É bomba! Hillux usada pelo presidente da Câmara de Coelho Neto pode ser clonada…

Às 21h:07

Uma denúncia feita pelo ex-vereador Edvaldo Alves (Val) agora pouco comprova mais um indício de irregularidade envolvendo a caminhonete Hillux usada pelo presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT).

Hillux na Câmara: toda enrolada

A S-10 que sumiu e que virou Hillux também apresenta indícios de irregularidade apesar de está no nome da Construtora Silvestre LTDA.

Uma rápida consulta a placa do documento mostra que o veículo 2014 seria bege, mas o carro que o petista anda é prata.

A suspeita é que o carro tenha sido clonado, já que as informações não batem.

A Polícia precisa recolher o carro e averiguar mais essa denúncia desse caso que já se tornou um capítulo judicial…

Presidente da Câmara de Coelho Neto troca S-10 “sumida” por uma Hillux “documentada”…

É chamar o povo de burro e os demais vereadores de besta. É mais ou menos assim que pode ser classificado a manobra do presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT), para tentar sair ileso da denúncia de irregularidades no contrato da S-10 que havia feito por quase R$ 200 mil reais e denunciado por esse blog.

Após a denúncia a S-10 que o presidente desfila pela cidade simplesmente sumiu e vários de seus colegas confirmaram que não sabe do contrato exorbitante. Após a repercussão extremamente negativa, Osmar chegou a ensaiar que mostraria os documentos da S-10, mas tudo não passou de uma encenação patética. Não mostrou um documento sequer e passou a andar no seu carro de uma hora para outra.

Famosa S10 fotografada por um leitor do blog em frente a casa do presidente da Câmara

A partir de então o presidente se fechou em copas e passou a se ausentar da sessão para não ter que dar explicações. Esse blog chegou a receber informações de pelo menos dois vereadores de que a manobra seria para ganhar tempo e conseguir “arrumar” o contrato e foi isso que aconteceu (relembre AQUI).

Repentinamente o petista trocou a S-10 que ninguém viu por uma Hillux devidamente documentada e em nome da empresa que havia ganho a licitação. Será mesmo que o petista acredita que alguém em sã consciência vai acreditar nessa esparrela?  A denúncia sobre o caso formalizada pelo ex-vereador Edvaldo Alves – Val encontra se nas mãos da promotora Dra Aline Albuquerque, que segundo informações a que o blog teve acesso já recebeu a defesa do parlamentar.

E a nova Hillux que agora ele ostenta toda “documentada”e as custas do bolso do contribuinte de uma cidade “em crise”…

Até onde se sabe durante as diligências feitas na Câmara, desde o porteiro a uma das diretoras soube dar alguma informação do paradeiro do veículo. Vereadores da base governista fecham os olhos para o caso com receio de se indispor com o prefeito Américo de Sousa (PT), de quem o presidente é lugar-tenente. E os vereadores da oposição correm o risco de serem chamados para prestarem esclarecimentos sobre o caso.

Esse assunto ainda vai render.

É aguardar e conferir!

Osmar é notificado pela Promotoria no caso S-10 e já monta versão de defesa…

Presidente da Câmara Osmar Aguiar: o arauto do dedo em riste na cara das pessoas simplesmente murchou

Às 11h:22

O presidente da Câmara de Coelho Neto Osmar Aguiar (PT) reapareceu na sessão da Câmara ontem (16), para comandar a sessão. Durante os trabalhos, não deu um pio sobre o caso do contrato imoral da caminhonete e nem deu notícias de seu paradeiro.

Segundo fontes do blog, o presidente já foi notificado pela promotora de justiça Dra Alice Silva Albuquerque que deu 10 (dez) dias para que o petista apresente sua defesa.

A ação é fruto de um processo movido pelo ex-vereador Edvaldo Alves – Val para cobrar esclarecimentos sobre o caso. A promotora cobrou do presidente uma cópia integral do processo Licitatório em comento, bem como cópia dos documentos do veículo locado, qualificação do condutor responsável pelo veículo, cópia da ata da sessão da Câmara em que a contratação da empresa foi apresentada e aprovada pelos demais vereadores.

Os vereadores da oposição estão acompanhando o processo de perto e podem ser chamados para prestar esclarecimentos, já que a sessão de aprovação desse contrato ao que se sabe nunca existiu.

Para se justificar Osmar Aguiar estaria decidido a usar em sua defesa a estratégia de colocar a culpa na empresa por ter entregue o carro em nome de pessoa física. Ora pílulas, será que o presidente acha que as pessoas são trouxas a esse nível? Uma versão como essa só vai reforçar seu despreparo para está na função que está e de quebra que a Câmara tem um setor jurídico incompetente.

