Alô MP: Com obra 100% paga, empresa não entrega reforma da Rodoviária de Chapadinha

Rodoviária de Chapadinha: mesmo 100% paga, a obra anda longe de ser concluida

Tem algo de errado na obra de reforma do Terminal Rodoviário de Chapadinha. A obra que foi recebida com entusiasmo pela população acabou virando um elefante branco, embora sem nenhuma razão de ser. Explica-se: A Prefeitura firmou contrato com a Gomes e Teles Construções e Comércio com assinatura do convênio feita no dia 06 de setembro de 2017.

Contrato foi assinado em setembro de 2017 e quase um ano depois a obra segue parada

Passados quase 01 ano, a obra foi praticamente abandonada e o que é pior, tendo o valor do contrato já tendo sido pago integralmente. Pode isso Arnaldo? Quer dizer, como podem ter pago a última medição se a obra sequer foi concluida?

Foram feitos três repasses no total: A primeira no dia 21 de fevereiro no valor de R$ 71.656,59, a segunda um mês depois no dia 21 de março de 2018 no valor de R$ 95.232,52  e a última que só deveria ser pago se a obra tivesse sido concluida no valor de R$ 55.374,19.

Obra 100% paga e com anuência dos órgãos de controle: pode isso?

A empresa Gomes e Teles Construções e Comércio precisa se manifestar e dizer como conseguiu a proeza de receber o valor integral de um contrato sem concluir a obra? Cadê os órgãos de controle do governo (Procuradoria e Controladoria) que autorizaram esses pagamentos?

Como dizia o repórter secreto cadê a rodoviária que estava aqui, ou melhor, cadê o dinheiro que tava aqui?

Alô MP! Com mais de 75% de obra paga, rodoviária de Chapadinha segue paralisada

 

O que foi motivo de comemoração durante o anúncio, parece que se tornará um pesadelo até a entrega. Estamos falando da reforma do Terminal Rodoviário de Chapadinha.

Rodoviária de Chapadinha: obra que já deveria ter sido entregue, segue paralisada

A obra de responsabilidade da empresa Gomes e Teles Construções e Comércio LTDA, vencedora da licitação, teve contrato assinado no dia 06 de setembro de 2017, mas os serviços só iniciaram no dia 28 de fevereiro de 2018.

Pelo contrato, a obra já deveria ter sido entregue, mas devido a algumas paralisações o prazo de 90 dias já foi expirado. Denúncias que chegaram ao blog informaram que o canteiro de obra está parado por falta de materiais, argumento fraco e que não tem qualquer razão de ser.

A obra no valor total de R$ 222.263,30 já teve liberado pelo menos 75% desse valor, ou seja, a prefeitura de Chapadinha já pagou R$ 166.889,11 pela obra que anda longe de ser concluída. Para onde foi esse dinheiro se o canteiro de obras segue paralisado?

Informações extra oficiais a que o blog teve acesso, sugere que esse pagamento já pode ter chegado a 100%, apesar dos 25% restantes ainda não haver sido disponibilizado no Portal da Transparência. Também fomos informados que o governo estaria alterando a planta do projeto original idealizado pela obra, fato que o blog deve apurar de forma mais concreta.

Enquanto isso o Ministério Público ou os senhores vereadores bem que poderiam investigar os motivos da paralisação da obra, afinal onde há fumaça, há fogo…

Da maquete de Belezinha à “mão de tinta” de Magno Bacelar…

 

 

Partidários da ex-prefeita Ducilene Belezinha estrebucharam quando a Prefeitura de Chapadinha anunciou a obra de reforma do Terminal Rodoviário, abandonado completamente durante sua gestão desastrosa.

Durante seus 04 (quatro) anos Belezinha governou a cidade pela tela do computador e a base do mundo virtual. Nesse período idealizou a maquete de uma rodoviária e de tantas outras obras que nunca saiu do papel.

