldo Rocha

Temer recebe Roseana no Palácio do Jaburu

Foto: Arquivo

O presidente Michel Temer chamou neste domingo Palácio do Jaburu a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB-MA) e ministros do governo para discutir o cenário político e a denúncia contra ele na Câmara dos Deputados.

Passaram pela residência oficial neste domingo, além de Roseana, os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).

A reunião discutiu a pauta do Congresso, além das estratégias de defesa do presidente sobre a segunda denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa.

Um dos ministros de Temer disse ao blog que foi feita uma avaliação sobre a defesa do presidente na Câmara e sobre o perfil do relator do caso, deputado Bonifacio de Andrada (PSDB-MG).

Segundo relato obtido pelo blog, o ministro Imbassahy, que é do mesmo partido de Bonifácio, disse a Temer que o relator “é muito robusto e não cede à pressão”.

“Ele vai fazer o que ele pensa”, disse um ministro à reportagem, sobre a expectativa em relação ao posicionamento do relator na CCJ.

Sobre a defesa do presidente, a ideia de Temer é não usar o prazo de dez sessões a que o presidente tem direito para entregar a sua argumentação.

“O presidente vai trabalhar para entregar antes do dia 6 de outubro, tentar antecipar”, disse esse ministro.

Blog da Andréia Sadi

Roseana vai à Câmara e é assediada por parlamentares…

Em Brasília para reunião nacional do PMDB, ex-governadora vai visitar seus aliados no Congresso e acaba posando para fotos com parlamentares de todo o país, incluindo maranhenses de vários partidos

A imagem acima foi uma das diversas batidas ontem no plenário da Câmara Federal.

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) esteve no plenário da Câmara Federal para visitar aliados. Ela está em Brasília param reunião nacional do PMDB.

Ao chegar à Câmara, Roseana recebeu forte assédio de parlamentares de todo o país.

Nesta foto estão também os maranhenses Victor Mendes (PSD), Marcelo Sousa (PMDB), Hildo Rocha (PMDB) e a carioca Soraya Santos, que é secretária da Mulher da Câmara.

A pose com Roseana foi um pedido da maranhense Luana Costa, do PSB.

Mas esta é uma outra história…

Do Blog do Marco d´Eça

Soliney consolida “status quo” de liderança estadual e se cacifa no PMDB para 2018

Soliney e Roseana: aliados de primeira hora

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (PMDB) esteve reunido ontem (14), com a ex-governadora Roseana Sarney. Além da visita de cortesia, os dois peemedebistas avaliaram cenário político nacional sem esquecer os desenhos políticos do Estado para o pleito do próximo ano.

Silva é hoje um dos entusiastas do projeto de retorno da ex-governadora a disputa eleitoral e se consolida como o principal aliado da família Sarney na região.

Remi reafirmou a pré-candidatura do ex-prefeito de Coelho Neto e destacou seu cacife eleitoral para sair vitorioso mais uma vez na disputa para um novo mandato no parlamento estadual.

“Soliney será pré-candidato pelo PMDB do Estado do Maranhão nas eleições que se avizinha no próximo ano, sendo pré-candidato a deputado estadual e deve ser um dos mais votados no Estado”, avalizou Remi.

Presidente de Honra da legenda, Soliney também foi recebido em audiência pelo Presidente Estadual do PMDB, Remi Ribeiro, que lhe entregou a missão de comandar a diretoria de movimento e órgãos da legenda no Estado (que inclui Fundação Ulysses Guimarães, PMDB Mulher, Sindical, Afro, Juventude, Sócio Ambiental e Tradicionalista).

Soliney com Remi Ribeiro: novas missões no PMDB

“Com muita alegria recebi mais essa missão do nosso partido e vamos nos esforçar para atender as expectativas. Agradeço ao reconhecimento do nosso presidente Remi e estamos focados para reforçar o partido, bem como arregimentar forças para buscar do povo a confiança em busca de mais um mandato na Assembleia Legislativa”, destacou o ex-prefeito.

Pelo visto, Soliney está mais vivo do que nunca e deve garantir os apoios necessários para voltar com tudo em 2018.

E alcançar com êxito seu retorno a Assembleia Legislativa…

“Não tenho idade para odiar”, diz Zé Reinaldo sobre encontro com Roseana

O deputado federal e ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) comentou, em entrevista a O Imparcial, o encontro que manteve na sexta-feira (2) com a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

O caso foi divulgado em primeira mão pelo Blog do Gilberto Léda (reveja).

Ao falar sobre os rápidos cumprimentos entre os dois ele explicou porque, desta vez, trocou alguma palavras com a peemedebista.

“Roseana foi gentil e nos cumprimentamos. Eu não tenho mais idade para odiar. As pessoas não conhecem minha cabeça, mas ela está voltada para o Maranhão. Nada mais que isso. Com Roseana, foi uma coisa normal, um gesto de simpatia. Não falamos nada de política”, disse.

Este é o segundo encontro casual entre Zé Reinaldo e Roseana em São Luís. Em dezembro de 2013 eles já haviam se esbarrado na Fribal da Ponta d’Areia. Naquela ocasião, diferentemente da semana passada, eles não trocaram uma palavra.

Do Blog do Gilberto Leda

Roseana vai a lançamento da candidatura de Sarney Filho ao Senado

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) estará hoje (2) no evento de lançamento da pré-candidatura do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), ao Senado.

A reunião, organizada por aliados do ministro, está marcada para as 18h30, numa casa de eventos de São Luís.

