Imagem do dia: A velha encenação à la PT de Coelho Neto…

Foto: Blog do João de Sousa

Depois do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) quase fechar a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, a primeira dama Iranete Sousa milagrosamente acertou o caminho da entidade nesta quinta (25), para fazer uma visita “amistosa e agradável”, segundo os lacaios do governo. 

Acompanhada do presidente da Câmara Osmar Aguiar (outro que nunca havia feito qualquer manifestação de apoio a entidade) pousaram para fotos e fizeram a velha encenação à la PT para mostrar que está tudo bem no reino fantasioso tupiniquim. O que não se é capaz de fazer para limpar a barra perante a opinião pública né?

A primeira dama poderia ter aproveitado a visita para quem sabe desenvolver na entidade seu primeiro projeto social desde a ascensão do marido a Prefeitura. Pela função que ocupa, um projeto como esse seria de grande valia principalmente em tempos difíceis que a cidade passa. Tanto as mães como as crianças com certeza agradeceriam…

 

Versículo do dia: Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor. Sl 37,23

Perdido na gestão, prefeito de Coelho Neto pede socorro para Flávio Dino…

Américo na gestão: totalmente perdido

Concluindo o primeiro ano de mandato sem ter inaugurado uma obra sequer, o prefeito Américo de Sousa correu no Palácio dos Leões para pedir socorro para o governador Flávio Dino (PCdoB). Como se trata de ano eleitoral e o com o índice alarmante de rejeição do aliado, o comunista resolveu colaborar mesmo já tendo suas ajudas esnobadas pelo petista.

Perdido no apoio para estadual e com um deputado federal mais fraco que caldo de peteca, o prefeito se vê contra a parede em meio a crescente cobrança popular e o governo sem acertar uma.

Sua chegada ao poder é uma farsa alicerçada em mentiras. Vendeu facilidades para se eleger e agora sentado na cadeira de prefeito não consegue cumprir o básico e a cidade está completamente abandonada.

Cercado por uma equipe perdida tanto quanto ele, o petista tem ido atrás de nomes ligado ao ex-prefeito Soliney Silva, para tentar fazer com que seu des-governo deslanche. Mesmo assim a coisa não tem funcionado.

Nesta terça (23), o prefeito recebe uma comitiva do Governo do Estado para tentar ajuda-lo e quem sabe assim, fazer algo que ele ainda não teve competência nem cacife para fazer.

Porque lidera um governo incompetente.

É simples assim!

Guerra de forças marca briga de bastidores pelo controle do SINTASP

Guerra de bastidores: Américo não quer mais Lima Júnior no comando do SINTASP; perfil capacho de Izaque Vale o torna preferido pelo petista

Não chamem para a mesma mesa o presidente licenciado do Sindicato dos Servidores do Serviço Público da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP, Lima Júnior e o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT).

Para quem não sabe o clima é de guerra nos bastidores em relação ao controle da entidade sindical. Tudo começou logo no início do ano passado, quando o então presidente do SINTASP Lima Júnior, pressionado por servidores sobre o pagamento do 1/3 de férias de 2016 confessou que Américo sequer respondia os ofícios do sindicato.O clima esquentou e para apaziguar os ânimos, Lima Júnior decidiu pedir licença.

Assumiu em seu lugar o vice-presidente Izaque Vale, que de lá para cá tem se comportado como um verdadeiro capacho do governo. Durante o tempo que responde pelo sindicato nunca realizou uma assembleia sequer para tratar das demandas dos servidores, ao contrário, é como se isso nem existisse, figura perfeita para assumir a entidade e não criar problemas para o governo.

Acontece que o tempo de licença de Lima Júnior está se findando e ele se prepara para retomar ao comando da entidade. Mas Américo não quer. Isso mesmo, nos bastidores é grande o corre-corre para evitar que Lima Júnior retorne a presidência do sindicato.

Nesse interim tem sido grande o número de interlocutores do prefeito que tem feito propostas das mais diversas para que Lima Júnior não retorne ao sindicato, mas não há acordo. Lima Júnior é o presidente legitimamente eleito e tem respaldo para retornar e cumprir seu mandato. Américo na verdade teme que no comando da entidade, Júnior comece fazendo cobranças ao seu governo incompetente e que tem massacrado os servidores, principalmente os contratados.

