Funcionamento da Meio Norte impõe mais uma derrota as perseguições do prefeito de Coelho Neto…

Ex-prefeito Antônio Cruz adurante entrevista ao apresentador Carlos Machado anunciou o primeiro programa jornalistico da emissora

 

 

O funcionamento da rádio Meio Norte em Coelho Neto representa uma emblemática vitória contra o prefeito Américo de Sousa (PT).

Perseguidor e odiento, o prefeito vem se utilizando de todos os meios que podem, incluindo os judiciais, para tentar calar a imprensa que não reza na sua cartilha e se recusa a aceitar as benesses que caem de sua mesa.

Para o petista, a cidade não deveria ter oposição e seu governo deveria ser uma unanimidade e é por isso que tem tentado a todo custo barrar quem ousa lhe contrariar.

Não diferente das perseguições sofridas por esse blog via judicial, a rádio Meio Norte também sofreu a fúria perseguidora do prefeito, ao ponto do seu secretário de meio ambiente querer invadir a rádio para barrar uma obra que estava dentro da legalidade.

Como não conseguiu na marra, Américo apelou para a justiça para inviabilizar o funcionamento do veículo de comunicação. Perdeu de novo. A rádio não só voltou a funcionar como já iniciou sua programação local.

Mais do que emblemática, o funcionamento da emissora representa uma vitória particular sobre a tirania do prefeito-ditador. E reforça que sua condição de prefeito não lhe torna senhor absoluto sobre a vida de quem quer que seja.

Tem quem tenha medo das perseguições do prefeito.

Mas há os que bravamente resistem, com coragem o suficiente para enfrentá-lo e denunciar os desmandos do seu desgoverno…

Perseguidor, prefeito de Coelho Neto manda criar outra entidade para fechar a APAE

Prefeito Américo: ânsia de perseguir acaba o fazendo meter os pés pelas mãos

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), segue sua sanha como prefeito perseguidor implacável, principalmente para aqueles que ousam não se envergar diante do seu perfil tirano e autoritário.

No dia a dia a cidade experimenta demissões sumárias de servidores por cunho político e a exposição de adversários em blogs alugados pelo governo como partes do arsenal que integra a  máquina de moer adversários do governo petista.

O blog sempre apontou que os ataques do governo contra a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais  – APAE tinha caráter meramente politiqueiro, até porque um governo que mantém fantasmas no banco de dados do Ministério da Saúde e divulga procedimentos inexistentes não tem moral alguma para apontar o dedo na cara de quem quer que seja.

Pois bem, para confirmar seu plano de fechar a APAE, o prefeito – assim como já havia antecipado o blog – tratou de ser ágil e mandou criar uma nova entidade. Trata-se de um tal Centro de Apoio ao Portador de Necessidades Especiais. O negócio lá está tão agoniado que já assinaram inclusive o contrato de aluguel do prédio que sediará a entidade pelo valor de R$ 48.000,00 (quarenta e oito mil reais). Fontes do blog dão conta de que até os aparelhos já haviam sido comprados, com que licitação ninguém sabe. De onde estaria saindo esse recurso? Será que essa sanha toda para colocar a entidade para funcionar teria algo haver com o aumento do repasse da entidade para mais de R$ 100 mil reais?

Nomenclatura da “entidade do prefeito” está toalmente fora dos padrões atuais: retrocesso de quem só sabe perseguir

A piada disso tudo mesmo é o nome da entidade. Liderando uma equipe extremamente incompetente, o prefeito-professor desinformado como parece está – talvez pelo tempo ausente da sala de aula – deveria saber que o termo “necessidades especiais” já foi abolido e que criança nenhuma tem essa “necessidade especial”. Já que não sabe, não custava nada tirar a dúvida com algum profissional qualificado.