Maquete da rodoviária de Belezinha: só promessa, nada mais

O que era mais fácil? Reformar o prédio da rodoviária existente para garantir aos passageiros um local salubre, ou querer tomar na marra o terreno de um adversário? Belezinha optou pela segunda opção e saiu frustrada: abandonou o prédio existente, não conseguiu tirar sua obra do computador e de quebra não conseguiu o terreno que desejava.

Agora, quando o prefeito Magno Bacelar toma a decisão político-administrativa de mudar o cenário de horror que até então havia se transformado o espaço, partidários do “governo da maquete” se revezavam na rede social acusando o golpe e dizendo que a obra seria apenas uma “mão de tinta”.

“Mão de tinta” contempla ampliação do restaurante e construção do espaço administrativo

Responsável pela obra, o engenheiro professor Telmo José tem feito uma divulgação permanente do andamento do trabalho e da equipe. Basta um simples olhar para ver que a “mão de tinta” vai bem além do que profetizaram a “turma do quanto pior, melhor”.

Espaços estão sendo melhor aproveitados e novas divisões estão sendo feitas para beneficiar o usuário

Às vésperas de completar seus 80 anos, a Chapada das Mulatas se prepara para ter de volta um prédio histórico, completamente recuperado e com todas as condições dignas de receber quem entra e sai do município. Ao final da obra, cada cidadão terá a oportunidade de comparar o que não fizeram e o que está sendo feito em pouco mais de um ano.

Novos banheiros estão criados levando em consideração a acessibilidade. Na etapa telhado, madeiramento limpo, peças danificadas substituídas e novas telhas. Pavimento superior já no aguardo dos revestimentos e pedras

Essa é a diferença que se estabelece entre o “governo da maquete” do passado e o governo das obras concretas do presente. Entre a prefeita com a promessa de que ia fazer e do prefeito que faz.

É simples assim!

Prefeito Magno Bacelar vistoria obra de reforma da rodoviária de Chapadinha

 

 

O prefeito Magno Bacelar acompanhado do assessor técnico Telmo José Mendes estive na manhã deste domingo (04) vistoriando as obras do Terminal Rodoviária de Chapadinha.

A obra começou a todo vapor e deve ser concluída bem antes do prazo contratual de 90 dias. O prefeito este em todos os ambientes do prédio com sua equipe garantindo que a correta aplicação dos recursos próprios da Prefeitura investidos ali.

“Está é uma grande obra que logo em breve será entregue à população de Chapadinha, atendendo essa grande reivindicação de todos, a rodoviária estava imprópria para receber as demandas de passageiros de Chapadinha e com o projeto arquitetônico de engenharia elaborado pelo professor Telmo com certeza nós iremos entregar uma rodoviária nova, aqui não é uma reforma, nós estamos demolindo, aproveitando o espaço e construído uma nova rodoviária”, destacou o prefeito.

O prefeito fez questão de ressaltar que toda a mão de obra utilizada é local, assim como os materiais comprados no comércio da cidade circulando os recursos públicos e ajudando a aquecer a economia.

“Assim como no ano passado nós tivemos a entrega de uma grande obra que foi a maternidade este ano de 2018 entregaremos a obra da rodoviária, além das obras das estradas vicinais, recuperação das escolas entre outras. Chapadinha hoje com todas as dificuldades vem dando a demonstração de competência, aqui é uma obra genuinamente com recursos próprios, cem por cento do tesouro municipal”, finalizou o prefeito.

Da Secom

Prefeitura executará reforma da Rodoviária de Chapadinha

Está acabando a espera. O Terminal Rodoviário do município de Chapadinha já está liberado e nos próximos dias serão iniciadas as obras de reforma do prédio e do seu entorno.

Durante o período da obra as empresas de ônibus Boa Esperança, Transpiaui e Solitur atenderão o público nas instalações da Churrascaria Coma Bem, na BR-222, assim como os taxistas que trabalham no ponto da rodoviária. A empresa Guanabara atenderá no Posto Alvorada 3, na MA-230.