Nos bastidores a guerra é feia. É aguardar e conferir!

Imagem do dia: Ruim na gestão, pior na sinuca…

Foto: Ezequias Martins

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) parece já está se preparando para o período eleitoral e neste domingo (14), arriscou dar uma de popular, personagem que ainda não consegue encarnar muito bem. 

Para fazer bem para os blogueiros aliados, Américo arriscou uma partida de sinuca com o secretário de Obras e Infraestrutura. Para não dizer que o prefeito não ganhou nem na partida entre amigos, o ex-blogueiro da oposição e agora neo aliado do governo disse que o jogo terminou empatado. Se não ganha num jogo de amigos, vai ganhar de quem mesmo?

Pelo visto o prefeito não é ruim só na gestão, é pior ainda na sinuca. Tá brabo o negócio!!

 

Prefeitura de Coelho Neto e as promessas do programa “Mais Mentiras”…

O dia era 02 de março de 2017. Um dos lacaios do governo trazia em primeira mão que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) anunciava com pompa para os professores durante a realização do Encontro Pedagógico a promessa de reforma de 05 escolas da rede municipal: Leozinho Sabido, José Silva, José Barreto, Sarney e Benedito Duarte. Tudo mentira!

Nas contas do prefeito as reformas durariam três meses em duas etapas: Leozinho, José Silva e Barreto iniciariam imediatamente com Sarney e Benedito na sequência, mas todas com previsão para entrega ainda no ano de 2017. Mais mentira! Daquela promessa feita aos professores para cá o cenário não mudou quase nada. Leozinho Sabido e José Barreto apesar de adiantadas e já com problemas, sequer foram entregues. José Silva não tem previsão e as outras duas nunca começaram.

Prevendo que não daria conta de entregar as escolas no tempo prometido, o prefeito determinou uma redução no ano letivo com aulas aos sábados para que o calendário fosse cumprido até 30 de novembro e assim, sobrasse mais tempo para que as escolas fossem reformadas. Mais mentira!

O mês de dezembro terminou sem que nenhuma das outras três escolas prometidas para serem entregues no ano passado recebessem uma mão de tinta. Estamos para completar a primeira quinzena de janeiro de 2018 e as escolas continuam na mesma. O vereador Rafael Cruz (MDB) recentemente denunciou o estado crítico da Escola Benedito Duarte.

A escola sem sombra de dúvidas é uma das mais necessitadas de reforma, mas que pelo andar da carruagem vai continuar esperando. É mentindo e ludibriando professores, alunos e pais de alunos que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa vai passando os dias.

E o pacote de mentiras anunciados por ele mesmo vai apenas reforçando o quão imprestável o seu governo é.

Simples assim!

O retrato do abandono da educação na zona rural de Coelho Neto…

A Prefeitura de Coelho Neto através da Secretaria de Educação- SEMED resolveu terminar o ano letivo mais cedo e entre as desculpas esfarrapadas que apresentou, seria o de usar o tempo para  reforma das escolas.

Além do calote dado pela SEMED nos contratados que não receberam os dias extras trabalhados no sábado, o governo desperdiçou todo o mês de dezembro que vai chegando ao seu final, sem que nenhuma escola tenha visto um prego novo, que dirá uma reforma.

Nem as duas escolas que passarm o ano todo para serem reformadas foram entregues e nem as demais escolas receberam uma mão de tinta sequer. Nesse cenário de abandono total das unidades educacionais, a Escola Papa João XXIII, no povoado Taboca da Santa Paz ilustra bem o caos do que se transformou o setor na educação petista.

Com a dispensa do vigia por parte do governo (para economizar), a escola experimenta seu sucateamento. O portão encontra-se amarrado por arame, a rampa se acesso segue se deteriorando e caixa de água que deveria abastecer a escola se tornou um criatório de sapos.

Além da omissão da secretaria de Educação, se vê nitidamente a ineficiência da Vigilância Sanitária que “dorme” em berço esplêndido enquanto a escola mantém um criatório do mosquito aedes aegypti sem que ninguém faça absolutamente nada. Esse é apenas um exemplo do descaso, porque a situação é crítica em todas as demais escolas.