É o governo do improviso. Que na ânsia de perseguir acaba tropecando nas próprias pernas…

Vereador Kaká do Frigosá se diz vítima das perseguições do governo Leitoa

 

 

Blog do Ludwig – De atuação mais no dia-a-dia das comunidades urbana e rural, o vereador Kaká do Frigosá (PSB) oriundo do povoado 89 pouco usa a tribuna da Câmara de Timon, mas, quando faz sempre se utiliza de discursos direto e reto e na sessão desta segunda-feira (21), não foi diferente ao trazer em público a revelação do que ele classificou de perseguição. Isso mesmo, o parlamentar disse que vem sofrendo perseguições por parte da família Leitoa que atualmente são detentores do poder através local da prefeitura de Timon.

E a principal vítima? Segundo Kaká do Frigosá a sua mãe, uma senhora já idosa, Agente Comunitária de Saúde aposentada, com problemas de saúde está entre as principais vítimas das perseguições dos Leitoas, e mesmo fora do quadro de funcionários da prefeitura de Timon está respondendo um processo administrativo. “… Quando foi semana passada ela foi intimada a depor aqui na prefeitura, amanhã às 10 horas é pra ela vim depor. Sendo que o rapaz que é presidente da Comissão de Inquérito o senhor Francisco Hilário disse que não precisava ela vim porque ela já tem 74 anos de idade não faz mais parte do quadro do município e é aposentado pelo INSS como Agente de Saúde e não precisava mais vim. Mas, ele [presidente da Comissão] disse que disseram lá que ela tinha que vim, pra que? Porque ela é mãe do vereador Kaká, para desmoralizar o vereador Kaká, Por que? Porque eu não fiz a vontade do prefeito e do pai dele em votar no candidato deles à presidência da Câmara. Eu tenho minha opinião e se o prefeito não entende minha opinião tudo bem, mãe é mãe, mãe é sagrado e isso atribuo a eles [Luciano e Chico Leitoa] e levo isso como um ato covarde de perseguição”, lamentou o vereador Kaká.

“Chico Leitoa é conhecido como perseguidor”

No seu discurso o vereador Kaká não deixou de fora o ex-prefeito de Timon. “O Chico Leitoa, todo mundo conhece ele dentro dessa cidade como perseguidor que gosta perseguir as pessoas e o próprio filho dele Luciano acha isso bonito. Uma vez eu vi o Luciano dizendo que, ‘É, que quando o Chico Leitoa bota o olho num pra perseguir está morto’… Eu acredito muito em Deus e quem persegue os outros não vai para a frente”.

Ivan do Saborear o alertou

O vereador do PSB fez questão de relembrar episódios que antecederam as eleições de 2012 e o alerta que recebeu do vereador Ivan do Saborear para que ele não se aliasse aos Leitoas. “Esse [Kaká] foi aquele que em 17 de setembro de 2011 se filiou no PSB e você [Ivan do Saborear] se lembra disso que com dois dias depois foi lá com o Tales [Waquim] e falou, ‘rapaz vamos para o nosso lado, se filie em nosso partido, volte atrás porque o Chico Leitoa e o Luciano não prestam’, e isso eu tirei a conclusão que ele não presta… Se ele acha que resolver as coisas é perseguindo, que eles me persigam, mas, me persigam direitinho porque não tem coisa melhor na vida do que um dia após o outro, porque eu sei que nessa vida tudo passa só não a palavra de Deus”, afirmou.

“Eu tenho certeza Luciano Leitoa que tu não vai morar dentro dessa prefeitura não, tu sai daí um dia que tu não nasceu aí”, frisou o vereador Kaká do Frigosá, que é do mesmo partido de Luciano Leitoa, ao comentar a perseguição que vem sofrendo com ele no comando da prefeitura de Timon mesmo sabendo que um dia será apeado do poder.

Américo, os blogs de oposição e os chiliques do governo…

Governo Américo: atrapalhadas que justificam incompetência

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Coelho Neto encaminhou nesta quinta (04), a três dos principais blogs que fazem oposição ao governo (Blog do Samuel Bastos, Portal Coelho Neto e Blog do Milton Vieira), um direito de resposta em decorrência de postagens sobre o setor de licitação do município.