A presença de Roseana enterra de vez os boatos sobre possíveis rusgas entre ela e o irmão na disputa pela candidatura de senador.

Se for candidata, Roseana trabalha pelo governo…

Do Blog do Gilberto Leda

Roseana é absolvida de denúncia de desvio na Saúde

O juiz Clésio Coelho Cunha, respondendo pela 7ª Vara Criminal de São Luís, absolveu a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) da acusação de desvio de recursos na Saúde.

A peemedebista e a outras 15 pessoas – dentre elas o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad (PMDB) –, foi denunciada no início do ano passado pelo promotor Lindonjonson de Sousa por suposta responsabilidade no desvio de R$ 1,95 milhão

O dinheiro, disse ele na peça, teria sido usado na campanha de 2010.

Cunha decidiu pela absolvição sumária “por falta de conduta da acusada para o resultado das ações descritas”.

“[Roseana Sarney] Não era ordenadora de despesas para pagamento das obras e serviços executados na Secretaria de Estado da Saúde, sendo que cabia ao Secretário de Saúde Ricardo Jorge Murad esta atribuição, e no direito financeiro cabe ao ordenador de despesas demostrar a regularidade da sua atuação administrativa”, destacou.

Em nota, Roseana comentou a absolvição, lembrando que no transcurso do processo foi “pré-julgada” e “agredida”.

“Essa decisão, embora ocorra depois de uma longa e exaustiva batalha minha, enquanto fui por todo esse tempo pré-julgada e, por muitas vezes, agredida, só renova as minhas forças, a fé na verdade e na Justiça, principalmente a de Deus. Eu reafirmo, como faço em todos os momentos, que a minha consciência está tranquila, pois sempre agi de forma correta e nunca fiz nada que pudesse desabonar a minha conduta como governadora do meu estado”, afirmou. Ela foi defendida na ação, também pela advogada Anna Graziella Neiva.

Denúncia imprecisa

Clésio Cunha destacou, ainda, que “a descrição dos fatos imputados à ré Roseana Sarney Murad é imprecisa e genérica”, e também pontuou que é incorreto o conceito de que um chefe de executivo, por ocupar o comando da administração pública, é responsável por todos os atos dos seus subordinados, que estariam atuando em seu nome.

“A ideia de que o chefe do executivo encabeça a administração pública, pela posição que ocupa, e que os atos praticados por seus inferiores hierárquicos, são em seu nome é incorreta e pode do modo como foi proposto, prestar obséquio à indesejada responsabilização penal objetiva. Esse artifício está em moda no direito penal brasileiro e quando não existe um fato determinado que possa ser imputado ao presidente, governador ou prefeito, a perseguição penal estatal vale-se do argumento de que o chefe do executivo é o chefe de uma organização criminosa pelo fato isolado de ser o chefe da administração pública”, completou.

O juiz também ponderou o fato de que na data da licitação supostamente fraudada para o desvio dos recursos, Roseana sequer estava no Maranhão.

“Ela não teve conduta, não praticou ato administrativo nenhum e nem foi sequer demonstrado o vínculo subjetivo entre a vontade dela e dos operacionalizadores da concorrência pública […] E esteve afastada do governo do Estado de 02 de junho de 2009 a 10.07.2009, para tratamento neurocirúrgico, e a concorrência 0001/2009/CPL/SES, foi divulgada ao publico interessado em 07.08.2009, de modo que seria difícil a Roseana Sarney Murad, licenciada do governo e em tratamento médico em outro Estado da federação, participar de uma sociedade criminosa que objetivava a prática complexa e reiterada de crimes”, completou.

Do Blog do Gilberto Leda

Investigação não comprovou delações, diz Janot sobre Roseana e Lobão

janot-1024x683

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi taxativo ao requerer ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), o arquivamento do inquérito aberto para apurar suposta participação da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e do senador Edison Lobão (PMDB) no escândalo de desvio de recursos da Petrobras, investigado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

Segundo ele, ao longo dos dois anos de investigações não se vislumbrou “substrato probatório” suficiente a apontar qualquer crime cometido por parte da peemedebista, “a despeito do esforço investigativo empreendido”.

Os dois peemedebistas estavam sendo investigados depois de o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa – primeiro delator do esquema – afirmar que pagou R$ 2 milhões em propina para a campanha de 2010 no Maranhão.

O dinheiro teria sido pedido por Lobão, à época ministro.

Durante o trabalho da Polícia Federal foram levantados até registros de hospedagem do doleiro Alberto Yousseff no Hotel Blue Tree da Avenida Brigadeiro Faria Lima, em São Paulo, no ano de 2010.

Segundo declaração do delator, teria ocorrido nesse estabelecimento o pagamento da propina, a um destinatário de quem ele disse não se recordar.

Como nada foi encontrado que pudesse comprovar o que denunciaram os delatores – apesar do “amplo espectro de diligências já realizadas”- , Janot manifestou-se pelo arquivamento do inquérito, alegando que as meras declarações, sem comprovação fática, não servem para a propositura de ação penal ou para a continuidade das investigações.

“A aludida afirmação [de entrega de R$ 2 milhões em propina], por si só, não se mostra suficiente para comprovar a prática de delitos criminais por parte das pessoas referenciadas pelo colaborador, havendo necessidade de elementos de corroboração […]. Sucede que năo foram colhidos elementos probatórios ao longo da instrução procedimental aptos a corroborar as declarações do colaborador Paulo Roberto Costa”, destacou o procurador, antes de requerer o arquivamento.

Do Blog do Gilberto Leda