Mesmo com a economia na redução do ano letivo, mesmo com cortes em gratificações, mesmo com o calote dado em contratados, ainda assim, a pasta comandada pela secretária Williane Caldas segue de pires na mão reclamando de crise, enquanto o setor recebe os milhões do FUNDEB na conta e desmorona por falta de gerência.

Fotos: Ronaldão

O prefeito de Coelho Neto e sua máquina de moer adversários…

Ex-verador Val sendo transferido algemado mesmo sem risco algum para satisfazer as lentes da máquina de moer do prefeito

A cidade de Coelho Neto respira ares de medo. Os recentes acontecimentos que tem se visto acontecer serviu para mostrar quão impiedosos e cruéis são os atuais inquilinos do Palácio da Cidade. Aquele que durante os últimos 20 anos comandou uma oposição implacável contra os ocupante do poder de outrora, hoje tenta a todo custo descartar as vozes que se levantam contra o seu des-governo.

O prefeito Américo de Sousa (PT) é a figura personificada de um projeto de ditador, que se aproveita do poder para fazer maldades e descartar quem lhe acha conveniente. O sentimento de auto-suficiencia é tamanha, que ainda durante a posse dos vereadores no dia 1º de janeiro chegou a dizer que quem quisesse lhe fazer oposição teria trabalho, pois não ia ter a que se opor.

Logo depois foi a vez deste blogueiro experimentar a fúria do mandatário, que publicou uma conversa de whatsapp em sua rede social tentando uma desmoralização pública. Dissimulado, não publicou a conversa na íntegra, mas apenas o trecho que lhe interessava.

O ex-prefeito Soliney Silva, o empresário Luis Serra e a ex-prefeita Márcia Bacelar são outras figuras que ao longo do ano foram vítimas da máquina de moer do prefeito, numa cidade onde só quem presta é ele e sua pequena claque de aliados. Ao apontar o dedo aos adversários, o petista usa a imprensa ligada a ele e paga com recurso do contribuinte para expor, ridicularizar e perseguir quem ousar contrariar eus interesses.

Em sua boca os adversários não devem ser ouvidos (bem diferente de quando ele era oposição), porque para ele é mais cômodo ouvir a meia-dúzia de puxa-sacos que baixam a cabeça cada vez que ele dá um chilique: no governo petista quanto mais subserviente, mais bem visto é. Assessores do segundo escalão atacam vereadores da oposição, agridem o empresariado local e nada acontece, porque se o chefe não tem bons modos, não se pode esperar isso dos seus chefiados.

O caso recente a que foi exposto o ex-vereador Edvaldo Alves – Val é mais um produto da máquina de moer adversários do governo petista, porque Américo se acha assim, senhor absoluto da vida e da liberdade de todos.

Val é só mais um alvo. Amanhã poderá sermos nós novamente ou qualquer outro que ousar questionar o governo mais incompetente da história política de Coelho Neto.

Seja na exposição por rede social, seja nos microfones de seu famigerado programa de rádio, seja com ações na justiça, seja com o pequeno time escalado em de grupo de whatsapp e seja através da sua imprensa chapa branca que a movimentação é apenas uma: tentar sufocar quem ousa contrariar uma administração que após um ano, nunca saiu do lugar.

Por ser uma pessoa amarga, impiedosa e pequena de espírito, é pelo medo que Américo continua tentando se impor…

Sobre os ataques do prefeito de Coelho Neto ao secretário de Flávio Dino…

Intriga política: Chilique do prefeito de Coelho Neto foi motivado por reuniões de Adelmo com figuras políticas da cidade

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) mandou “vomitar” nos blogs ligados ao seu governo suas mágoas em relação ao Governo do Estado, em especial ao secretário de Agricultura Familiar Adelmo Soares.

Engana-se, portanto quem pensa que esses ataques tenha algo de patriótico no município, muito pelo contrário, o despeito do petista contra o secretário é de longas datas e deve-se a fato meramente politiqueiros.

A ira do prefeito só aumentou após a divulgação desse blog dos contatos políticos de Adelmo com lideranças de Coelho Neto. Primeiro com o ex-prefeito Guanabara com o filho Sérgio Guanabara e logo após com o atual vice-prefeito Antônio Pires, tanto que fez questão de deixar claro que se o secretário aparecesse na cidade pedindo votos não era pra ninguém votar nele.