Se foi assim, por que será que o presidente não revogou o contrato? Por que a empresa não substituiu o veículo? Por que o carro está escondido desde que a denúncia foi levada a conhecimento da opinião pública.

Acreditamos que a denúncia está em boas mãos e que o Ministério Público saberá apurar o fato, sem deixar que ele caia no esquecimento ou fique na impunidade.

Bomba! Osmar teria ligado para vereadores para não irem para a sessão ontem (13)…

Osmar Aguiar: todo enrolado

Às 19h:41

O blog foi informado por pelo menos dois vereadores que o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT), teria ligado pessoalmente ontem (13), para colegas da base do governo para não irem para a sessão.

Segundo nos foi informado, o petista tem corrido contra o tempo para tentar refazer o contrato da caminhonete divulgado por esse blog há praticamente um mês.

Desde a denúncia com os dados do veículo vieram a tona, Osmar evita ir a sessão e nesse intervalo nunca deu uma prova da legalidade do bendito contrato.

Segundo fomos informados agora pouco, Osmar tenta ganhar tempo para de uma hora para outra conseguir algo que limpe a sua barra, bastante suja por sinal.

Além do sumiço do vereadordas sessões, o carro também foi levado escondido e desde então nunca mais foi visto.

Quem te viu, quem te vê hein presidente?

Vamos aguardar o surgimento deste “santo” contrato e vê até onde vai tanto descaramento…

01 mês da denúncia do contrato da caminhonete e o silêncio sepulcral de Osmar Aguiar…

Osmar Aguiar: fechado em copas, presidente não comprovou lisura do contrato e nem deu paradeiro da caminhonete sumida há quase um mês

Há exatos 01 (um) mês, esse blog denunciava o contrato imoral de quase R$ 200 mil reais para aluguel de uma caminhonete celebrado pela Câmara de Coelho Neto.

A notícia caiu como uma bomba no parlamento, já que muitos dos vereadores alegaram não haverem sido informados dos valores do contrato. Nas redes sociais os protestos e críticas ao presidente teve repercussão imediata.

A princípio o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT), tentou desmerecer a denúncia com um discurso desesperado, atacando quem não tinha nada haver e achando que com seu teatro o caso se daria por encerrado. Mesmo alegando inocência, não apresentou nenhum documento nem aos seus pares e nem a imprensa sobre o ocorrido.

Acontece que o petista não contava que o blog teria acesso privilegiado de uma foto da caminhonete, o que facilitou o acesso aos dados do veículo.

Para nossa surpresa, o carro que deveria está em nome da empresa vencedora da licitação está em nome de pessoa física, o que no entendimento do Tribunal de Contas do estado – TCE é vedado. Após a denúncia, a caminhonete nunca mais foi vista, ou seja, vão pagar o contrato do mês sem o veículo ter prestado qualquer serviço ao Poder Legislativo.

De tão cobrado pela população, o assunto passou a ser alvo de debate de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, faltando à assinatura apenas de um vereador para que a investigação seja aberta.

Por fora, o ex-vereador Edvaldo Alves – Val levou o caso ao Ministério Público e aguarda-se o posicionamento da promotora para início das investigações.

No seio do governo, já existem os que admitem a falha do presidente e a gravidade da denúncia, que pode afastá-lo da presidência e até cassar o seu mandato. O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), estaria puto com a história e não mostra disposição alguma em defender o aliado.

Apesar de utilizar-se do líder do governo Luiz Ramos (PSD), para fazer um discurso de que estaria passando por problemas de saúde na família e que deveria ser poupado pelo momento, o que se viu na prática no último sábado (11), foi o presidente presente no leilão do povoado Volta, alegre e aparentemente muito disposto.

A denúncia é grave e merece explicações. Esse contrato imoral já deveria ter sido cancelado lá no início, como optou por não fazê-lo o petista deve explicações a seus pares, a sociedade e agora principalmente a justiça.

Se pensou que o assunto terminaria em pizza como acontece no Congresso o presidente errou feio.

O assunto está mais vivo do que nunca. E as cobranças também…

Cadê a caminhonete que estava aqui? Veículo alugado para a Câmara de Coelho Neto some após denúncia

Famosa S10 fotografada por um leitor do blog em frente a casa do presidente da Câmara

Estranhamente após esse blog haver denunciado um aluguel imoral de quase R$ 200 mil reais de locação de veículo, que a tal caminhonete “tomou doril”.

O presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT), que vociferava que o aluguel era regular se fechou em copas e nenhum documento apresentou até agora que comprovasse a legalidade do contrato.

