A caravana surpresa de Roseana Sarney no interior…

De uma hora para outra ex-governadora aparece em Mirinzal, num périplo que contempla também Central do Maranhão e Pinheiro; e mesmo sem avisar ninguém, mobiliza multidões por onde passa

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) pegou políticos e imprensa de surpresa, ao aparecer, já no início da noite desta sexta-feira, 15, em imagens de uma passagem pelo município de Mirinzal.

A nova caravana da emedebista, que não teve qualquer divulgação, levou pequena multidão para Mirinzal, e passará também por Central do Maranhão e Pinheiro.

Do nada, Roseana – que estava acompanhada do deputado federal Sarney Filho (PV) e de aliados, mobilizou multidão em sua passagem por Mirinzal.

Sinal de que, para o povo do interior, sua chegada não é surpresa alguma…

Do Blog do Marco d´Eça

Roseana Sarney recebe representantes da juventude

 

A ex-governadora Roseana Sarney recebeu, na noite desta quinta-feira (7) uma visita de cortesia de representantes de movimento de juventude de todo o país que integram o Conselho Nacional de Juventude (Conjuve). A reunião foi liderada pelo secretário nacional de juventude, Assis Filho. Em um clima descontraído, em meio as selfies e gritos de “volta guerreira”, a ex-governadora, que é pré-candidata ao governo do Maranhão, aproveitou a oportunidade para ouvir propostas para a elaboração de sua plataforma de governo no recorte da juventude.

Roseana disse que sua convivência com jovens é rotineira e que a troca de experiências e conhecimento será sempre construtiva. “Antes de ser governadora, eu também participei de movimentos estudantis. Eu sempre fui envolvida nos movimentos políticos de juventude, grêmios… E é assim, quando você quer algo e gosta muito disso, você tem que lutar com garra, esperança e muito trabalho”, disse.

Roseana afirmou estar muito feliz pela presença da juventude em sua residência e disse que isso a estimula a voltar para a disputa do governo do Estado, já que suas gestões sempre foram marcadas por ações e programas fortes para a juventude, como o “Maranhão Profissional” e o “Viva Meu Primeiro Emprego”, além de ter tido no comando do governo vários jovens secretários, o que reforça o seu compromisso com a juventude brasileira.

A governadora se disse preocupada com a juventude atual por esse grupo ainda não ter muitas oportunidades de empregos e ter, ainda, muitas dificuldades. Com isso, Roseana estabeleceu um compromisso de construir uma plataforma de governo para a juventude, dialogada com todos os movimentos sociais e, no encontro, fez o requerimento de uma comissão que integra a SNJ, Conjuve e movimentos sociais, que serão responsáveis pela realização de encontros com a juventude. A governadora também se comprometeu em reativar o Conselho Estadual de Juventude e criar a Secretaria Ordinária de Juventude do Estado do Maranhão.

O secretário Assis Filho relembrou todas as ações de Roseana para a juventude. “A governadora sempre estimulou a cultura, o esporte, lançou vários programas e tinha, em seu governo, a Secretaria de Juventude do Estado do Maranhão, assim como o Conselho Estadual de Juventude em pleno funcionamento”, disse. Por essas e por outras inúmeras razões que o povo maranhense pede a volta de Roseana.

Foto: Divulgação

A caravana de Roseana no interior…

Ex-governadora vai percorrer 30 cidades, a partir da próxima quinta-feira, em movimento político que terá base no município de Santa Inês

Fotomontagem ilustrativa de ônibus para simbolizar a caravana liderada por Roseana Sarney (imagem: blog do Gláucio Ericeira)

A ex-governadora Roseana Sarney prepara para a próxima quinta-feira, 8, o início de um périplo de vários dias por municípios da região do Pindaré. A partir de Santa Inês, a pré-candidata do MDB ao Governo do Estado pretende consolidar seu nome em uma das bases mais fortes que tem no interior do estado.

A caravana de Roseana Sarney, com direito a ônibus personalizado e comboio de aliados políticos e admiradores, deve percorrer todos os municípios da região, com reuniões políticas, conversas com lideranças e participação popular.

A caravana roseanista é abertamente inspirada na Caravana da Cidadania, evento criado nos anos 90 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que consolidou seu nome nos rincões do Nordeste e fortaleceu seu nome para se eleger presidente da República, alguns anos mais tarde.

Em comparação a Lula, Roseana leva a vantagem de ser conhecida em todo o Maranhão e estar sendo aguardada pela população.

Além de Roseana, candidatos a deputado federal e estadual, a “caravana da guerreira”, como já foi apelidada, terá, em alguns trechos, a presença do senador Edison lobão (MDB) e do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), pré-candidatos a senador na chapa roseanista.

O projeto será levado também para outras regiões do estado, até as convenções, quando Roseana será oficialmente apresentada como candidata a governadora.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Fechado! Soliney confirma aliança com Roseana, Sarney Filho e Lobão

Soliney Silva: apoio a Roseana, Sarney Filho e Lobão

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (MDB) participou de uma reunião para chancelar parte dos seus apoios ao pleito eleitoral que se avizinha.