Adelmo Soares não persegue Coelho Neto coisa alguma. Américo foi na Secretaria de Agricultura Familiar apenas uma vez, mas se acha tão merecido que imagina que o secretário tem que andar atrás dele.

As críticas foram motivadas por questões tão subalternas, que Américo por exemplo não citou o secretário de Saúde Carlos Lula, para quem ele pediu ajuda de custo para manter a UPA e não ganhou um real. Engraçado que ele não citou o secretário de Educação Felipe Camarão, já que as escolas estaduais das cidades circunvizinhas todas foram reformadas só não as de Coelho Neto. Também não citou o secretário de Infraestrutura Clayton Noleto que tem inaugurado praças, asfalto, calçamento de ruas e o petista não vê nem o apito da lancha. Com a grande maioria sequer bateu na porta e se acha auto-suficiente ao ponto das coisas chegarem sem seu menor esforço. É um prefeito mais fraco do que caldo de peteca!

Na verdade todo esse episódio só confirma aquilo que esse blog sempre disse: que ele não tinha prestígio algum com o governador Flávio Dino, tanto, que ele mesmo já classificou as ajudas do governador como tímidas. E o que é pior tenta conseguir isso na marra e no grito. Ou alguém em sã consciência imagina que algum secretário de Flávio Dino faz ou deixa de fazer algo sem lhe comunicar?

Passado quase um ano de governo, Américo mostra quão fraca é sua articulação política e confirmaa sua pequenez pessoal diante do cenário político estadual.

Se Flávio Dino for inteligente como sei que o é, não cairá nesse conto do vigário…

Absurdo! Prefeito de Coelho Neto quer gastar meio milhão de reais com uma Ouvidoria que nem existe…

R$ 500.000,00 mil reais num órgão que sequer existe

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) realmente perdeu o bom senso e a noção das coisas.

Se não bastasse ter passado o ano inteiro pagando um ouvidor com salário de secretário num órgão que sequer existe na prática, o petista não achou pouco e optou por ir além.

Na proposta do orçamento de 2018, Américo pretende gastar nada mais, na menos que R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) num setor que só existe no papel.

Esse governo é uma piada…

Só não tem graça porque a fatura dessa pouca vergonha é paga pelo dinheiro do contribuinte.

Infelizmente!

Caso S-10/Hillux: Governistas já admitem que denúncia contra o Presidente da Câmara de Coelho Neto é grave…

Osmar Aguiar: silêncio diante de denúncia grave que atinge sua gestão

Grave! É assim que governistas entre si classificam a denúncia que tramita no Ministério Público para apurar as irregularidades num contrato no aluguel de uma caminhonete S-10 no valor de quase R$ 200 mil por parte do presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT).

O abuso foi denunciado por esse blog e seus desdobramentos acabou gerando uma denúncia impetrada pelo ex-vereador Edvaldo Alves. De acordo com o Portal da Transparência, após o assunto ser noticiado não houve mais pagamentos para a empresa que já havia recebido a primeira parcela.

Se não bastasse a denúncia de um contrato irregular cujas mudanças mencionadas pelo presidente nunca foram alteradas no contrato inicial, a coisa acabou se agravando com o sumiço da S-10 que estava em nome de pessoa física. Logo depois o presidente apareceu com uma caminhonete hillux nova, veículo que segundo documentos obtidos pelo blog só foi comprado após a postagem.

Segundo apurou o blog, o próprio prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) que nunca deu uma declaração pública sobre o assunto, já admite nos bastidores a situação delicada do aliado. A chateação foi tamanha, que o prefeito teria tirado das mãos de Osmar a articulação com os vereadores, que agora deverá ser conduzida por ele próprio.

Osmar Aguiar já teria encaminhado suas explicações para a promotora, mas até onde o blog apurou não apresentou nenhum documento que comprovasse as denúncias que pesam contra ele. É a primeira vez que o Poder Legislativo da cidade se vê atingido por um escândalo dessa natureza.

Apesar do silêncio dos demais vereadores, já paira no ar e nos bastidores que são fortes os riscos do presidente chegar a ser afastado.

E sobre essa possibilidade já tem “neguin” serelepe com as possíveis mudanças que algo desse tipo ocasionaria no seio do Poder Legislativo.

Mas essa é uma outra história…