Antes desfilando pra cima e pra baixo na caminhonete, o petista agora só é visto no seu carro particular, pois de uma hora para outra lembrou que tinha um.

Uma das irregularidades encontradas é que ao invés de está no nome da empresa vencedora da licitação, o veículo está no nome de pessoa física, caracterizando uma subcontratação o que é vedado pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE.

Apesar dos vereadores não terem reagido contra o aluguel imoral, o ex-vereador Val entrou com uma ação no Ministério Público para investigar o caso.

Fica a pergunta: cadê a caminhonete que estava aqui?

Postagens do blog embasam denúncia contra Presidente da Câmara para explicar aluguel de caminhonete…

Ex-vereador Val protocolando ação no Ministério Público

As coisa nas hostes petistas em Coelho Neto nos últimos dias não andam muito boas, tanto em âmbito do Legislativo, quanto na esfera do Executivo.

Pensando que o assunto do aluguel da caminhonete – denunciado por esse blog em primeira mão – terminaria em pizza após as desculpas esfarrapadas que deu na semana passada, o presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) terá que dar explicações a justiça.

O ex-vereador Edvaldo Alves – Val protocolou na manhã desta quarta (01), uma ação no Ministério Público cobrando que o caso seja elucidado.

A seguir a integra da ação:

EXCELENTÍSSIMA SENHORA DRA. ELIZETE PEREIRA DA SILVA, PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COELHO NETO –MA.

EDIVALDO ALVES DA SILVA, brasileiro, casado, comerciante, ex-vereador do município de Coelho Neto (MA), portador do RG nº 1.252.399 SSP/PE e do CPF nº 519.286.133-53, residente e domiciliado nesta cidade de Coelho Neto (MA), à Rua Francisco Zeferino, nº 13, Bairro Cajueiro, vem perante este douto MPE EXPOR e, ao final, REQUERER o seguinte:

  1. O prefeito deste município AMÉRICO DE SOUSA DOS SANTOS/PT e a sua bancada de sustentação na Câmara Municipal têm divulgado constantemente na internet e através da emissora de rádio Cidade Livre FM que as centenas de demissões, a falta de médicos e medicamentos, o sistemático fechamento da UPA, a lenta reforma de escolas e, enfim, a ineficiência da gestão na prestação de serviços essenciais à população tem-se dado em função de grave crise financeira;
  1. Considerando que por trás dessa suposta crise financeira o que a população desempregada e doente observa é a fanfarronada dos representantes do Legislativo e Executivo, os quais, exibem, sem qualquer escrúpulo, farto patrimônio pessoal;
  1. Constando que denúncias de supostos crimes contra a administração pública, cometidos pelo petista, se avolumam nesta Promotoria sem que os autores tenham qualquer conhecimento de eventuais providências;
  1. Considerando que em todas essas ocorrências há a conivência e a subserviência da maioria dos vereadores;
  1. Considerando que, diante dessa realidade, a nefasta conduta destes representantes do povo funciona nos ânimos da população como um “barril de pólvora” prestes a explodir, venho espontaneamente e livre de qualquer ranço ou pretensão política, formular denúncia contra o Presidente da Câmara de Vereadores, Sr. OSMAR AGUIAR/PT, o qual, conforme publicações da imprensa na blogosfera, teria realizado Licitação para locação de veículos àquela casa legislativa;
  1. Que, segundo essas publicações, o presidente OSMAR AGUIAR não teria consultado o Plenário da Casa; 
  1. Que, segundo afirmara o próprio OSMAR AGUIAR, em plenário e após insistência de centenas de pessoas do povo, a licitação previa o aluguel de 01 (uma) Caminhonete e 01 (um) Automóvel, mas que decidira apenas pela caminhonete, modelo S10, cujo contrato atingiu a bagatela de R$ 198.000,00/ano;
  1. Que o contrato de aluguel do referido veículo foi celebrado entre a Câmara e a Construtora Silvestre Ltda., de Floriano – PI, mas que a caminhonete em alusão, de Placas: DUB – 8677, segundo a publicação do Blog do Samuel Bastos, é particular e, portanto, não pertence à empresa contratada; (em anexo todas as matérias publicadas no blog do Samuel Bastos sobre o assunto);
  1. Considerando que o comentário na cidade é que a referida caminhonete pertence, de fato, a OSMAR AGUIAR, cuja suspeita se dar no fato de que o veículo permanecia em frente a sua residência, à Rua Raimundo Sérvulo de Lima, 455, centro, porém, após as denúncias essa Caminhonete simplesmente sumiu;
  1. Considerando que, de modo geral o que motiva a cassação de mandato é a quebra de decoro parlamentar, venho por este meio REQUERER deste douto MPE que, caso ache conveniente, determine merecida investigação sobre o fato para, em seguida, após constatados os crimes aqui supostos, pedir a exemplar punição ao culpado.