Silva mantém sua condição de aliado de primeira hora do grupo Sarney e confirmou apoio as pré-candidaturas de Roseana ao Governo do Estado e de Edison Lobão/Sarney Filho para o Senado respectivamente.

“Não poderia ter outro posicionamento. Apoiamos o retorno da guerreira Roseana e dos companheiros Sarney Filho e Lobão como forma de garantir uma representação de peso no Senado Federal. Estaremos juntos em mais essa luta”, disse ele.

Soliney reafirmou sua pré-candidatura a deputado estadual com vistas a garantir seu retorno a Assembleia Legislativa.

Hospitais: TJ rejeita recurso do MP, e mantém absolvição de Roseana

 

 

Os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), rejeitaram na manhã de hoje (1º) um recurso do promotor Lindonjonson Gonçalves, do Ministério Público do Maranhão (MPMA), e mantiveram a absolvição da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) da denúncia de desvios de recursos para a construção de hospitais.

A decisão foi tomada por unanimidade, com os votos dos desembargadores Vicente de Paula Castro, José Luiz Almeida e Guerreiro Júnior.

Curiosamente, o MP acabou mudando seu parecer sobre o caso durante o julgamento.

A sustentação oral da defesa da ex-governadora foi feita pela advogada Anna Graziella Neiva.

Absolvição sumária

Roseana já havia sido sumariamente absolvida das acusações em março do ano passado, por decisão do juiz Clésio Coelho Cunha, então respondendo pela 7ª Vara Criminal de São Luís (reveja).

A peemedebista outras 15 pessoas – dentre elas o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad (PMDB) –, fora denunciada no início de 2016 pelo promotor Lindonjonson de Sousa por suposta responsabilidade no desvio de R$ 1,95 milhão

O dinheiro, disse ele na peça, teria sido usado na campanha de 2010.

Cunha decidiu pela absolvição sumária “por falta de conduta da acusada para o resultado das ações descritas”.

“[Roseana Sarney] Não era ordenadora de despesas para pagamento das obras e serviços executados na Secretaria de Estado da Saúde, sendo que cabia ao Secretário de Saúde Ricardo Jorge Murad esta atribuição, e no direito financeiro cabe ao ordenador de despesas demostrar a regularidade da sua atuação administrativa”, destacou.

Denúncia imprecisa

Clésio Cunha destacou, ainda, que “a descrição dos fatos imputados à ré Roseana Sarney Murad é imprecisa e genérica”, e também pontuou que é incorreto o conceito de que um chefe de executivo, por ocupar o comando da administração pública, é responsável por todos os atos dos seus subordinados, que estariam atuando em seu nome.

“A ideia de que o chefe do executivo encabeça a administração pública, pela posição que ocupa, e que os atos praticados por seus inferiores hierárquicos, são em seu nome é incorreta e pode do modo como foi proposto, prestar obséquio à indesejada responsabilização penal objetiva. Esse artifício está em moda no direito penal brasileiro e quando não existe um fato determinado que possa ser imputado ao presidente, governador ou prefeito, a perseguição penal estatal vale-se do argumento de que o chefe do executivo é o chefe de uma organização criminosa pelo fato isolado de ser o chefe da administração pública”, completou.

O juiz também ponderou o fato de que na data da licitação supostamente fraudada para o desvio dos recursos, Roseana sequer estava no Maranhão.

“Ela não teve conduta, não praticou ato administrativo nenhum e nem foi sequer demonstrado o vínculo subjetivo entre a vontade dela e dos operacionalizadores da concorrência pública […] E esteve afastada do governo do Estado de 02 de junho de 2009 a 10.07.2009, para tratamento neurocirúrgico, e a concorrência 0001/2009/CPL/SES, foi divulgada ao publico interessado em 07.08.2009, de modo que seria difícil a Roseana Sarney Murad, licenciada do governo e em tratamento médico em outro Estado da federação, participar de uma sociedade criminosa que objetivava a prática complexa e reiterada de crimes”, completou.

Roseana não comenta aumento da miséria no governo Dino: “não sou professora de Deus”

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) foi espirituosa, ontem (11), ao ser instada a comentar o aumento da miséria no Maranhão nos últimos três anos, período que coincide com a gestão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Durante entrevista ao jornalista Jorge Aragão, na Rádio Mirante AM, a emedebista recusou-se a comentar os dados recentes, que põem em xeque a capacidade administrativa do comunista.

“Eu prefiro não comentar e repasso essa pergunta ao povo do Maranhão. Quem tem que analisar não sou eu. Eu não sou juíza e nem professora de Deus para analisar tudo. Eu sou uma pessoa comum, eu não sei tudo. As pessoas é que vão analisar se o Maranhão cresceu, ou não cresceu”, disse.

Segundo ela, no entanto, agora há a possibilidade de comparação.

“A vida inteira as pessoas me acusavam sobre essa coisa de pobreza. Agora as pessoas que estão no governo estão compreendo o que é governar. Estão sabendo o que é governar. Não é fácil governar. Então eu me resguardo a não comentar, pois esse não é o meu estilo”, completou.