Antes de tudo é bom pontuar que o direito de resposta nada mais é que um instrumento garantido para assegurar ao outro o direito de expor o seu lado, o que não implica dizer que sua publicação desfaça o que fora dito anteriormente.

O simples fato de ter “as maus traçadas linhas” publicada em veículos da oposição, serviu de alento a membros do governo que na ausência do que mostrar, qualquer coisa serve.

Fora o tom poético e as frases de feito, o direito de resposta que mais parece um desabafo pessoal, acusa as postagens dos blogs de “tentar descontruir o governo e tumultuar o processo de reconstrução de uma Coelho Neto melhor”.  Uma piada né? Alguém consegue citar alguma coisa que esse governo conseguiu construir ao longo desses quatro meses? Duvido!

Enquanto isso nos grupos de whatsapp, a “tropa de choque” escalada por colaboradores do governo petista faz festa com compra de lâmpadas, calendário da coleta de lixo (após quatro meses) e se apegam ao asfalto do Governo do Estado para tentar a todo custo minimizar o desgaste de um governo que patina na própria inércia.

O papel decisivo dos blogs de oposição tem conseguido respaldo diante da opinião pública, prova disso é o aumento significativo nas denúncias relacionadas a atual gestão nas mais diversas áreas. Calaram o programa de rádio mas os blogs tem feito de forma altiva o contraponto aos erros do governo.

Nem as tentativas de intimidação, perseguição e coação por parte da administração aos blogueiros que não rezam na cartilha do prefeito mais perseguidor da história política recente do município, tem sido suficientes para sufocar a voz daqueles que não aceitam os desmandos do governo que ai está.

Para os aliados do prefeito Américo de Sousa (PT) sair nos blogs de oposição mesmo que apenas com um direito de resposta deve ser a mesma sensação que um “artista de 5ª categoria” tem quando consegue aparecer na TV Globo.

São atitudes como essa que revelam a pequenez e a falta de grandeza do governo que ai está, fato que não deve ser estranhado, porque não se pode dar aquilo que não se tem…

Simples assim…

Luis Serra critica “perfil perseguidor” do governo de Américo em Coelho Neto

Luis Serra: critica a “pequenez” do governo de Américo Foto: Richard Cabrera

O empresário e ex-candidato a prefeito de Coelho Neto Luis Serra (PSDB) criticou o “perfil perseguidor” expresso pelo governo do prefeito Américo de Sousa (PT).

A declaração foi durante a realização da Convenção do PSDB realizada no último domingo (26), e proferida em decorrência do decreto de desapropriação dos terrenos do Hospital Ivan Ruy para o município. Ocorre que grande parte do terreno desapropriado tinha sido comprado por Luis Serra, que criticou a forma como o prefeito conduziu o processo.

“E o que é pior é uma pessoa que faz as coisas de um modo traiçoeiro. Eu fui chamado junto com a Socorro Santana pra conversarmos e ver pra entramos num acordo, ver o que era preciso, se o município precisa de um terreno eu não tenho nenhuma objeção em ceder. Agora ali naquele local eu tenho um projeto feito em conjunto com a Derlane que mantém 50 crianças feita numa casa ali comprada com nosso dinheiro e com nosso recurso, numa área feita ali justamente porque nós precisávamos ampliar”, disse ele.

Serra criticou o fato do governo ter proposto um acordo para que a área de ampliação da Casa de Apoio Dona Galiana fosse preservada, fato que fora descumprido pelo prefeito segundo ele por pura perseguição.

“A procuradora do município nos chamou e disse bom até aqui tá bom pra ampliação de vocês? Vocês sabem o que ela fez? Ela desapropriou a área inteira só deixou a casa construída sem nenhuma possibilidade de ampliar um projeto que favorece 50 famílias. Isso se chama perseguição, isso se chama umbigo pequeno, isso se chama incompetência, isso se chama ódio, raiva, isso é mesquinhez”, criticou ele.