N. Termos,

E.Deferimento.

Coelho Neto (MA), 01 de novembro de 2017.

EDIVALDO ALVES DA SILVA

Requerente

É bomba! Denúncia feita ao blog diz que carro alugado pelo Presidente da Câmara está todo encrencado…

Osmar Aguiar durante sessão da última quinta (26): lenga-lenga, ataques a Albino e nenhum documento

Enganou-se quem pensou que o assunto da caminhonete alugada pelo presidente da Câmara Osmar Aguiar (PT) está encerrado e que aquele teatro protagonizado por ele na sessão da última quinta (26), convenceu alguém, muito pelo contrário, após a encenação do petista, várias informações passaram a chegar no blog sobre o caso.

Segundo nossas fontes, já existem provas documentais de que o dono da empresa responsável pela caminhonete tem ligações familiares a um dos fornecedores da prefeitura, talvez por isso, o presidente não deu explicações claras de como a empresa repassava o valor do combustível incluido no aluguel conforme cobrança do vereador Rafael Cruz (PMDB), apenas disse que abastecia num posto da cidade (coincidência ou não, o mesmo que fornece combustível para a prefeitura).

Outro fator que chamou atenção de um leitor do blog é que todos os avisos de licitações da Câmara constam no Diário Oficial, mas uma rápida busca constata-se a ausência justamente do aviso sobre a licitação específica do aluguel da caminhonete.

Durante o final de semana passou a circular na cidade que a caminhonete S10 da licitação havia “evaporado”, ou seja, não tinha sido mais vista transitando na cidade. Acontece que o presidente não contava que alguém já tinha fotografado o carro e que pelos dados da placa ficava fácil identificar o histórico do veículo.

Famosa S10 fotografada por um leitor do blog em frente a casa do presdiente da Câmara

Numa rápida verificação dessa denúncia feita ao blog foi constatado que a caminhonete S10 de placa OUB 8677 está em nome de Francisco Carlos Alves do Nascimento, estando como veículo particular. Acontece que pela Lei, se a licitação foi feita para contratação de empresa, obviamente o carro teria que ser no CNPJ da empresa e não no nome de pessoa física.

Dados da caminhonete

O blog consultou pelo menos três advogados e todos foram unânimes em dizer que a contratação nestes moldes é irregular. Um deles foi além e disse que o carro em nome de pessoa física subentende uma subcontratação, o que é vedado 100% para locação de veículos segundo jurisprudência do próprio Tribunal de Contas do Estado – TCE.

Está na hora dos vereadores agirem para apurar estes fatos. A população quer saber das provas documentais que comprovam a lisura do contrato “tão bem vendida” pelo presidente e que até agora não foi divulgado nenhum. Onde está a publicação da licitação? Onde está a alteração dos valores do contrato? Cadê os documentos do carro em nome da empresa?

Sem estas respostas, o presidente corre sérios riscos de sofrer penas incluive com afastamento do cargo, tendo que responder judicialmente por isso.

Com a palavra os vereadores…

Osmar usa a tribuna, esculhamba Albino e tenta explicar aluguel de carro…

Osmar Aguiar: fala demais e documentos de menos

O presidente da Câmara de Coelho Neto Osmar Aguiar (PT) usou a tribuna nesta quinta (26), para tentar explicar o episódio do aluguel de carro denunciado em primeira mão por esse blog.

Ao fazer uso do grande expediente, o petista passou boa parte enchendo linguiça querendo mostrar “seus feitos”. Explicou a mesma versão da nota de que o contrato de R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais) porque seriam para dois carros, mas que ele decidiu que seria apenas um reduzindo o contrato para R$ 126.000,00 (cento e vinte seis mil reais. Segundo ele os R$ 10.500,00/mês estaria incluído a caminhonete, o combustível, manutenção e seguro.

Ataques a Albino

Em tom calmo no início, o presidente de uma hora para outra alterou a voz a passou a fazer ataques ao investigador da polícia civil Albino Klauberth, que fez críticas sobre o episódio na rede social. Disse entre outras coisas que ele teria que deixar de ser irresponsável e o acusou de veicular mentiras, inverdades, de forma politiqueira, baixa e se colocando como um bandido.

Disse que tinha uma decepção gigantesca com Albino que deveria exercer seu papel mas que é um politiqueiro de quinta categoria, que havia se vendido para o ex-prefeito Soliney, que não tinha moral para falar dele e disse que a boca miúda os comentários são que Albino está conivente com a criminalidade.

