Caso S-10/Hillux: Governistas já admitem que denúncia contra o Presidente da Câmara de Coelho Neto é grave…

Osmar Aguiar: silêncio diante de denúncia grave que atinge sua gestão

Grave! É assim que governistas entre si classificam a denúncia que tramita no Ministério Público para apurar as irregularidades num contrato no aluguel de uma caminhonete S-10 no valor de quase R$ 200 mil por parte do presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT).

O abuso foi denunciado por esse blog e seus desdobramentos acabou gerando uma denúncia impetrada pelo ex-vereador Edvaldo Alves. De acordo com o Portal da Transparência, após o assunto ser noticiado não houve mais pagamentos para a empresa que já havia recebido a primeira parcela.

Se não bastasse a denúncia de um contrato irregular cujas mudanças mencionadas pelo presidente nunca foram alteradas no contrato inicial, a coisa acabou se agravando com o sumiço da S-10 que estava em nome de pessoa física. Logo depois o presidente apareceu com uma caminhonete hillux nova, veículo que segundo documentos obtidos pelo blog só foi comprado após a postagem.

Segundo apurou o blog, o próprio prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) que nunca deu uma declaração pública sobre o assunto, já admite nos bastidores a situação delicada do aliado. A chateação foi tamanha, que o prefeito teria tirado das mãos de Osmar a articulação com os vereadores, que agora deverá ser conduzida por ele próprio.

Osmar Aguiar já teria encaminhado suas explicações para a promotora, mas até onde o blog apurou não apresentou nenhum documento que comprovasse as denúncias que pesam contra ele. É a primeira vez que o Poder Legislativo da cidade se vê atingido por um escândalo dessa natureza.

Apesar do silêncio dos demais vereadores, já paira no ar e nos bastidores que são fortes os riscos do presidente chegar a ser afastado.

E sobre essa possibilidade já tem “neguin” serelepe com as possíveis mudanças que algo desse tipo ocasionaria no seio do Poder Legislativo.

Mas essa é uma outra história…

Vereador Cará constrange Presidente da Câmara: E os contratados?

Veerador Cará: preocupação com os contratados

Durante a sessão de ontem (09), o presidente da Câmara vereador Osmar Aguiar (PT), aproveitou para fazer uma graça e tentar puxar brasa pra sardinha do governo.

Enquanto rasgava elogios a portaria baixada pelo prefeito Américo de Sousa (PT), que após a pressão dos servidores concursados resolveu definir o impasse do pagamento, o petista foi constrangido em meio ao discurso pela pergunta do vereador Reginaldo Janse – Cará (PMDB):

E os contratados não vão receber não? Contratado não come né, não paga energia, não tem despesa, teria dito ele.

Visivelmente constrangido pelo questionamento do colega, coube a Osmar responder de forma lacônica: os contratados não são citados na portaria.

Enfim, na prática é o velho discurso indo por água abaixo de que contratado deveria ser tratado da mesma forma que o concursado.

Na sequência coube ao vereador Rafael Cruz (PMDB), engrossar o discurso em favor do direito dos contratados também receberem seus pagamentos.