Ainda segundo o empresário, quem assume a prefeitura do município tem que olhar os cidadãos e não ficar perseguindo A, B ou C. O empresário se mostrou confiante na justiça, que é para onde deve seguir todas essas questões relacionadas ao processo de desapropriação.

Bomba! Por perseguição, Américo manda demitir esposa do vereador Marcos Tourinho

Enfermeira Bianca Crateús foi demitida em retaliação ao posicionamento do marido: perseguição ao extremo

Às 13h: 19

Esse blog já disse que o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), quer governar a cidade com a chibata na mão. Aquele discurso fiado que ele usa para dizer que respeita os poderes e que os vereadores terão liberdade de atuar em seus mandatos é pura balela.

E isso se confirmou agora pouco, quando de forma ditadora mandou demitir a enfermeira Bianca Crateús, esposa do vereador Marcos Tourinho, que prestava serviço para a Secretaria de Saúde.

O motivo? O marido vereador ter usado da prerrogativa que tem para fazer uma emenda num projeto de interesse do governo. Alguém acredita nisso?

Bianca Cratéus é extremamente competente e um dos pilares da gestão da saúde desse governo fracassado que ai está. É tão competente que está entre as 05 facilitadoras da região aprovada num teste do Hospital Siírio Libanês para a ministração de um curso.

O município perde muito com a sua saída. Não estamos apenas diante de um governo incompetente, é mais do que isso, estamos diante de um governo perseguidor.

É um ditador fantasiado de prefeito.

Simples assim!

Perseguição: Prefeito-delegado de Imperatriz tenta censurar blogueiro…

Blogueiro Rui Porão de Imperatriz: mais um vítima da perseguição dos “prefeitos coronéis”

O blogueiro Rui Porão (um dos mais acessados e polêmicos de Imperatriz), denunciou recentemente as tentativas de perseguição e intimidação por parte do prefeito-delegado Assis Ramos. (leia mais AQUI)

Porão é um ferrenho crítico não da pessoa, mas da atuação política do novo prefeito que através de sua página na internet, tem feito críticas a nova gestão de Imperatriz.

O blogueiro é vítima de um prefeito que se acha acima de todos. Mas ele não é único.

As cidades brasileiras, em especial as maranhenses, estão cheias de prefeitos “intocáveis”. Aqueles que enchem a boca para lembrar “eu sou o prefeito daqui”.

No exercício da função, querem retornar os tempos obscuros da década de 40, onde a coronelada fazia a festa numa época em que as coisas funcionavam no cabresto com atitudes que lembram as que alguns querem tomar hoje: batem em mesa, usam o poder da polícia a seu favor, não aceitam críticas, perseguem adversários e tentam ridicularizar aqueles que não aceitam ser subservientes.

Os veículos de comunicação e os comunicadores “que prestam”, são apenas aqueles que divulgam as informações oficiais. Para muitos prefeitos, principalmente os que já foram oposição um dia e que passaram a vida apontando o defeito dos outros, é inaceitável ser contrariado.

Quem o faz está pressionando, porque quer conver$ar. Acham que a vida gira em torno das benesses do governo e da teoria de Chatô. Pobres coitados!

O Maranhão está cheio de prefeitos que se comportam como o prefeito-delegado de Imperatriz. Para muitos desses “gestores”, principalmente os de primeira viagem ainda enlambuzados pelo poder, não existe essa de liberdade de expressão.

Quem escreve o que eles não querem é intimidado, ridicularizado e censurado publicamente como forma de “abafar” e minimizar o teor das críticas.

Atitudes de quem está perdido na cadeira de prefeito. E tenta justificar a paralisia dos seus governos perseguindo quem se declara contrário, ou simplesmente se recusou a ser submisso as “boas-vontades” dos ocupantes dos palácios municipais…

Simples assim!