Do Blog do Gilberto Leda

“2018 sem ódio, sem medo, sem violência”, diz Roseana em mensagem de ano novo…

Ex-governadora divulga vídeo em que fala de um Maranhão de esperança e de trabalho e se confraterniza com os maranhenses

Em nova mensagem de final de ano, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) pregou aos maranhenses um ano novo de esperança e trabalho.

– Um 2018 sem ódio, sem medo e sem violência – disse ela, em referência ao clima de perseguição que campeia o Maranhão nos dias atuais.

Muito bonita na mensagem, Roseana se confraterniza com o maranhenses e diz que continuará ao seu lado nos próximos anos.

Veja o vídeo abaixo:

Do Blog do Marco d´Eça

“É hora de abrir novos caminhos”, diz Roseana em inserção do MDB

A ex-governadora  Roseana Sarney (MDB) já gravou duas novas inserções para TV. Uma delas, que deverá ser exibida nesta semana, é uma mensagem de Natal.

A outra, divulgada com exclusividade pelo  Blog do Gilberto Léda, tem mote político. Na peça partidária, Roseana diz que “é hora de abrir novos caminhos”, na busca por “paz e crescimento”.

Veja:

Soliney Silva defende nome do Leste na chapa de candidatos do grupo Sarney

Ex-prefeito Soliney Silva: apoio declarado a Roseana

O ex-prefeito de Coelho Neto Soliney Silva (PMDB) reafirmou nesta terça (12), ponderou a necessidade de sair da região Leste um dos nomes que deverão compor a chapa de candidatos do grupo Sarney. Para o peemedebista a região tem sua importância e know-how suficiente para compor em qualquer cargo.

“Não abrimos mão dessa prerrogativa e desse espaço da nossa região para integrar a chapa de candidatos do nosso grupo. Estamos juntos no apoio ao nome da ex-governadora Roseana, mas defendemos que façamos parte da chapa, seja como vice governador, seja na suplência dos pré-candidatos Lobão e Sarney Filho”, disse ele.

Para fundamentar seu pedido, Soliney destacou o cacife eleitoral da região e do apoio que esta sempre deu aos nomes do grupo, em especial da ex-governadora.

Silva que é pré-candidato a deputado estadual se mostrou confiante nas chances de vitória do seu grupo político. “O povo está com saudade do trabalho da nossa guerreira e por isso clamam a sua volta”, finalizou.

Livre, leve e candidatíssima : Roseana está sem pendências judiciais para as eleições de 2018

Ex-governadora Roseana Sarney: sem pendências judiciais e candidatíssima

O Tribunal de Justiça do Maranhão trancou mais uma ação penal aberta contra a ex-governadora do estado Roseana Sarney. Por unanimidade, os desembargadores da 2ª Câmara Criminal da corte entenderam não haver “justa causa” para a instauração da ação penal no processo conhecido como “caso Sefaz”, sobre desvio de verbas do estado por meio de precatórios inexistentes.

Para o TJ, o Ministério Público não apresentou provas da participação de Roseana nos fatos descritos na denúncia. A acusação dizia que Roseana era o “suporte político” de um esquema de mudança nos sistemas da Secretaria de Fazenda do Maranhão para criar um “filtro” às compensações fiscais do estado, criando precatórios inexistentes para pagar empresas ligadas à construtora Camargo Corrêa. O rombo seria de mais de R$ 400 milhões.

Mas, para os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ-MA, o MP não apresentou “mínimo lastro probatório” sobre o que alega sobre Roseana. A participação dela no esquema seria a nomeação de um secretário da Fazenda e de 26 funcionários comissionados. Só que, segundo o TJ, não foram apresentadas provas de que a nomeação se destinou a dar “suporte político” ao esquema. Com isso, concordaram com o parecer da Procuradoria-Geral de Justiça do estado, que se manifestou pelo conhecimento do Habeas Corpus e pelo trancamento da ação.

A ex-governadora é defendida pelos advogados Luís Henrique Machado e Ana Graziela Santana Neiva Costa. Com o trancamento dessa ação, não pendem mais acusações contra Roseana Sarney. Portanto, ela não está mais enquadrada em nenhuma causa de inelegibilidade da Lei da Ficha Limpa.

Roseana também era acusada de fraudes em contratos no setor de saúde. No trancamento dessa ação, o juiz acusou o MP maranhense de aderir à “moda” de acusar chefes do Executivo pelo fato de estarem no cargo, sem provar que eles efetivamente tenham participado dos crimes de que são acusados.

No caso Sefaz, a defesa de Roseana acusou o promotor do caso, Paulo Roberto Barbosa Ramos, de litigância de má-fé. Em entrevista coletiva, o promotor explicou a jornalistas que não havia pedido a prisão preventiva da ex-governadora por ter combinado com a juíza que, oferecendo a denúncia numa sexta-feira, ela seria recebida na segunda. E foi o que aconteceu.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão chegou a pedir que o Conselho Nacional de Justiça e o Conselho Nacional do Ministério Público averiguassem o caso, mas até agora nada foi feito. Os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ do Maranhão não discutiram o assunto.

Do Blog do John Cutrim