Nas redes sociais, o presidente da Câmara foi bastante criticado pelos ataques gratuitos a Albino feito de forma desnecessária e sem qualquer razão de ser.

Cobrança dos vereadores

O vereador João Paulo (PMDB), disse que as coisas tinham que está as claras, que a sociedade cobrava publicidade e transparência. Ele cobrou a publicação da mudança do contrato no Diário Oficial e que informações como essas fosse repassada a todos os vereadores já que haviam alguns como ele que não foram informados sobre o contrato, como estaria se dando o abastecimento de combustível já que estava tudo incluído no pacote.

O vereador Rafael Cruz (PMDB) também fez uso da palavra e disse que os esclarecimentos era necessário porque o fato não atingia apenas o presidente como a Câmara como um todo. Ele disse que o impacto da notícia se devia pelo fato da sociedade está sofrendo com a falta de circulação de dinheiro, defendeu a denúncia feita pelo blog baseado no extrato do contrato extraído do Diário Oficial sem especificação alguma e que a nota divulgada por ele não tinha qualquer prova documental e reafirmou que a bancada da oposição não sabia da contratação do veículo.

O vereador Reginaldo Janse (PMDB) fez um discurso em tom bem ameno fazendo mais referências a inclusão do seu nome no discurso do presidente pra tentar criar clima entre ele e Albino, profissional que ele fez questão de elogiar e enaltecer o trabalho.  O vereador Luiz Ramos (PSD), fez o velho discurso para gradar o governo mas foi duramente repreendido pela colega Camila Liz, que pediu que deixasse de ser irresponsável quando tentou insinuar que as contas de gestão do ex-presidente Raimundão poderiam ser reprovadas.

Os demais vereadores da base Sillas Alexandre, Liza Pires, Marco Tourinho e Mohabe Branco faltaram a sessão que teve conversa demais e documentos de menos.

Durante o discurso, Osmar classificou a notícia por várias de irresponsável. Mas foi graças a essa notícia irresponsável que o contrato veio à tona, foi graças a notícia irresponsável que muitos vereadores tomaram conhecimento do valor do contrato e foi graças a notícia irresponsável que ele teve obrigatoriamente que emitir uma nota e ocupar a tribuna para se explicar.

E o blog continuará cumprindo seu papel de informar a população.

Goste ou não presidente, de quem a opinião depreciativa sobre o blog pouco importa…

De frente com a fera: Qual será a reação dos vereadores sobre o “contrato imoral” do Presidente da Câmara?

Presidente da Câmara Osmar Aguiar: explicações não convenceu a ninguém

Um dia depois da repercussão da matéria sobre o contrato imoral do aluguel de um veículo assinado pelo Presidente da Câmara de Coelho Neto, Osmar Aguiar (PT), para usar a seu serviço como carro particular, os vereadores terão a oportunidade de ficar de “cara com a fera”.

A matéria que gerou revolta na comunidade que foi tema principal em todos os grupos de whatsapp e rodas de conversa, obrigou o presidente a divulgar uma nota que de tão pífia, saiu pior que se tivesse ficado calado. Não disse coisa com coisa, admitiu o gasto com aluguel que daria para comprar uma caminhonete nova e não provou a alteração do contrato no Diário Oficial do contrato imoral. A nota não convenceu a ninguém e a comunidade aguarda os desdobramentos.

Em sua página na rede social, o petista foi obrigado a aguentar os comentários de membros da comunidade, todos reprovando a sua conduta e sua atitude diante da tão vomitada “crise” que ele gosta de usar para defender o “chefe”.

Nesta quinta (26), os vereadores terão o primeiro encontro com o presidente na sessão após o escândalo e existe uma grande expectativa popular de qual será a reação dos parlamentares. Diante desse quadro, os vereadores poderão ter duas posturas: Ir a fundo, investigar o caso, cobrar as devidas explicações com documentos e exigir o cancelamento desse contrato como forma de moralizar a Câmara, já que a sociedade não aprovou esse aluguel.

Ou fazer de conta que acreditou a nota, reforçar a idéia que não apenas sabiam, mas que concordam com essa imoralidade e assim proteger o presidente.

Em tempos da “crise” que o Osmar tanto fala, achar normal gastar mais de R$100 mil com o aluguel de um carro para uso particular é um escárnio, um deboche e uma atitude desprezível de alguém que se mostra cego diante de tantos problemas que a cidade enfrenta.

A sociedade permanece de olho senhores e senhoras vereadores/vereadoras. E espera não ser decepcionada….