O secretário-adjunto de Obras, sr. Antônio Sousa (Pirrita), participou das negociações para que nenhum serviço fosse interrompido. “Conversamos com a dona Creuza, proprietária do estabelecimento, e mesmo não sendo obrigação da administração pública as instalações provisórias destas empresas não deixamos de nos preocupar com os usuários”,

O prazo de execução da obra é de até 90 dias e a empresa responsável é a Gomes e Teles Construções e Comércio Ltda. Ao todo serão R$ 222 mil investidos com recursos próprios do município para esta reforma.

“É uma vergonha que o prédio da rodoviária esteja pintado até hoje com as cores que o município usava no primeiro mandato de prefeito. Desde aquela época não houve uma reforma neste espaço. Faziam maquete, prometiam, mas nós vamos dar este presente para nossa cidade. Um terminal rodoviário para nos orgulharmos, que nos garanta conforto ao chegar ou sair do município”, garantiu o prefeito Magno Bacelar.

Agora vai! Após denúncia do blog, Prefeitura inicia recuperação do teto da Rodoviária

O blog denunciou na última quinta (15), a situação deplorável em que se encontrava o teto da Rodoviária de Coelho Neto, cujo problema era vísivel há pelo menos 01 (um) mês.

Após a denúncia, este blogueiro foi informado que os técnicos da Secretaria de Obras estiveram no local para na sequência iniciar os trabalhos de recuperação.

Recentemente, quando fizemos uma matéria positiva sobre o Carnaval alguns poucos não conseguiram compreender a avaliação porque acham tem que se criticar tudo a todo tempo. Não foi a primeira matéria elogiosa feita ao governo e esperamos não ser a última.

Primeiro é importante deixar claro que não há da nossa parte o menor interesse em agradar o governo e nem a qualquer pessoa que a ele integra. Segundo que reconhecer acertos é gesto de nobreza e faz parte do papel da imprensa, coisa que muitos deles que hoje ocupam o Palácio da Cidade nunca fizeram quando eram oposição.

Alguém lembra dos blogs ligados ao PT fazendo algum reconhecimento ao governo quando estavam em lado oposto? Curiosamente hoje se acham no direito de cobrar essa deferência. Alguém recorda dos ex-vereadores Cristiane Bacelar, Osmar Aguiar e o próprio prefeito Américo quando integravam a oposição elogiando alguma ação do governo do ex-prefeito Soliney Silva? Deve ser por isso que hoje eles estranham uma atuação mais responsável de quem eles apostavam que não viria, simplesmente porque medem os outros com a mesma régua que medem a si próprio.

Voltamos a frisar que o blog faz oposição com responsabilidade, elogiando quando é pra elogiar e principalmente cobrando quando se deve cobrar…

Papel que o blog não abre mão, jamais!

Alô prefeito Américo! Teto da rodoviária segue cedendo e sem providências…

Teto do Terminal Rodoviário com avarias

Há pelo menos quase 01 (um) mês, esse blogueiro já havia percebido a situação do teto do Terminal Rodoviário de Coelho Neto que havia cedido uma das placas do teto.

Nesse intervalo e mesmo com o aumento das chuvas, a Secretaria de Infraestrutura e a administração da rodoviária não deu conta de fazer os devidos reparos e a situação piorou.

É a velha ineficiência da administração pública que prefere esperar o pior do que optar pela agilidade e evitar que o problema aumente.

Como a direção da rodoviária não tomou providência e a secretaria de Infraestrutura também não, resta apelar para o bom senso do prefeito Américo de Sousa (PT), para que o problema seja resolvido com menor tempo possível, afinal se imagina que as chuvas devem está causando infiltrações no prédio.

Quem passa e olha a situação pode imaginar que a cidade não tem prefeito…

Ou ter certeza. Simples assim!